Educação financeira

Vale a pena investir em Renda Fixa em 2021?

A renda fixa entra em 2021 como uma opção mais segura para aplicar seu dinheiro. Mas, será que ela ainda vale a pena? É o que vamos te mostrar, veja:

Anúncios

por Fernanda Weber

Publicado em 22/03/2021

Renda Fixa

Saiba se ainda vale a pena investir em renda fixa. Foto: Unsplash / Micheile Henderson
Saiba se ainda vale a pena investir em renda fixa. Foto: Unsplash / Micheile Henderson

Mesmo que a renda fixa não seja o investimento mais rentável, ainda é considerado o mais seguro. Por isso, nada melhor do que entender se vale a pena ou não fazer aplicações nela em 2021.

Em resumo, ela é um tipo de investimento em que você empresta dinheiro para bancos, financeiras e até empresas. Em troca, estas instituições vão te pagar juros. Na teoria é um investimento bastante simples pois você precisa apenas de uma conta em corretora ou banco para conseguir investir.

Mas na prática podem surgir algumas dúvidas. Entre as dúvidas que podem surgir está a de se vale a pena investir em renda fixa em 2021. E é justamente isso que vamos te mostrar a partir de agora, vamos conferir!

Anúncios

Vale a pena investir em renda fixa em 2021?

Ainda vale a pena investir em aplicações com rentabilidade fixa. Foto: Pixabay
Ainda vale a pena investir em aplicações com rentabilidade fixa. Foto: Pixabay

Por mais que em 2020 a rentabilidade da renda fixa tenha caído muito, ao que tudo indica, neste ano ela vai se recuperar.

Dessa forma, podemos afirmar que ainda vale a pena investir nela.

Além disso, este tipo de renda é uma excelente opção para alocar sua reserva de emergência e assim garantir mais tranquilidade em caso de despesas não programadas.

Mas, apesar de ainda compensar o investimento, antes de aplicar seu dinheiro, é importante conhecer todas as opções e ainda saber os melhores lugares para investir. É isso que vamos te mostrar agora.

Investimentos de renda fixa

Conheça os principais investimentos. Foto: Pexels / Pixabay
Conheça os principais investimentos. Foto: Pexels / Pixabay

Como já explicamos, ao investir em renda fixa, você empresta dinheiro aos bancos e outras financeiras. Com esse dinheiro, esses bancos podem emprestar dinheiro para outras pessoas ou empresas e assim manter a economia girando.

Ao emprestar seu dinheiro, você ganha juros, afinal, é como se estivesse fazendo um empréstimo ao banco. Neste investimento, você se compromete a manter o dinheiro aplicado até uma data e o banco te promete pagar juros pelo período em que seu dinheiro ficar com ele.

Assim sendo, existem diversas maneiras de investir nestes ativos, veja:

  • CDB
  • CRI e CRA
  • LCI e LCA
  • Debêntures
  • LC
  • Fundos DI
  • Tesouro Direto (Selic, IPCA+)

Ou seja, você tem muitas opções para explorar. Mas, antes que tudo pareça confuso, recomendamos que acesse nosso conteúdo sobre os tipos de ativos com rentabilidade fixa, nele te explicamos o que são cada uma dessas siglas que mais parecem uma sopa de letrinhas.

Renda fixa

Ativos de renda fixa para conhecer

Saiba mais sobre os diferentes tipos de ativos de renda fixa e veja qual é o melhor para você.

Anúncios

Olhando para o mercado de renda fixa

Entenda o que está acontecendo com a renda fixa. Foto: Pexels / Pixabay
Entenda o que está acontecendo com a renda fixa. Foto: Pexels / Pixabay

Até 2020 chegar e abalar as estruturas de todo mundo, a renda fixa era uma ótima opção para investir o dinheiro pensando no longo prazo. No entanto, as coisas mudaram um pouco.

Mesmo que ainda vale a pena aplicar nela, precisamos estar de olho nas mudanças do mercado.

Rentabilidade real negativa

A rentabilidade não cobriu a alta da inflação. Foto: Pixabay / Edar
A rentabilidade não cobriu a alta da inflação. Foto: Pixabay / Edar

Em 2020, com a instabilidade econômica, o aumento da dívida pública e a Taxa Selic num patamar muito baixo, a renda fixa não rendeu o suficiente para manter o poder de compra dos investidores.

