Educação financeira

Planilha de controle financeiro: como montar

Aprenda como montar uma planilha de controle financeiro e comece hoje mesmo a mudar de vida.

Anúncios

por Fernanda Weber

Publicado em 22/03/2021

Planilha de controle financeiro

Tenha uma planilha de controle financeiro para organizar as finanças. Foto: Pixabay
Tenha uma planilha de controle financeiro para organizar as finanças. Foto: Pixabay

Usar seu dinheiro de modo inteligente e saber para onde ele está indo é essencial quando pensamos em finanças pessoais. Por isso, ter uma planilha de controle financeiro é tão importante.

Afinal, com ela, você pode anotar tudo o que entra e sai de dinheiro ao longo do mês. Além disso, com o controle da sua grana em dia, fica mais fácil fazer planos e criar metas para o futuro.

Portanto, uma planilha é a primeira tarefa que quem deseja monitorar de perto a saúde de suas finanças pessoais.

E, para que essa tarefa fique mais fácil, veja o conteúdo que fizemos para você. Hoje vamos te mostrar como organizar seu dinheiro, como fazer uma planilha e o que não pode faltar.

Por fim, vamos mostrar como criar uma planilha de acordo com as suas necessidades. Já pegue o papel e a caneta e não perca nenhum detalhe.

Anúncios

Planilha de controle financeiro: como montar

Ter uma planilha de controle financeiro é essencial para controlar gastos. Foto: Pixabay / Semi Svetik
Ter uma planilha de controle financeiro é essencial para controlar gastos. Foto: Pixabay / Semi Svetik

Ter uma planilha de controle financeiro é muito bom para quem deseja e precisa organizar as finanças pessoais.

Isso porque ela ajuda a entender melhor nossos gastos e nos mostra como pequenas coisas do dia-a-dia acabam tendo um peso enorme no orçamento. Principalmente de quem não tem um salário muito alto ou já possui algumas dívidas atrasadas.

Para montar sua planilha, você precisa definir, por exemplo:

  • Suas receitas e despesas;
  • Quais são seus gastos fixos e variáveis;
  • Qual é o orçamento que se permite gastar;
  • Metas para que o dinheiro seja bem utilizado;
  • Como vai monitorar seus gastos. Só para ilustrar, isso pode ser feito com uma planilha ou então com a ajuda de um aplicativo.

Para entender melhor como organizar as finanças e montar um planejamento bacana, veja nossa sugestão de leitura abaixo:

planilha de controle financeiro

Como organizar as finanças pessoais

Descubra como organizar suas finanças e ainda como fazer o dinheiro sobrar no final do mês.

Organize suas finanças pessoais

Comece a organizar suas finanças pessoais. Foto: Pexels / Steve Johnson
Comece a organizar suas finanças pessoais. Foto: Pexels / Steve Johnson

Além de pensar na planilha de controle financeiro, você precisa encontrar um jeito de organizar as finanças pessoais.

Por mais que a planilha seja o primeiro passo, há outras coisas que devem ser feitas para “organizar a casa” do ponto de vista financeiro.

Depois que fizer a planilha, organize suas finanças:

  1. Negociando dívidas que estão em aberto, sempre começando por aquelas com juros mais elevados.
  2. Fazendo uma renda extra que vai contribuir para atingir metas e objetivos e também ajudará a pagar as dívidas o quanto antes.
  3. Criando uma reserva de emergência. Só para ilustrar, se acaso você tiver uma despesa médica urgente, sabe como pagar a conta do médico? Pois é, ter uma reserva ajuda nessa hora.
  4. Comece a investir. Assim que suas dívidas estiverem pagas e começar a sobrar algum dinheiro, nossa sugestão é aplicá-lo em algum investimento. Isso porque, seu dinheiro passará a render alguns juros que serão uma ótima forma de complementar a renda no futuro.

Veja como você pode começar a investir:

planilha de controle financeiro

Tipos de ativos de renda fixa

Descubras os melhores tipos de ativos de renda fixa e comece a investir seu dinheiro aos poucos.

Anúncios

Como fazer uma planilha de controle financeiro?

