Investimentos

Tudo sobre CRI: entenda mais sobre esse investimento

CRI é uma excelente opção de investimento para quem busca benefícios e isenção no imposto de renda. Confira!

Anúncios

por Maria Luísa Barbosa

Publicado em 23/03/2021

CRI é uma boa opção para você?

O que é CRI? | Imagem: Freepik
O que é CRI? | Imagem: Freepik

Quando falamos de investimentos, existem inúmeras opções disponíveis que variam no que diz respeito a lucratividade, riscos, prazo, liquidez, entre outros. No entanto, um investimento que vem se destacando bastante, especialmente entre as pessoas que não possuem renda alta para investir, é o CRI.

Essa sigla, que significa Certificado de Recebíveis Imobiliários, refere-se aos títulos de renda fixa que possuem isenção de Imposto de Renda para pessoa física e possibilitam investimentos baixos. Por exemplo: se você deseja investir em CRI, você pode começar com apenas R$ 1.00,00.

Mas afinal, do que realmente trata-se o CRI, quais são suas vantagens e desvantagens e o que deve ser feito para começar a investir? Nós respondemos as principais questões referentes a esse assunto abaixo. Confira!

Anúncios

O que é um CRI?

Afinal, do que se trata um CRI? | Imagem: Freepik
Afinal, do que se trata um CRI? | Imagem: Freepik

Antes de mais nada, é necessário que você saiba que para entender como funciona o CRI, você precisa entender o que é, de fato, o Certificado de Recebíveis Imobiliários.

A gente te conta. Esses certificados possuem renda fixa e têm a função de representar uma promessa de pagamento futuro em dinheiro. Ou seja, através deles o mercado financeiro imobiliário consegue ter créditos no setor para realizar antecipações no financiamento. Confira abaixo o seu funcionamento.

Como funciona o CRI?

image

Como foi dito anteriormente, quem opta por investir em CRI está ajudando o mercado imobiliário a receber o financiamento antecipado.

E isso funcionará da seguinte forma: geralmente uma construtora de um empreendimento imobiliário, como é o caso de um condomínio, vende as unidades que estão em construção. Em seguida, para que não seja necessário esperar o tempo de pagamento dessas parcelas em totalidade, a construtora contrata os serviços de uma securitizadora, que são conhecidas como companhias que transformam essas dívidas em créditos. E é aí que os investidores podem aplicar, fazendo com que as construtoras recebam o dinheiro antecipado para dar continuidade na obra e os compradores dos imóveis possam continuar pagando as parcelas conforme acordado em contrato,

Mas aí você deve estar se perguntando: o que os investidores ganham com isso? O fato é que na CRI, assim como os outros investimentos de renda fixa, eles acabam recebendo em troca uma rentabilidade através do valor investido por um determinado período, seja após o período vencido ou periodicamente (configuração a ser definida no momento da contratação).

Anúncios

Quais as vantagens de investir em CRI?

Veja as vantagens do CRI. | Imagem: Freepik
Veja as vantagens do CRI. | Imagem: Freepik

Nós já te contamos que para investir em CRI não é necessário ter grandes quantias, o que de fato já pode ser considerado um excelente benefício (especialmente para os investidores iniciantes). Entretanto, as vantagens de investir em CRI não param por aí.

Confira na lista abaixo quais são as vantagens de optar por esse investimento:

Isenção da Taxa de Imposto de Renda

Obtém isenção do imposto de renda. | Imagem: Freepik
Obtém isenção do imposto de renda. | Imagem: Freepik

O primeiro item que é bastante vantajoso, especialmente para quem é Pessoa Física, é a possibilidade de isenção de cobranças no imposto de renda. Além disso, para investir em CRI não é necessário pagar nenhum tipo de taxa, além de não estar sujeito à cobrança de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras).

Rentabilidade maior que a poupança

Rende mais que a poupança. | Imagem: Freepik
Rende mais que a poupança. | Imagem: Freepik

Se você costuma deixar seu dinheiro na poupança, saiba que investir em CRI pode ser uma excelente pedida para você. E o motivo disso é porque a rentabilidade costuma ser superior à da poupança, garantindo uma boa lucratividade no final do período ou periodicamente, através da opção desejada pelo cliente.

Além disso, a remuneração do CRI, assim como ocorre em todo título de renda fixa, é bastante previsível. Ou seja, assim que você adquire um título, você já consegue saber como será calculada a rentabilidade e poderá ter uma noção de qual será o índice de preço e de inflação.

Dica: esse tipo de investimento tende a ser muito interessante especificamente em período de juros em queda, como o que está ocorrendo no cenário econômico no Brasil. E a razão disso é que a tendência é ocorrer uma valorização com o tempo, favorecendo bastante quem optar por vendê-los antes de seu vencimento.

