Finanças

Como organizar as finanças pessoais em 2021?

Para começar o ano com o pé direito você precisa sair do vermelho, não é? Por isso, confira o passo a passo para organizar as finanças pessoais em 2021 de uma vez por todas!

Anúncios

por Fernanda Weber

Publicado em 26/01/2021

Organizar as finanças pessoais em 2021

Como organizar as finanças pessoais em 2021.
Como organizar as finanças pessoais em 2021. Foto: Pixabay / Bru-On

O ano de 2020 vai ficar marcado como um dos mais difíceis que já tivemos. Muita gente acabou perdendo o emprego e ficou sem dinheiro. Tudo isso nos mostrou como é importante manter uma boa saúde financeira. Nesse sentido, criamos um guia de como organizar as finanças pessoais em 2021.

Colocando todas as ideias em prática, será mais fácil para você sair das dívidas acumuladas do ano passado. E também vai ser possível planejar o futuro. Por isso, siga com a gente e comece hoje mesmo!

Anúncios

Como organizar as finanças pessoais em 2021

Em 2021, deixe suas finanças pessoais em ordem.
Organize as finanças pessoais em 2021. Foto: Unsplash / Fabian Blank

Para que você consiga deixar suas finanças pessoais em dia, nossa recomendação é ter um pouco de paciência e acreditar que você vai conseguir.

Isso porque, todo o processo entre pagar as dívidas, planejar e conseguir guardar um pouco de grana pode demorar um pouco.

Ainda mais se você tiver um salário apertado e não tiver tempo livre para fazer uma renda extra.

Dito isto, vamos te mostrar agora como você pode organizar as finanças pessoais em 2021, acompanhe:

Passo a passo para organizar as finanças pessoais em 2021

Veja o passo a passo de como organizar as finanças pessoais em 2021.
Anote o passo a passo. Foto: Pexels / Ylanite Koppens

Já que estamos falando de organização, nada melhor do que um passo a passo.

Tentamos ao máximo deixar ele bem simples, para que você não tenha dificuldades em organizar as finanças pessoais em 2021.

Em suma, para conseguir deixar tudo em dia e fechar esse ano no azul, você precisa seguir 5 passos:

  1. Negociar dívidas
  2. Elaborar um planejamento financeiro
  3. Fazer renda extra
  4. Criar reserva de emergência
  5. Começar a investir

Veja agora como fazer cada um desses passos:

Anúncios

Negociar dívidas

Negocie suas dívidas para organizar as finanças pessoais em 2021.
Negocie suas dívidas. Foto: Unsplash / Tim Gouw

Em primeiro lugar, na hora de organizar as finanças pessoais em 2021 você precisa consolidar suas dívidas e depois negociá-las.

Ou seja, primeiro junte tudo o que você deve. Anote tudo que precisa ser pago como, por exemplo, dívida de cartão de crédito, empréstimos atrasados, contas no mercadinho da esquiva, dinheiro que você deve para algum parente.

Enfim, deixe tudo anotado e coloque junto quanto paga de juros em cada uma dessas contas.

Depois que fizer isso, você pode tentar contratar um empréstimo pessoal para pagar as dívidas que têm juros mais altos.

Também é nesse momento que você deve procurar as empresas credoras e fechar um acordo. Se você tiver como pagar o valor original de cada dívida, é provável que consiga várias vantagens na negociação.

Elaborar um planejamento financeiro

Tenha um bom planejamento financeiro.
Tenha um plano de finanças. Foto: Pexels / Karolina Grabowska

Em seguida, o próximo passo é estabelecer um planejamento financeiro.

Com ele, você terá mais controle do quanto ganha e gasta de dinheiro.

Você também pode ter uma planilha ou aplicativo no celular para que consiga anotar tudo.

Esse plano financeiro é muito importante para organizar as finanças pessoais em 2021 porque é com ele que você define seu orçamento e metas.