Com aplicativos você acessa sua planilha de qualquer lugar. Foto: Unsplash / Paul Hanao
Com aplicativos você acessa sua planilha de qualquer lugar. Foto: Unsplash / Paul Hanao

Em primeiro lugar, precisamos deixar claro que não existe fórmula mágica para organizar as finanças pessoais e ter uma boa planilha de controle financeiro.

Depois que deixamos esse detalhe claro, queremos te mostrar uma ideia do que você precisa considerar na hora de criar a sua planilha.

Isso porque cada um se organiza e tem receitas e despesas diferentes. Portanto, mesmo que existam vários modelos prontos, a primeira coisa que você deve fazer é analisar qual modelo se enquadra nas suas necessidades:

Crie ou escolha o modelo que irá utilizar

Escolha um modelo de planilha de acordo com o que precisa. Foto: Pexels / Nataliya Vaitkevich
Escolha um modelo de planilha de acordo com o que precisa. Foto: Pexels / Nataliya Vaitkevich

Por mais que existam vários modelos disponíveis para baixar online, você precisa entender que nem todos vão funcionar para as suas necessidades.

Dessa forma, teste alguns modelos antes de desistir, ok?

Você pode pegar algum modelo de planilha de controle financeiro pronto do Google, baixar um app ou então fazer a sua própria planilha.

Eu, por exemplo, baixei umas quatro planilhas antes de entender que nenhuma era exatamente como eu queria. Então, peguei o que achava bom de cada planilha e aprendi como montar a minha no Google Sheets.

Dessa forma, eu tenho uma planilha que está de acordo com o que eu preciso e, quando acho necessário, atualizo alguma coisa, retiro outra e assim por diante.

Escolha as categorias de sua planilha de controle financeiro

É importante decidir quais categorias estarão na sua planilha. Foto: Pexels / Nataliya Vaitkevich
É importante decidir quais categorias estarão na sua planilha. Foto: Pexels / Nataliya Vaitkevich

Seu segundo passo para montar sua planilha financeira para ter o controle do dinheiro é escolher as categorias das receitas e despesas.

Por exemplo, se você tem apenas uma receita, fica mais fácil identificá-la como salário. No entanto, se você recebe algum aluguel, pensão, faz renda extra ou é freelancer, vai ter mais entradas de dinheiro.

Nesse caso, o ideal é colocar uma categoria para receitas e descrever cada uma.

Agora, em relação às despesas, elas podem ser de vários tipos: moradia (aluguel, financiamento, água, energia, reparos, entre outros), transporte (gasolina, Uber), alimentação (mercado, padaria, feira, delivery), saúde (médico, plano de saúde), educação (escola, cursos, faculdade), etc.

De novo vou dar meu exemplo para ficar mais fácil: eu acabei separando a planilha em categorias e subcategorias como, por exemplo: Lazer (categoria) e dentro dele eu tenho gastos com livros, serviços de streaming e viagens.

Mas lembrando, essa maneira ficou legal para as minhas necessidades. Pense e coloque no papel as coisas que você precisa e depois monte a planilha.

Exemplo de planilha com categorias. Foto: Senhor Finanças
Exemplo de planilha com categorias. Foto: Senhor Finanças

Estabeleça o período de controle financeiro

Defina um padrão para sua planilha. Foto: Pexels / Pixabay
Defina um padrão para sua planilha. Foto: Pexels / Pixabay

Depois que definiu as categorias, é hora de pensar em como organizar os períodos ou meses da planilha de controle financeiro.

Em suma, podemos usar uma mesma aba para colocar todos os meses do ano, como eu mostrei ali em cima.

No entanto, se você prefere anotar os gastos com cada categoria de forma mais específica, pode adotar uma planilha mensal.

Ou seja, tenha uma planilha para cada mês e depois faça uma comparação.

Eu costumo anotar meus gastos em uma outra planilha e, no final do mês coloco tudo nesta que postei acima. Dessa forma eu tenho total conhecimento de onde gasto meu dinheiro.

Liste despesas e receitas

Não deixe de anotar nenhuma despesa ao longo do mês. Foto: Pexels / Burst
Não deixe de anotar nenhuma despesa ao longo do mês. Foto: Pexels / Burst

Outro ponto importante para montar uma planilha de controle financeiro é não esquecer de nenhum gasto ou receita.