Não há necessidade de grandes quantias para começar a investir

Com pouco dinheiro já é possível investir. | Imagem: Freepik
Com pouco dinheiro já é possível investir. | Imagem: Freepik

Quando falamos de investimento, a grande maioria das pessoas já imaginam que para investir precisamos de grandes quantias. O que na grande maioria das vezes não é verdade, como o que acontece no CRI.

Para investir no Certificado de Recebíveis Imobiliários, não há necessidade de você possuir muito dinheiro guardado. Ou ainda, se você desejar dividir o seu dinheiro em diferentes ações, não será necessário que você concentre grande parte da renda nesse investimento. Isso porque é possível realizar pequenos investimentos através do CRI, uma vez que não há um valor mínimo estipulado para esse tipo de ação.

Facilidade em adquirir ações

É fácil comprar ações em CRI. | Imagem: Freepik
É fácil comprar ações em CRI. | Imagem: Freepik

Essa é mais uma característica que tende a chamar bastante atenção especialmente para quem está começando recente no mercado financeiro. Afinal, além de você já saber que você não precisa de grandes quantias para investir, que a rentabilidade é maior do que deixar o seu dinheiro parado na poupança (hábito de grande parte dos brasileiros), o CRI também é muito fácil de adquirir, sem muita burocracia ou dificuldade.

Ah, e caso você tenha alguma dúvida durante o processo, lembre-se sempre de entrar em contato com o time responsável da sua corretora de investimentos para que eles possam te auxiliar, ok?

Qual o melhor investimento a longo prazo?

Tudo o que você precisa saber sobre investimento a longo prazo está aqui. Esse é o conteúdo mais completo que você vai encontrar sobre o tema! Leia o artigo e descubra.

Quais as desvantagens de investir em CRI?

Veja as desvantagens do CRI. | Imagem: Freepik
Veja as desvantagens do CRI. | Imagem: Freepik

Bom, como quase tudo na vida, nem tudo são flores. E é bom dizer que os investimentos em CRI também apresentam algumas desvantagens que devemos pontuar. Veja abaixo quais são:

Não contam com a proteção do Fundo Garantidor de Crédito

Não há proteção de crédito. | Imagem: Freepik
Não há proteção de crédito. | Imagem: Freepik

Essa primeira característica merece bastante atenção. Pois ainda que o Certificado de Recebíveis Imobiliários seja considerado um investimento de renda fixa, ele não possui proteção de Fundo Garantidor de Crédito, assim como acontece com os LCIs e LCAs.

Portanto, os investidores dependem da capacidade de pagamento das empresas que fizeram a promessa de pagamento para que possam recuperar o investimento de fato, ou seja, precisam que as construtoras cumpram sua palavra.

Mas não desanime! Caso dê tudo certo no percurso, esse é sim um bom investimento devido às inúmeras vantagens que falamos anteriormente.

Prazo e liquidez

Prazo e liquidez em CRI. | Imagem: Freepik
Prazo e liquidez em CRI. | Imagem: Freepik

Além disso, há também a questão de prazo e liquidez do investimento, embora essa não seja vista como desvantagem por todos os investidores (uma vez que dependerá do tipo de investidor e dos seus objetivos).

Afinal, os CRIs são considerados investimentos a longo prazo, podendo levar normalmente de quatro a dez anos para retirada do investimento, prazo que pode prolongar-se por até quinze anos.

E lembre-se sempre que não será possível fazer o resgate antes do tempo previsto, seja ele no final do contrato ou em um período determinado por contrato.

Pode acontecer algum imprevisto e você desejar abrir mão de suas ações antes da hora. E caso isso ocorra, a única maneira que você tem de fazer isso é vendendo-as para outro investidor interessado. Assim não haverá a possibilidade de nenhuma garantia que você irá receber a rentabilidade que fora inicialmente acordada. Tal condição só será válida para quem ficar com o contrato até o final do prazo.

Como investir em CRI?

Veja como investir em CRI. | Imagem: Freepik
Veja como investir em CRI. | Imagem: Freepik

Bom, agora você já sabe do que se trata o CRI e quais são suas vantagens e desvantagens. Caso você tenha se identificado com esse tipo de investimento, vamos te ensinar o que precisa ser feito para que você possa iniciá-lo, tá bem?

O primeiro passo que aconselhamos que você faça é procurar uma boa corretora de investimentos para te auxiliar. Através dela você poderá abrir uma conta, muitas vezes gratuita, para ter acesso ao home broker e iniciar suas operações.

Em seguida, você terá de escolher qual será o valor investido, sua rentabilidade e prazos de resgate para entender se aquela opção de fato te atende. Caso fique com dúvidas nesse momento, não deixe de entrar em contato com o time responsável da corretora para te auxiliar.

