Educação financeira

Educação Financeira Infantil: como conversar com crianças

A educação financeira infantil é essencial para que os pequenos entendam o valor do dinheiro e aprendam a ter controle financeiro desde cedo. Leia este post e confira algumas dicas essenciais para te ajudar com isso!

Anúncios

por Aline Barbosa

Publicado em 11/12/2021

Ao implementar a educação financeira para as crianças, você cria adultos mais responsáveis com o dinheiro

Então, como conversar com as crianças sobre educação financeira? Fonte: Pixabay.
Então, como conversar com as crianças sobre educação financeira? Fonte: Pixabay.

Sem dúvida, existe uma grande parte da população mundial que mesmo após a idade adulta ainda não aprendeu a lidar com as suas finanças. Ter consciência das suas limitações e criar um bom orçamento é essencial para evitar dores de cabeça e controlar o seu dinheiro da forma correta. E, se você tem filhos, é muito importante transmitir esse conhecimento desde cedo através da educação financeira infantil. 

Nesse sentido, uma criança que entende a origem do dinheiro desde pequena, aprende a valorizar melhor os seus bens e se torna um adulto responsável com o seu capital. Sabemos que os pequenos se espelham em seus pais, então aproveite essa fase curiosa para mostrar de maneiras simples o quão importante é cuidar do que se tem. 

Então, existem diversas formas de ensinar para os pequenos como gerenciar os seus recursos para que eles desenvolvam habilidades financeiras já na infância. E, você não precisa quebrar a cabeça para descobrir quais são elas! Através de histórias, brincadeiras e demonstrações práticas, você consegue despertar o interesse da criança em cuidar da sua saúde financeira e a investir no seu futuro. 

Anúncios

Por que a educação financeira infantil é importante?

Pois bem, ensinar as crianças desde cedo a lidar com o dinheiro é fundamental para que elas se tornem adultos financeiramente responsáveis. Entender a origem dos recursos e qual a melhor forma de gerenciá-los faz com que elas lidem melhor com frustrações monetárias no futuro. Assim, você as incentiva a traçar metas e conquistar objetivos. 

Por isso, inclua os pequenos no seu planejamento familiar e explique a origem do dinheiro, além dos benefícios a longo prazo do controle financeiro. Além disso, é essencial que eles compreendam que dinheiro provém do trabalho, e que não se pode ter tudo o que se quer a todo momento. 

Então, incentivar as crianças com remunerações como mesadas, onde você recompensa o pequeno com um valor mensal, é uma boa maneira de começar essa educação financeira. Assim, elas entendem o valor do dinheiro e as consequências de gastos inconsequentes, aprendendo melhor a poupar e também a investir suas finanças. 

4 Investimentos para menores de idade

Conheça aqui os melhores investimentos para menores de idade e comece hoje mesmo a incluir seus filhos no mundo da educação financeira.

Como repassar essa importância para os filhos?

Mas, como repassar a importância da educação financeira para os filhos? Fonte: Unsplash.
Mas, como repassar a importância da educação financeira para os filhos? Fonte: Unsplash.

Antes de mais nada, existem diversas maneiras de você mostrar ao seu filho a importância de um bom planejamento financeiro. Desde o diálogo de forma esclarecedora, com exemplos e demonstrações, até ações concretas através de brincadeiras e histórias.

O primeiro passo é avaliar quais alternativas se adequam ao perfil da criança e a partir daí começar a implementar a educação financeira em casa. Dessa forma, ao ensinar o seu pequeno a lidar melhor com as finanças, você investe no futuro dele e cria um adulto financeiramente responsável. 

Anúncios

5 dicas de como conversar sobre dinheiro com crianças

Por isso, separamos algumas dicas essenciais para te auxiliar nesse processo de educação financeira infantil. Nesse sentido, todas podem ser feitas de forma simples e sem muito esforço. Sabemos que é importante as crianças aprenderem sobre a educação financeira infantil na escola, mas é educando dentro de casa que elas absorvem o conhecimento de forma ainda mais eficaz.

Portanto, continue a leitura a seguir e conheça 5 maneiras de despertar o desejo das crianças em aprender a lidar com o dinheiro. Vamos lá!

1. Seja um exemplo

Como falamos anteriormente, as crianças costumam se espelhar nos pais e a se comportarem de forma parecida quando ainda são pequenas. Por isso, é muito importante transmitir uma relação saudável com o dinheiro de forma clara para que elas aprendam a dar valor ao que possuem desde cedo. 

Portanto, evite discutir sobre dinheiro na frente dos seus filhos e procure resolver os problemas de forma equilibrada, apresentando o problema e as soluções disponíveis para que eles absorvam a situação de forma positiva.

2. Utilize brinquedos educativos

Certamente, uma ótima opção para introduzir a educação financeira infantil na vida das crianças é através de brinquedos educativos. Afinal, qual melhor maneira de aprender do que brincando, não é mesmo? Então, jogos de tabuleiro como o Banco Imobiliário e o Jogo da Vida são alternativas divertidas de apresentar os seus filhos ao mundo das finanças. 