Em outras palavras, isso significa que os juros destes investimentos não foram suficientes para cobrir a inflação do mesmo período. Com isso, tivemos um fenômeno chamado de rentabilidade negativa.

Na prática, quando o dinheiro rende menos do que a inflação, é como se você perdesse o poder de compra. Ou seja, o que você comprava com R$100 no início do ano já não é mais suficiente para comprar as mesmas coisas no final do ano.

Novas possibilidades

Diante de um período difícil surgem novas ideias. Foto: Pexels / Karolina Grabowska
Diante de um período difícil surgem novas ideias. Foto: Pexels / Karolina Grabowska

Diante do novo cenário, em que a renda fixa já não rende mais tanto quanto no passado, os investidores precisam ser criativos.

Hoje em dia, o investimento fixo ainda é a melhor opção para guardar a sua reserva de emergência. Afinal, se você escolhe um ativo com liquidez diária e precisar do dinheiro de volta para uma situação inesperada, essa quantia retorna em um dia.

Mas, se você quiser viver de renda no futuro, nossa sugestão é procurar por investimentos com mais riscos e até prazos de vencimento mais longos.

Renda fixa ainda não morreu

Mesmo que anunciem isso, a renda fixa não morreu. Foto: Pexels / Markus Spiske
Mesmo que anunciem isso, a renda fixa não morreu. Foto: Pexels / Markus Spiske

Mesmo que anunciem que a renda fixa morreu e já não vale mais a pena, isso não é verdade.

Isso porque ela ainda é uma boa opção para colocar a reserva de emergência. Afinal, ela tem a segurança de que você sempre terá esse dinheiro e não perderá nada.

Além disso, ela continua sendo uma alternativa para diversificar os investimentos.

Por fim, com o aumento da Taxa Selic para 2,75% ao ano, que aconteceu recentemente, ela voltará a render um pouco mais.

O que esperar da renda fixa em 2021

O que a renda fixa nos reserva para 2021? Foto: Unsplash / Markus Winkler
O que a renda fixa nos reserva para 2021? Foto: Unsplash / Markus Winkler

Com tudo que estamos falando, nossa ideia é deixar claro que a renda fixa ainda é importante para todos. Todavia, ela está passando por um momento complicado, o que é normal em qualquer tipo de ativo.

Por isso, confira o que ainda podemos esperar dela em 2021.

Maior diversificação

Espera-se mais diversidade nos tipos de ativos de renda fixa. Foto: Pexels / Pixabay
Espera-se mais diversidade nos tipos de ativos de renda fixa. Foto: Pexels / Pixabay

De acordo com especialistas na área de investimentos, ao longo do ano devem surgir novos tipos de ativos de renda fixa. Além disso, empresas devem abrir modalidades de crédito para financiarem suas atividades.

Com isso, Debêntures, Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) e Certificados de Recebíveis Agrícolas (CRA) devem ter destaque maior.

Ademais, títulos que mesclam taxas pré e pós fixadas também tendem a ter mais destaque.

Emissões de títulos

Em 2021 serão emitidos novos títulos de renda fixa. Foto: Unsplash / Tierra Mallorca
Em 2021 serão emitidos novos títulos de renda fixa. Foto: Unsplash / Tierra Mallorca

Ainda não se sabe bem como os bancos emissores de títulos vão trabalhar em 2021. No entanto, espera-se a criação de novos títulos de renda fixa.

Neste caso, os títulos seriam parecidos com o que já existe em mercados consolidados como o norte-americano e o europeu.

Essa tendência é impulsionada pela taxa básica de juros baixa. Portanto, se ela se mantiver assim, você poderá conhecer novas opções de ativos.

Além disso, as Letras Financeiras devem seguir a tendência de novas emissões e pode ganhar mais destaque no mercado.

Renda fixa para projetos menores

A renda fixa deve virar opção para novos projetos em menor escala. Foto: Carlos Pernalete
A renda fixa deve virar opção para novos projetos em menor escala. Foto: Carlos Pernalete

Outra possibilidade que está sendo esperada para esse ano, é a de que obras e projetos públicos possam ser financiados por meio da renda fixa.

Com isso, os investidores poderiam ajudar a construir projetos locais que estejam de acordo com as suas necessidades.