Depois de definido, escolha o ativo do investimento e envie a sua remessa de compra. Feito isso, você passará a ser um investidor de CRI e dentro do período estipulado em contrato você terá uma boa lucratividade. Viu só? Sem complexidade ou burocracias!

Não confunda CRI com LCI!

Diferenças CRI e LCI. | Imagem: Freepik
Diferenças CRI e LCI. | Imagem: Freepik

Quando se trata de investimentos para setor imobiliário, é muito comum ficarmos com dúvidas em relação às duas siglas: CRI e LCI. No entanto, há diferença sim e vamos te explicar quais são:

CRI como foi dito anteriormente são ações compradas diretamente de securitizadora (companhias que transformam essas dívidas em créditos). Já o LCI é emitido através de instituições financeiras. Neste caso, o LCI (Letra de Crédito Imobiliário) possui a proteção do Fundo Garantidor de Crédito e pode, de certa forma, ser mais seguro do que o CRI para investimento.

Porém, antes de tomar a sua decisão, lembre-se de avaliar todo o contexto e de, se possível, fazer diversos investimentos para que você possa conseguir obter lucratividade a partir de várias rendas.

Então, vale a pena investir em CRI?

Enfim, vale a pena investir em CRI? Imagem: Freepik
Enfim, vale a pena investir em CRI? Imagem: Freepik

Por fim, a pergunta que não quer calar: o investimento em CRI vale a pena ou não? Ainda que tenha riscos como foi apresentado acima, para que possamos concluir se realizar esse investimento é vantajoso, será necessário avaliar qual é o tipo de investidor.

Por exemplo: se você for daqueles investidores que desejam ter uma rentabilidade maior a longo prazo e não se importa de assumir um risco maior para isso, acreditamos sim que essa seja uma boa opção.

Além disso, o CRI é uma boa escolha para quem deseja diversificar sua carteira, ainda que com ações baixas (já que não exige investimentos muito altos).

Porém, caso você seja um investidor mais conservador, que tem medo de se arriscar, não podemos dizer que essa seja a melhor opção para você. Afinal, o CRI não possui proteção de FGC e não é possível resgatar o dinheiro a qualquer momento.

Conclusão

Saiba se vale a pena investir em CRI. | Imagem: Freepik
Saiba se vale a pena investir em CRI. | Imagem: Freepik

Bom, é isso! Esperamos que você possa ter compreendido do que se trata o tipo de investimento CRI e tenha se decidido se ele é ou não é ideal para você.

Lembre-se de considerar todos os aspectos listados neste post antes de tomar sua decisão. E se porventura ainda restarem dúvidas, não hesite em entrar em contato com uma equipe especialista para que ela possa te auxiliar.

Afinal das contas, o investimento, por menor que seja, diz muito a respeito do seu futuro financeiro e é ideal que seja avaliado com bastante critério, ok?

No mais, se quiser mais dicas e informações sobre o mercado financeiro, continue de olho em nosso blog. Te esperamos por aqui nos próximos posts. Até mais!

Descubra o que é LCA, LCI e como investir

Quer fazer um investimento e não pagar Imposto de Renda? Então a melhor escolha são os LCAs e LCIs. Confira!

Sobre o autor

Maria Luísa Barbosa

Publicitária com vasta experiência em criação de conteúdo para web. Escrevo sobre finanças há mais de um ano com objetivo de te auxiliar a ter uma melhor experiência financeira. Nas horas vagas, sou mãe de pet, amante da arte e da moda. Prazer, Malu! (:

Revisado por

Tathiane Mantovani

Editor(a) sênior

Em Alta

content

Como abrir conta na corretora BitcoinTrade

Na corretora BitcoinTrade você pode abrir sua conta pelo aplicativo ou pelo site. Descubra aqui o passo a passo para começar a investir.

Continue lendo
content

9 benefícios do Cartão Ayrton Senna Itaucard

Conheça os 9 benefícios do Cartão Ayrton Senna Itaucard. Descubra se esse cartão de crédito é o ideal para suas necessidades financeiras.

Continue lendo
content

7 principais dúvidas do cartão Pride

Veja as principais dúvidas do cartão Pride, o cartão emitido pelo Pride Bank que destina parte de suas taxas para as causas LGBTI+. Confira mais aqui!

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Como solicitar o Financiamento Imobiliário Bari

Veja como solicitar o financiamento imobiliário Bari e tenha o dinheiro para seu imóvel em até 5 dias depois que assinar o contrato.

Continue lendo
content

Golpes via PIX: veja quais são e como se proteger da ação dos bandidos!

Confira quais são os principais golpes do PIX aplicado por criminosos e aprenda a proteger o seu patrimônio contra possíveis fraudes.

Continue lendo
content

Conheça o empréstimo Alfa Financeira

Você conhece o empréstimo Alfa Financeira? Ele oferece ótimas condições de crédito. Quer saber mais sobre ele? Então, leia o post e confira!

Continue lendo