Educação financeira

Título de capitalização: como funciona?

Certamente você já ouviu seu gerente do banco falar sobre título de capitalização. Mas, sabe se vale a pena aplicar seu dinheiro? O retorno compensa? Saiba a resposta para essas perguntas no post a seguir.

Anúncios

por Fernanda Weber

Publicado em 16/09/2021

Descubra se vale a pena adquirir o produto que os bancos vivem oferecendo

5 pilhas de moedas em ordem crescente. Fonte: Pixabay
5 pilhas de moedas em ordem crescente. Fonte: Pixabay

Quando vamos conversar com nosso gerente do banco sempre nos oferecem um título de capitalização como alternativa de investimento. 

Em resumo, esses títulos são aplicações programadas em que todos os meses uma parcela é descontada da sua conta corrente. Além disso, durante a duração do papel, você concorre a sorteios em dinheiro.

Mas, será que vale a pena apostar nesse produto financeiro? Ou será que existem outras opções mais interessantes?

Pensando nessas perguntas, queremos te mostrar como os títulos funcionam, suas vantagens e desvantagens, quando aplicar seu dinheiro e, de que maneira fazer o resgate.

Por fim, esperamos conseguir responder se, afinal, é uma boa ideia apostar em títulos de capitalização para diversificar seu patrimônio.

Quer embarcar nessa comigo? Então vamos lá!

Anúncios

O que é e como funciona um título de capitalização?

Um título de capitalização é um título de crédito em que você programa aplicações mensais em um fundo e concorre a sorteios em dinheiro. Esse produto financeiro costuma ser oferecido por bancos tradicionais como uma opção para economizar com a chance de ganhar prêmios.

Em suma, funciona mais ou menos assim:

Ao assinar o contrato, você define de que maneira fará o pagamento do seu título:

  • PU: com pagamento único no início
  • PM: com aplicações mensais
  • PP: pagamentos periódicos de acordo com o combinado

A partir disso, o banco desconta o valor do título da sua conta corrente e transfere para o fundo. 

Nesse processo, a instituição desconta uma taxa de administração (cota de carregamento) e uma taxa para os prêmios (cota de sorteio). O restante será o seu capital investido (capital de resgate) no título de capitalização.

O capital de resgate, por sua vez, tem uma pequena rentabilidade definida pela Taxa Referencial (em 0% há anos) mais uma taxa variável. Os juros variáveis precisam ser de ao menos 0,1% ao mês. Na prática, de fato, a rentabilidade é quase nula. 

Sendo assim, você deve se perguntar: mas há vantagens em aderir a esse título de crédito?

Quais as vantagens?

Mesmo que o título de capitalização não tenha uma boa rentabilidade, ainda assim possui alguns pontos positivos. Dentre eles, podemos citar que:

  • É uma maneira de aprender a economizar um pouco por mês. Afinal, o banco descontará o valor do título da sua conta e você precisa ter o dinheiro disponível.
  • Existe a chance de ganhar dinheiro com os sorteios.
  • Somente bancos autorizados pela Susep (Superintendência de Seguros Privados) podem emitir esses títulos. Desse modo, não corre o risco de cair em ‘pegadinha’ de bancos desconhecidos.

Anúncios

Quais as desvantagens?

Agora, sobre as desvantagens, podemos dizer que são várias, mesmo!

Primeiramente, o título de capitalização não é considerado uma forma de investimento. Assim sendo, se o seu gerente te vender esse produto com essa ideia, saiba que não é verdade. Isso porque esses títulos possuem menos rentabilidade que a poupança, que já é bem baixa.

Mas, não é só isso!

Também são pontos negativos dos títulos de crédito de capitalização:

  • Não estão protegidos pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC). Ou seja, se o banco falir você perde todo o dinheiro que aplicar.
  • Há cobrança de cota de carregamento para que o banco mantenha o fundo do título.
  • Há cobrança de cota de sorteio, dinheiro usado para oferecer os prêmios em dinheiro.
  • Em títulos de bancos grandes suas chances de ser sorteado são pequenas. Só para ilustrar, alguns bancos oferecem os títulos para até 100.000 clientes dentro de um período de 36 meses com um ou dois sorteios mensais. Quais são, portanto, suas chances de ganhar?

Quando investir em um título de capitalização?

Mulher sentada pensando. Fonte: Pexels
Mulher sentada pensando. Fonte: Pexels

Diante de tudo o que estamos falando, é provável que tenha surgido essa dúvida capital: mas quando posso aplicar meu dinheiro em um título de capitalização?

Em suma, podemos dizer que quando você está começando a cuidar do seu dinheiro e quer guardá-lo em um local ‘seguro’ todos os meses, pode ter alguma utilidade.

No entanto, você precisa estar ciente de que não vai retirar todo o valor aplicado quando o prazo do título acabar. 