Dessa forma, sempre anote tudo que você gasta ao longo do mês. Nem que seja num papel para depois passar para a planilha.

O importante é desenvolver o hábito. Afinal, se você não anotar tudo, não terá uma noção completa da sua situação financeira. E esse é o principal objetivo de uma planilha.

Quanto às receitas, também anote quanto ganha em cada mês. Principalmente se você não for CLT e a cada mês sua renda seja diferente.

Tenha um orçamento mensal

Crie um orçamento financeiro para seu mês. Foto: Pixabay / Marijana
Crie um orçamento financeiro para seu mês. Foto: Pixabay / Marijana

Uma vez que tiver anotado todas as etapas anteriores, é hora de criar um orçamento mensal.

Isto é, definir quanto pode gastar em cada uma das categorias que definiu e adequar esse orçamento ao seu salário.

No primeiro mês você pode fazer uma estimativa com base nos dados que tem de contas fixas e naquilo que lembra, mesmo que por cima.

Depois que já tiver a planilha de controle financeiro a mais tempo, pode sempre se basear nos gastos dos meses que já passaram.

Dessa forma seu orçamento estará sempre de acordo com o que você precisa e pode gastar.

Controle os gastos mensalmente

Faça uma queda de braço com seu dinheiro e gaste menos do que ganha. Foto: Pexels / Gratisography
Faça uma queda de braço com seu dinheiro e gaste menos do que ganha. Foto: Pexels / Gratisography

Controle a maneira com que gasta seu dinheiro e, para isso, a planilha financeira vai te ajudar bastante.

O segredo para que não falte dinheiro no final do mês é aprender a viver com menos do que ganha e entender como pode cortar gastos para conseguir começar a investir.

Só para ilustrar, em uma família com receita de R$3 mil, o ideal é procurar viver com R$2.700. Dessa forma, sempre sobrará um pouco para emergências e imprevistos.

Faça metas financeiras

Depois que tiver organizado tudo, trace metas para cumprir. Foto: Pexels / Pixabay
Depois que tiver organizado tudo, trace metas para cumprir. Foto: Pexels / Pixabay

No momento em que souber exatamente para onde vai seu dinheiro, pode começar a mudar de estratégia e criar novas metas.

Seja a partir de uma despesa fixa, seja a partir de um investimento, crie objetivos para gastar.

Por exemplo, se você tem como meta viajar daqui 10 meses e, pelo que já pesquisou, o custo de toda viagem é de R$2 mil, você pode criar uma meta de economizar R$250 por mês.

Assim, você economiza para realizar sua meta e ainda tem um pouco de dinheiro a mais para não ficar com o orçamento das férias tão apertado.

Monitore o desempenho de sua planilha de controle financeiro

Sempre revise as informações que você adicionou à planilha. foto: Pexels / Andre Piacquadio
Sempre revise as informações que você adicionou à planilha. foto: Pexels / Andre Piacquadio

Assim que tiver a planilha feita, revise-a. Ou seja, faça um balanço e analise:

  • Para onde foi seu dinheiro
  • Se o que ganha é suficiente ou não
  • Onde pode cortar alguns gastos
  • Como pode encaixar as metas
  • O orçamento previsto está de acordo com o resultado final

Dessa maneira você terá uma noção clara de onde se encontra e como pode melhorar cada vez mais suas finanças pessoais.

Como criar uma planilha de controle financeiro no Excel

Crie uma planilha para organizar os gastos. Foto: Unsplash / Alejandro Escamilla
Crie uma planilha para organizar os gastos. Foto: Unsplash / Alejandro Escamilla

Agora que chegamos até aqui, é a hora de você criar a própria planilha de controle financeiro.

Para tal, pode optar por usar o Excel, um programa que vem instalado em todos os computadores e que te permite criar planilhas bem complexas.

Outra opção é usar o Google Sheets, disponível online para quem tem alguma conta de e-mail (não precisa ser conta de e-mail do Google).

A vantagem é que este permite que a planilha fique armazenada na nuvem e você pode acessá-la de qualquer lugar.