Veja o que não pode faltar:

Saber quanto ganha e quanto gasta

Conheça seus gastos para organizar as finanças pessoais em 2021.
Conheça seus ganhos e gastos. Foto: Pexels / Karolina Grabowska

Antes de mais nada, ao fazer seu planejamento, você precisa anotar tudo o que ganha e o que gasta ao longo do mês.

Esse passo é fundamental para que você consiga definir quanto dinheiro você pode usar para pagar dívidas, quanto precisa para viver e quanto pode investir.

Além disso, com mais controle você consegue definir metas para serem alcançadas.

Por exemplo: caso você precise de um fogão ou celular novo, pode ver quanto custa o item que você quer e juntar um valor todos os meses até conseguir comprar à vista.

Esse tipo de atitude mostra que você tem uma relação saudável com o dinheiro e vai conseguir organizar as finanças pessoais em 2021.

Colocar tudo em uma planilha

Tenha uma planilha ou aplicativo de finanças para manter tudo organizado.
Tenha uma planilha financeira. Foto: Unsplash / Carlos Muza

Agora, para que seja mais fácil de fazer o controle e planejamento, que tal usar algumas ferramentas muito práticas?

Você pode usar, por exemplo, planilhas como a do Google ou da InfoMoney.

Ou ainda, se preferir alguma solução mais completa, pode usar apps específicos para isso como o Mobills, o Organizze e o Olívia.

Todas essas opções oferecem vários recursos para te ajudar a guardar dinheiro e conseguir manter o orçamento controlado.

Para saber mais e conhecer mais opções de aplicativos, não deixe de conferir o artigo que preparamos sobre isso:

Ver o que pode ficar ou cortar

Veja o que você pode manter ou tirar de seu planejamento financeiro.
Corte gastos desnecessários. Foto: Unsplash / Amy Hirschi

Logo que você completar o primeiro mês de organização, já pode ver o que é possível cortar ou não dos seus gastos.

Isso porque, se você adotar algum dos apps que recomendamos, você consegue ver seus gastos separados por categorias.

Com isso, pode ver se está gastando muito com mercado ou com besteiras e coisas que não são necessárias.

Para saber o que cortar dos gastos, experimente comprar produtos de limpeza e alimentos de marcas mais baratas, cortar o cafezinho depois do almoço, levar comida de casa para o trabalho, reduzir o consumo de comida por delivery.

Enfim, você não precisa abrir mão de tudo que acha bom. No entanto, pode pensar em como ter a mesma experiência, mas de um jeito mais econômico.

Manter o controle para economizar

Para conseguir organizar as finanças pessoais em 2021 você precisa manter o foco.
Mantenha o foco. Foto: Pexels / Cottonbro

Antes de passarmos para o próximo passo para você organizar as finanças pessoais em 2021, temos uma dica:

Saiba que não será fácil manter o controle sempre, por isso, ao fazer o orçamento, já separe uma pequena quantia de dinheiro para esses deslizes.

Em suma, as pessoas costumam separar entre 5% e 10% do seu dinheiro para comprar coisas por impulso. Afinal, como ninguém é perfeito, esses momentos vão existir.

Mas, se você estiver com o planejamento financeiro em dia, pode dar essa ‘escapada’ de maneira controlada!

Faça renda extra

Faça uma renda extra.
Faça vendas para ter uma renda extra. Foto: Pexels / Cottonbro

Em terceiro lugar na nossa lista para te ajudar a organizar as finanças pessoais em 2021, está a renda extra.

Isto é, como você pode ter uma renda adicional no final do mês. Em seguida, vamos te dar algumas ideias para fazer um dinheiro a mais.

Mas, antes disso, lembre-se de que: a renda extra é para completar o orçamento e te ajudar a realizar seus sonhos e investimentos.

No mundo ideal, você não deve usá-la para pagar dívidas, pois esse gasto deve estar previsto lá no seu planejamento.