Embora esse modelo de negócio ainda não seja usado no Brasil, seria uma boa oportunidade para impulsionar os ativos de renda fixa a nível mais local. Nesse sentido, o investidor poderia escolher em quais obras investir ou não.

Esse tipo de ativo parece ir ao encontro do que se espera para os padrões de consumo em 2021.

Ou seja, estar mais atento às questões locais e valorizar estes espaços em detrimento de investimentos que não beneficiariam diretamente o investidor.

Renda fixa

Padrões de consumo para 2021

Veja como espera-se que a população invista seu dinheiro e também qual é o perfil de consumidor para 2021.

Fundos DI precisam ser atualizados

Os Fundos DI também estarão em destaque neste ano. Foto: Unsplash / Rupixen Com
Os Fundos DI também estarão em destaque neste ano. Foto: Unsplash / Rupixen Com

Em suma, os Fundos DI são ativos de renda fixa que acompanham um índice como o CDI e compostos por mais de um tipo de ativo.

Ou seja, ao comprar uma cota desses fundos, você aplica seu dinheiro em vários ativos de renda fixa que fazem parte do mesmo.

Desta forma, um mesmo fundo pode incluir títulos do Tesouro Direto, CDBs, etc. O que importa é que todos os ativos acompanhem o mesmo índice.

Acontece que, para operarem, os fundos DI cobram taxas de seus investidores. E esse cenário não é atrativo para quem investe. Ainda mais se considerarmos que a renda fixa já não rende tanto.

Por isso, em 2021, espera-se que novas opções de fundos DI surjam para atualizar este mercado e para que os investimentos sejam mais atrativos para as pessoas.

Atente-se à inflação

A inflação segue em alta e merece atenção. Foto: Pexels / Anna Nekrashevich
A inflação segue em alta e merece atenção. Foto: Pexels / Anna Nekrashevich

De maneira geral, a renda fixa é muito associada à inflação, principalmente quando pensamos em tipos de ativos atrelados a ela.

Por isso, em 2021, podemos entender que procurar ativos que estejam atrelados à inflação como o Tesouro IPCA+ podem ser ótimas opções.

Isso porque o IPCA, ou Índice de Preços ao Consumidor Amplo, é o principal índice para medir a inflação no país. Portanto, um ativo que acompanhe esse índice, tende a se desvalorizar menos.

Além disso, você já deve ter reparado que os produtos que costumamos consumir estão subindo de preço. Isso indica que a inflação está alta.

Só para ilustrar, em 2020 ela foi de 4,52% sendo que o esperado era abaixo de 4%. Agora, para 2021, de acordo com o Boletim Focus mais recente, a inflação será de 4,72%.

Ou seja, continuaremos vendo uma alta dos preços e, ainda, uma rentabilidade maior em investimentos ligados à ela.

Os investimentos em renda fixa ainda valem a pena?

Investir em renda fixa ainda é uma boa opção. Foto: Pixabay / Cegoh
Investir em renda fixa ainda é uma boa opção. Foto: Pixabay / Cegoh

Por mais que a renda fixa tenha perdido boa parte da sua importância nos últimos anos, ela ainda vale a pena.

Isso se deve ao fato de que é o lugar mais seguro para deixar seu dinheiro, principalmente aquele que precisa ser usado no curto prazo.

Quando estamos montando nossa reserva de emergência, não podemos colocar esse dinheiro em investimentos de alto risco como ações, por exemplo. Afinal, a renda variável não garante que o mesmo valor investido estará disponível quando você precisar (por isso ela é recomendada para o longo prazo).

Diante disso, a renda fixa é o lugar ideal para deixar o dinheiro de modo seguro e com a garantia de ter, pelo menos, o mesmo valor investido.

Melhores investimentos de renda fixa em 2021

Veja onde investir em renda fixa em 2021. Foto: Pixabay / The Angry Teddy
Veja onde investir em renda fixa em 2021. Foto: Pixabay / The Angry Teddy

Antes de mais nada, queremos deixar claro que aqui não estamos fazendo nenhum tipo de recomendação, tudo bem?

O que queremos, é te mostrar algumas ideias de onde você pode investir seu dinheiro para que sozinho consiga pensar e decidir o melhor ativo para você.