Veja um passo a passo rápido para criar a sua planilha:

Passo 1 – Encontre modelos

Busque online algumas planilhas para se inspirar. Foto: Unsplash / Kaitlyn Baker
Busque online algumas planilhas para se inspirar. Foto: Unsplash / Kaitlyn Baker

Lembra que eu falei lá em cima que usei umas 4 planilhas de controle financeiro para criar a minha. Pois é, sugiro que faça a mesma coisa.

Baixe algumas planilhas prontas do próprio Google Sheets, ou de sites como o Me Poupe, Rico Investimentos ou ainda do Mobills.

A partir delas crie as suas categorias de receitas e gastos e defina o período.

Passo 2 – Crie a planilha em si

É hora de inserir seus dados na planilha. Foto: Unsplash / Lucian Novosel
É hora de inserir seus dados na planilha. Foto: Unsplash / Lucian Novosel

Depois que criar o seu modelo de planilha, precisa incluir algumas fórmulas para diminuir o seu serviço.

Se você baixar uma planilha com algumas fórmulas já prontas, é bom aproveitá-las.

Além disso, o próprio Google fornece um manual completo de como usar as fórmulas, tanto no Excel quanto no Google Sheets.

Aprender como somar e subtrair é essencial, depois você pensa no resto.

Passo 3 – Incluir suas receitas e despesas

É hora de preencher a planilha. Foto: Unsplash / Chronis Yan
É hora de preencher a planilha. Foto: Unsplash / Chronis Yan

Assim que finalizar a planilha de controle financeiro, é hora de colocá-la para trabalhar.

Algumas pessoas preferem esperar o dia do pagamento ou então o primeiro dia do mês para começar a inserir dados.

Mas lembre-se: não importa quando vai começar, o fundamental é criar o hábito de anotar tudo.

Eu sei que no início você pode acabar esquecendo de uma ou outra coisa e o serviço pode parecer chato. No entanto, com o tempo você pega o jeito.

Agora, se você tem um pouco de dificuldade para criar essas planilhas, tenho uma ideia ótima!

Hoje em dia existem muitos aplicativos que fazem boa parte do serviço. Você só precisa inserir os dados, despesas e receitas. O próprio app já faz a análise das suas contas e alguns deles ainda te dão dicas de onde pode melhorar.

Por isso, antes de ir, deixo como sugestão que você conheça alguns dos melhores aplicativos de organização e controle financeiro, veja:

planilha de controle financeiro

Melhores apps para organizar vida financeira

Conheça os melhores aplicativos de planilha de controle financeiro e escolha aquele que for mais funcional para você.

Sobre o autor

Fernanda Weber

Produtora de conteúdos digitais e redatora web com formação na área de Letras. Atua com produção de conteúdos sobre educação financeira e deseja levar seus conhecimentos práticos para mais pessoas e assim ajudá-las a lidar melhor com seu dinheiro.

Revisado por

Tathiane Mantovani

Editor(a) sênior

Em Alta

content

Como funciona Serasa eCred?

Já ouviu falar, mas não sabe como funciona Serasa eCred? Leia o post e entenda o que essa plataforma tem a oferecer aos seus usuários!

Continue lendo
content

Como funciona Casa Verde e Amarela

Você já ouviu falar no programa Casa Verde e Amarela? Te explicamos tudo sobre o assunto aqui. Leia este post e descubra como financiar seu imóvel.

Continue lendo
content

Cartão BMG ou Cartão Casas Bahia: qual escolher?

Cartão BMG ou cartão Casas Bahia? Qual tem o melhor custo-benefício? Leia o nosso post agora mesmo e confira esta resposta!

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Conheça o cartão de crédito Unicred Visa Platinum

Você conhece o cartão de crédito Unicred Visa Platinum? Ele oferece muitos benefícios para quem deseja viajar. Leia este post e confira!

Continue lendo
content

Corretora Easynvest: o que é e como funciona?

A Easynvest é uma corretora digital que busca descomplicar a vida do investidor. Confira aqui suas principais vantagens e características!

Continue lendo
content

Conheça o Escola Educação

Deseja sobressair no mercado de trabalho? Clique aqui e saiba como o Escola Educação pode contribuir para sua profissionalização.

Continue lendo