Lembra que te falamos das cotas de sorteio e carregamento?

Pois bem, esse dinheiro não volta!

Portanto, as chances de recuperar todo o dinheiro aplicado só existem se você for sorteado ou tiver uma boa taxa de juros contratada para garantir alguma rentabilidade.

Além disso, algumas pessoas optam por adquirir os títulos por conta da regularidade, pois o banco desconta uma prestação mensal. Se este é o caso, tenho uma sugestão: que tal conhecer outro programa similar e que pode render um pouco mais?

Trata-se da poupança programada. Um serviço que você ativa quando quiser em sua conta corrente e, todos os meses, o banco transfere o valor que você quiser da sua conta corrente para a poupança. Para saber mais veja o post abaixo.

Saiba o que é Poupança Programada?

Veja aqui como usar a poupança programada para guardar dinheiro todos os meses de forma automática e nunca mais esquecer de poupar.

Como fazer o resgate do título de capitalização?

Se você já possui um título de capitalização e quer resgatar o dinheiro, pois entende que não compensa mantê-lo aplicado, saiba que não é tão simples.

Ao contrário de investimentos como o Tesouro Direto e até mesmo a poupança, você não pode sacar o dinheiro quando bem entender.

Em suma, os bancos autorizam o resgate quando vencer o seu contrato ou então depois de um período de carência estipulado no contrato.

Além disso, se você optar por retirar o dinheiro antes do previsto, algumas instituições podem lhe cobrar taxas para fazer isso. 

Sem contar que você nunca conseguirá resgatar todo o dinheiro que aplicou no título. Afinal, o desconto das taxas pode corresponder a até 25% do total aplicado e, quanto mais sorteios forem feitos, maior é o custo da taxa associada.

Vale a pena fazer um título de capitalização?

Caneta e calculadora em meio a pilha de papeis. Fonte: Pixabay
Caneta e calculadora em meio a pilha de papeis. Fonte: Pixabay

Enfim, depois dessa longa jornada explicando todos os detalhes sobre o título de capitalização, acho que a resposta está clara.

Em síntese, não consideramos esse tipo de aplicação um bom investimento. Aliás, nem investimento é!

Afinal, você não ganhará juros pelo capital que depositar e ainda corre o risco de perder dinheiro na operação.

Na prática, é como se você comprasse, todos os meses, um bilhete de loteria e, no final, recebesse de volta parte do que gastou como compensação.

Desse modo, antes de colocar seu dinheiro nesse tipo de produto que os bancos oferecem aos montes, conheça outras opções. Por exemplo, aprenda mais sobre a poupança, os títulos do Tesouro Direto ou ainda os CDBs.

Quer saber mais sobre esses investimentos (de verdade)? Então confira o conteúdo exclusivo que preparamos para te manter informado no post recomendado em seguida.

a melhor forma de guardar dinheiro é aquela que está de acordo com seus objetivos

Qual a melhor maneira de guardar dinheiro em 2021

Existem diversas maneiras para que você guarde seu dinheiro. Poupança, títulos públicos, títulos privados e previdência privada são algumas delas. Escolha o melhor pra si

Sobre o autor

Fernanda Weber

Produtora de conteúdos digitais e redatora web com formação na área de Letras. Atua com produção de conteúdos sobre educação financeira e deseja levar seus conhecimentos práticos para mais pessoas e assim ajudá-las a lidar melhor com seu dinheiro.

Revisado por

Tathiane Mantovani

Editor(a) sênior

Em Alta

content

Conheça o cartão de crédito C6 MEI

Conheça o cartão de crédito C6 MEI sem anuidade e aproveite as suas principais vantagens, como cobertura internacional e programa de pontos.

Continue lendo
content

Recorde de crescimento das empresas que buscaram crédito em 2021

Segundo o Indicador de Demanda de Empresas por Crédito, houve um aumento das empresas que buscaram crédito em 2021. Confira!

Continue lendo
content

Gshow abre inscrições para Lar Doce Lar 2022

Já estão abertas as inscrições do Lar Doce Lar 2022 para quem tem o sonho de construir ou reformar sua casa. Faça seu cadastro e participe!

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Financiamento Itaú Construshop ou Financiamento Creditas Reforma: qual o melhor?

Confira nosso conteúdo comparativo entre financiamento Itaú Construcard ou financiamento Creditas Reforma e entenda como eles funcionam!

Continue lendo
content

Binance autoriza a compra de mais 15 criptomoedas com cartão de crédito

A exchange Binance liberou a compra de criptomoedas com cartão de crédito e débito em reais para investidores brasileiros.

Continue lendo
content

Inflação: o que é e como ela impacta sua vida?

Entenda aqui mais sobre a inflação, como ela funciona, quais são as suas principais causas e como afeta a nossa vida financeira.

Continue lendo