Dito isto, veja as melhores ideias para fazer renda extra em 2021:

  • Venda algumas coisas que você não usa mais.
  • Faça limpeza de casas ou outros espaços.
  • Venda algum tipo de artesanato que você saiba fazer.
  • Trabalhe com aplicativos de carona ou de entrega no tempo livre.
  • Seja freelancer.

O importante é encontrar algo que você goste de fazer para ocupar seu tempo livre.

E mais, saiba que nesse início, até que você pague todas as dívidas, é preciso fazer alguns esforços. Mas isso vai te dar um bom retorno no futuro.

Conheça outras ideias legais para completar a renda:

Crie uma reserva de emergência

Crie uma reserva de emergência para organizar as finanças pessoais em 2021.
Tenha uma reserva de emergência. Foto: Pixabay / Public Domain Pictures

De acordo com especialistas em educação financeira, para organizar as finanças pessoais em 2021 e ter mais segurança, todo mundo precisa de uma reserva de emergência de, pelo menos, 6 meses.

Mas o que significa isso?

Significa que você precisa ter um dinheiro guardado em alguma instituição financeira. Sendo que, o valor deve ser igual a 6 meses do seu custo de vida.

Ou seja, se para manter sua família, pagando todas as contas, é de R$1500 num mês, então sua reserva de emergência é igual a esse valor vezes 6. Isto é, R$9 mil.

E para o que serve a reserva?

Ela serve basicamente para te dar mais segurança em caso de alguma emergência.

Por exemplo, se alguém da família fica sem emprego e a renda diminuir, até que a pessoa retorne ao mercado, você terá uma reserva em dinheiro para manter as contas em dia.

Outro exemplo: caso você tenha uma despesa médica, tem esse dinheiro para pagar a conta do hospital.

Ademais, lembre-se que a reserva não é um tipo de investimento nem deve ser usada para pagar dívidas, impostos de começo de ano ou presentes de Natal.

Todos esses gastos que citamos precisam estar no seu planejamento financeiro.

Para ‘juntar’ o dinheiro da reserva você pode colocar uma meta mensal.

Além disso, para ‘guardar’ existem duas opções mais comuns:

Coloque em uma conta digital

Use uma conta digital para guardar sua reserva de emergência.
Tenha uma conta digital. Foto: Pixabay / Mohamed Hassan

Uma das opções para guardar o dinheiro da reserva de emergência é colocá-la em uma conta digital.

Isso porque, ali você tem acesso ao dinheiro de maneira fácil, assim que precisar.

Além disso, a maioria das boas contas digitais por aí fazem o seu dinheiro render um pouco.

Por isso, na hora de escolher uma conta digital, certifique-se de que ela renda, no mínimo, 100% do CDI.

Assim, seu dinheiro fica bem guardado e você pode usá-lo sempre que houver emergências. Mas não se esqueça de repor o que retirar assim que a situação voltar ao normal!

Aqui no blog já fizemos vários artigos sobre as mais diversas contas digitais que existem: Nubank, Inter, C6 Bank, Neon, entre outros. Você pode procurar e escolher a que mais te agradar.

Aplique em títulos do governo

Deixe o dinheiro aplicado em títulos do governo com liquidez diária.
Invista sua reserva em títulos públicos. Foto: Pixabay / Megan Rexazin

A outra opção para deixar sua reserva de emergência guardada é investir em títulos públicos.

Para isso, você precisa abrir conta em uma corretora como a Rico, Easynvest ou XP Investimentos. Também vale verificar se o seu banco oferece esse tipo de serviço.

Nesse modelo de investimento, seu dinheiro fica aplicado em títulos do Tesouro Nacional e rende um pouco a cada mês.

Na prática, é como se você emprestasse um dinheiro para o governo e, em troca, ele te devolve esse valor com juros.

Além disso, sempre escolha opções que tenham liquidez diária. Ou seja, que você possa usar seu dinheiro em até 24h depois que pedir para o governo te pagar de volta o título.