Atualmente, para investir em renda fixa você precisa ter conta corrente em uma corretora de valores ou então em um banco que ofereça ativos desse tipo.

No mercado, algumas corretoras são conhecidas por oferecerem mais opções. Um exemplo disso é a Easynvest, que tem diversas opções de ativos para você analisar e decidir qual é o melhor.

Agora, em relação aos bancos, podemos citar os maiores do país como boas opções. Ou seja, você pode investir com o Banco do Brasil, Caixa, Bradesco, Itaú Unibanco e Santander.

Independente do lugar que escolher para começar, lembre-se de sempre ler bem as regras e avaliar se o investimento é para você. Alguns deles você só pode retirar o dinheiro na data de vencimento, ou seja, pode levar anos.

Outros, você pode até retirar antes, no entanto a rentabilidade será bem menor. Por isso, sempre fique atento e pesquise sobre aquelas palavras que você não sabe ao certo o que significam.

O que evitar na renda fixa em 2021?

Existem alguns ativos que podem ser evitados. Foto: Unsplash / Abigail Low
Existem alguns ativos que podem ser evitados. Foto: Unsplash / Abigail Low

Em primeiro lugar, em 2021 você deve evitar o medo de investir. Ou seja, faça deste ano a sua virada e comece a investir em ativos de renda fixa e até de renda variável, se você estiver seguro.

Agora, em relação à renda fixa, de que estamos tratando, para 2021 você precisa procurar por investimentos que tenham rentabilidade pré-fixada.

Calma que vamos explicar: a renda pré-fixada significa que, no momento em que adquirir o ativo, você já sabe exatamente quanto ele vai render no final. Parece ótimo, mas existe um porém nisso.

Isso porque ao ter a rentabilidade pré-fixada, você não se beneficiará de uma possível alta da Taxa Selic e mesmo de outros fatores que possam fazer com que seu investimento renda mais.

Dessa forma, nossa sugestão é investir com mais cautela neste tipo de ativo e optar por outros que possam render mais ao longo do tempo.

Você pode procurar por ativos com rentabilidade pós-fixada que acompanhem um índice como a Taxa Selic, o IPCA ou mesmo o CDI.

Por fim, não esqueça de estudar bem o mercado que deseja entrar e, se quiser saber mais sobre as opções de renda fixa, acompanhe outros conteúdos que já preparamos sobre o assunto.

Veja a sugestão que deixei abaixo em que explico tudo sobre as Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) e Imobiliárias (LCI).

Renda fixa

Descubra o que é LCI e LCA

Veja o que são as letras de crédito e descubra como investir nesses ativos de renda fixa.

Sobre o autor

Fernanda Weber

Produtora de conteúdos digitais e redatora web com formação na área de Letras. Atua com produção de conteúdos sobre educação financeira e deseja levar seus conhecimentos práticos para mais pessoas e assim ajudá-las a lidar melhor com seu dinheiro.

Revisado por

Tathiane Mantovani

Editor(a) sênior

Em Alta

content

Planejamento Financeiro 2022: dicas para se organizar

Quer ter mais prosperidade e organização financeira? Então, um bom planejamento financeiro em 2022 pode te ajudar. Veja nossas dicas aqui.

Continue lendo
content

Como solicitar o cartão de crédito MB Pleno

Aprenda o passo a passo para solicitar o cartão de crédito MB Pleno online, via telefone ou pelo aplicativo no texto a seguir.

Continue lendo
content

Auxílio de Inclusão Urbana: tudo o que você precisa saber sobre o novo abono

Integrado ao Auxílio Brasil, o novo Auxílio de Inclusão Produtiva Urbana deve pagar um adicional de R$200,00 aos beneficiários. Confira!

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Como solicitar a máquina de cartão C6 Bank

Solicite a máquina de cartão C6 Bank e usufrua de benefícios, como isenção de tarifas para adesão e diversos planos diferentes. Saiba mais aqui!

Continue lendo
content

Review cartão BMG Consignado 2021

Confira o nosso review cartão BMG Consignado e conheça este produto que oferece cobertura internacional e é ideal para negativados! Veja aqui!

Continue lendo
content

Por que usar serviços de streaming: Amazon Prime Preço

A Amazon Prime oferece preço acessível e vantagens que fazem desse serviço de streaming o melhor custo benefício do mercado. Veja mais aqui!

Continue lendo