Assim, você pode ajudá-los a compreender melhor a matemática básica, além dos diferentes preços de produtos e a importância de se ter um orçamento. 

3. Crie um sistema de recompensas

Você também pode oferecer aos pequenos uma recompensa sempre que eles executarem uma atividade que vá além das suas obrigações diárias. Diferente da mesada, onde você estimula a criança a cumprir tarefas domésticas e escolares, a recompensa serve como uma renda extra por ter feito um bom trabalho que não foi requisitado por você. 

Mas, cuidado para não oferecer recompensas por atividades que são entendidas como obrigações, como a arrumação do quarto e um bom comportamento. 

4. Implemente a mesada

A partir de uma certa idade, oferecer algum tipo de remuneração mensal ao seu filho em troca de tarefas domésticas e escolares bem executadas pode ser a opção ideal para que ele entenda como funciona o mercado de trabalho. Nesse sentido, é interessante que ele compreenda que deve cumprir todas as suas obrigações para que receba o valor acordado com você, e que existem consequências financeiras se ele não honrar com os seus afazeres.

Além disso, traçar algumas metas com a criança pode ajudá-la a entender o quão importante é poupar o dinheiro que ela recebeu para conquistar um objetivo no futuro. Logo, ela passa a entender que a autogestão é essencial para evitar gastos desnecessários. 

5. Conte histórias

Por fim, uma das principais maneiras de os pequenos assimilarem a importância da educação financeira é incorporando histórias divertidas sobre o tema no dia a dia deles. Através de contos e fábulas, você auxilia as crianças a explorarem sua imaginação, além de criar o gosto pela leitura e interesse pelas finanças.

Então, existem diversos livros disponíveis no mercado que podem te ajudar a introduzir essa noção de valores na educação dos seus filhos. A fábula “A Cigarra e a Formiga” por exemplo, é uma ótima opção para começar. 

A partir de qual idade implementar a educação financeira infantil em casa?

Mas, afinal, a partir de qual idade podemos implementar a educação financeira? Fonte: Pixabay.
Mas, afinal, a partir de qual idade podemos implementar a educação financeira? Fonte: Pixabay.

Pois bem, o ideal é que você mostre aos pequenos a importância da educação financeira desde o processo de alfabetização. Isso ajuda no desenvolvimento da racionalidade e você pode implementar com o ensinamento da matemática básica através de operações de soma e subtração. Explique para a criança que se ela tem uma moeda e a utiliza para comprar um doce, por exemplo, ela não terá mais esse valor. 

Então, conforme ela vai ficando mais velha, você pode introduzir aos poucos os conceitos de empréstimo através de brinquedos, que tem prazo de devolução e devem ser devolvidos em bom estado. Entre o 5ª e 6ª ano de idade, é interessante explicar como o dinheiro provém do trabalho. E, e nos anos seguintes, explicar sobre diferentes classes sociais, e como cada país possui sua própria moeda e economias diferentes.

O importante é ter paciência durante o processo e tentar engajar ao máximo com os seus filhos para que eles compreendam a importância de um bom planejamento financeiro desde cedo.

E, falando nisso, que tal aprender um pouco melhor em como organizar suas finanças pessoais? Então, não perca tempo e confira o conteúdo recomendado abaixo!

Como organizar as finanças pessoais em 2021?

Organizar as finanças pessoais em 2021 deve ser sua prioridade. Para que seja mais fácil de fazer isso, veja aqui um passo a passo completo.

Sobre o autor

Aline Barbosa

Escritora e editora em diversas áreas. Amante da música e dos livros. Sempre em busca de novos desafios, acredita que aprender é um processo vitalício e busca passar o conhecimento que adquiriu na vida de forma prática e simples.

Revisado por

Tathiane Mantovani

Editor(a) sênior

Em Alta

content

Quais os tipos de cartões Losango?

Se você quer mais autonomia financeira pode escolher dentre os cartões Losango. São quatro tipos diferentes e um pode ser a opção ideal para você.

Continue lendo
content

Como investir na Easynvest: passo a passo

Quer investir seu dinheiro? Confira aqui como funciona a Easynvest e como começar a investir em renda fixa com taxa zero!

Continue lendo
content

Cartão de crédito Ame: como funciona

O cartão de crédito da Ame conta com vantagens para quem compra nas Americanas, não tem anuidade e ainda devolve parte do dinheiro. Veja mais.

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Conheça o cartão Bradesco Visa Internacional

Você conhece o cartão Bradesco Visa Internacional? Ele é um ótimo produto financeiro para fazer compras em viagens. Leia o post e confira!

Continue lendo
content

O que fazer se o saque extraordinário do FGTS não cair na conta?

Confira agora mesmo quais caminhos tomar se passou a sua data de recebimento e o saque extraordinário do FGTS não caiu na conta.

Continue lendo
content

Cartões de crédito com desconto em supermercados

Se você gosta de promoções, que tal conhecer os melhores cartões de crédito com desconto em supermercados? Leia este post e confira!

Continue lendo