É preciso lembrar que, apesar de ser um investimento, a ideia da reserva é cobrir emergências e não te trazer grandes lucros. Para isso, existem outras opções de investimentos, veja:

Comece a investir

Comece a investir o quanto antes.
Comece a investir. Foto: Pixabay / Geralt

Começar a investir é o último passo para você organizar as finanças pessoais em 2021. Para começar a investir, não é tão difícil quanto parece.

Se você mantiver um padrão e investir todos os meses, no longo prazo, terá resultados excelentes. Isso porque, na maioria dos investimentos, seu dinheiro rende juros compostos, o que faz o dinheiro aumentar cada vez mais.

Mas lembre-se, ao começar a investir, você precisa de paciência e regularidade. Essas são as palavras mágicas.

Paciência porque você não vai ficar rico em um mês, nem em um ano. E quem te prometer isso estará mentindo.

E regularidade, ou seja, investir todos os meses conforme você pode. Não interessa se você pode começar com R$30,00 ou R$1000,00 por mês. Lembre-se de que, no longo prazo, seu dinheiro renderá.

Existem vários tipos de investimentos, aqui vamos falar somente dos principais, e eles estão divididos em dois grupos:

Renda fixa

Conheça os investimentos em renda fixa para organizar as finanças pessoais em 2021.
Conheça os tipos de investimento em renda fixa. Foto: Pixabay / The Digital Way

Aqui, os mais conhecidos são os títulos do governo, que estão divididos em 3 categorias:

  • Tesouro Selic, que é ideal para colocar a reserva de emergência
  • Tesouro Préfixado, que renderá de juros um valor fixo
  • E, Tesouro IPCA, que rende sempre um pouco mais que a inflação

Renda variável

Conheça as diferentes maneiras de investir em renda variável.
Conheça a renda variável. Foto: Pexels / Energepiccom

Em relação à renda variável, você tem dois tipos mais comuns de investimentos:

  1. Ações: em que você compra uma parte de uma empresa
  2. Fundos imobiliários: onde você se torna dono de partes de imóveis espalhados pelo Brasil

Enfim, independente do que você escolher, lembre-se de sempre estudar bastante para não cair em armadilhas. Ademais, não acredite em promessas de altos lucros pois geralmente são negócios enganosos.

Por fim, siga acompanhando aqui no site, mais dicas sobre investimentos.

Sobre o autor

Fernanda Weber

Produtora de conteúdos digitais e redatora web com formação na área de Letras. Atua com produção de conteúdos sobre educação financeira e deseja levar seus conhecimentos práticos para mais pessoas e assim ajudá-las a lidar melhor com seu dinheiro.

Revisado por

Tathiane Mantovani

Editor(a) sênior

Em Alta

content

Confira os principais documentos para fazer a declaração do Imposto de Renda 2022

Se você vai fazer a declaração do Imposto de Renda 2022 confira os principais documentos necessários e não deixe para última hora!

Continue lendo
content

Conheça o Cartão de crédito Coopfacil

Conheça o Cartão de crédito Coopfacil, entenda todos os benefícios. Saiba como solicitar o seu para comprar com descontos exclusivos na Coop.

Continue lendo
content

Como solicitar o cartão TudoAzul

O cartão TudoAzul oferece muitas vantagens e descontos para os clientes da Azul. Que tal conhecê-lo? Então, leia o post e confira!

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Cartão Carrefour ou Cartão Vooz: qual o melhor?

Se você está em dúvida entre o cartão Carrefour ou cartão Vooz, veja aqui os benefícios exclusivos que ambos oferecem aos seus clientes e decida.

Continue lendo
content

Conheça o cartão Caixa Platinum

O cartão Caixa Platinum é ideal para quem quer exclusividade, poder de compra e muita segurança. Saiba tudo sobre o cartão aqui.

Continue lendo
content

Liberado pagamento de PIS em dobro para alguns trabalhadores

Devido a um erro no sistema, algumas pessoas não receberam o benefício referente a 2019. Portanto esse ano podem receber PIS em dobro!

Continue lendo