Finanças

4 Investimentos para menores de idade

Quer começar a investir mas não tem 18 anos ainda? Quer ajudar seu filho a começar no mundo dos investimentos? Então fique com a gente que hoje vamos responder essas e outras perguntas.

Anúncios

Investimentos para menores de idade

Conheça algumas opções de investimentos para menores de idade. Foto: Pexels / Andrea Piacquadio
Conheça algumas opções de investimentos para menores de idade. Foto: Pexels / Andrea Piacquadio

Você tem filhos com menos de 18 anos e quer ensinar como investir? Ou mesmo, você ainda é menor de idade e quer começar a investir? Então saiba que há alguns investimentos para menores de idade que são muito bons para quem está iniciando.

Nem sempre pensamos desde cedo que investir e economizar são boas ideias. Mas, quanto antes você começar, antes poderá garantir um futuro mais tranquilo.

Por isso, confira quais são os 4 tipos de investimentos para menores de idade que querem iniciar suas aplicações antes da fase adulta.

Menores de idade podem investir?

Sim! Menores de idade já podem fazer investimentos. Aliás esta é uma ótima maneira de introduzir a educação financeira na vida das crianças e adolescentes.

Mesmo que a educação financeira seja obrigatória no ensino escolar desde 2020, vai demorar um pouco até que todas as escolas ensinem o tema. E vai demorar mais ainda para que essa obrigatoriedade tenha efeito prático.

Portanto, falar sobre dinheiro, montar planejamento financeiro, mostrar como poupar, economizar e investir, ainda são tarefas para fazermos em casa.

Afinal, é possível investir sendo menor de idade?

Mesmo que já respondemos essa pergunta, vale fazer mais uma observação. Menores de idade podem ter seus próprios investimentos, desde que supervisionados por um adulto.

Isso porque, para poder investir existem duas regras básicas: ter CPF e conta em corretora de valores. 

Agora, se você for menor de idade ou tiver um filho nessa faixa etária, na hora de abrir a conta na corretora, será necessário a autorização de um adulto. Na prática, a conta da criança estará vinculada à do adulto responsável.

Por isso, quem tem menos de 18 anos deve abrir sua conta nas mesmas corretoras que seus pais. Desse modo, o adulto pode dar o aval para que o menor faça as operações.

Em suma, o papel do adulto será dar supervisão, compartilhar o que já sabe e autorizar as aplicações. Essa autorização varia de corretora para corretora, mas, em geral, elas enviam uma mensagem para a conta do adulto.

Atenção. A Maria quer falar com você.

banner image

Estamos enviando diversas opções de cartões e empréstimos pré-aprovados no WhatsApp.

Você será redirecionado a outro site

4 Investimentos para menores de idade

Veja 4 investimentos para quem ainda não fez 18 anos. Foto: Pexels / Charlotte May
Veja 4 investimentos para quem ainda não fez 18 anos. Foto: Pexels / Charlotte May

Uma vez que explicamos sobre como os menores de idade podem começar no mundo dos investimentos, chegou a hora de mostrar algumas opções.

Antes disso, lembre-se de estabelecer objetivos para suas aplicações. Afinal, é essencial saber o que você quer fazer com o dinheiro.

Tesouro Direto

Os títulos do Tesouro Direto são ativos de renda fixa emitidos pelo governo federal. Ao investir no Tesouro Direto, você empresta dinheiro ao governo para que este faça obras de infraestrutura ou aplique na saúde e educação, por exemplo.

São os investimentos mais seguros, principalmente para menores de idade. Além disso, com R$35 você já pode começar a investir e receber juros compostos em troca.

Ao escolher esse tipo de ativo, você pode optar por títulos com juros prefixados, pós-fixados ou ainda híbridos (pré e pós ao mesmo tempo).  

Renda Fixa

Por mais que o Tesouro Direto também esteja dentro da renda fixa, vamos falar dessa separadamente.

Além dos títulos públicos, você também pode investir em títulos privados emitidos por bancos para financiar os mais variados projetos.

Você pode investir, por exemplo, em:

  • CDB
  • LCI
  • LCA
  • LC
  • Fundo DI
  • CRI
  • CRA

Enfim, a lista de ativos é longa. Além disso, a maioria deles está protegida pelo FGC, do qual já falamos em outro artigo. Vale a pena consultar quais ativos estão garantidos e começar seus investimentos como menor de idade por eles.

Fundo Garantidor de Créditos: o que é?

Aprenda tudo sobre o FGC e como ele pode salvar a sua vida caso o banco em que você tem investimentos acabe fechando. Ele protege até R$250 mil do seu patromônio.

Ações

Às vezes, as pessoas acham que investir em ações é arriscado demais ou até perigoso. Mas, tenho algo para te falar: você tem como minimizar esses riscos e ainda assim ganhar dinheiro.

Para começar seus investimentos como menor de idade em ações, procure pesquisar por boas empresas, que distribuam dividendos e que tenham liquidez.

Aqui não podemos dar nenhum tipo de recomendação.

No entanto, posso te dar uma dica: invista em empresas que você vê no seu dia-a-dia, pelo menos para começar e pegar o jeito.

Além disso, vale a pena procurar por algum curso online para dar suporte no início, ajuda demais.

Planos de previdência privada

Por fim, os planos de previdência privada também são boas opções de investimentos para menores de idade.

Eles têm a facilidade de descontarem o dinheiro de forma automática todos os meses, o que facilita a regularidade.

Além disso, eles ajudam a garantir um futuro mais tranquilo com uma grana extra.

Mas, antes de contratar o plano, fique atento às taxas de administração e também ao tipo: PGBL ou VGBL. Cada um desses tipos tem características próprias que você precisa entender antes de contratar o plano.

Quais as vantagens e desvantagens de investimentos para menores de idade?

Investir desde cedo ajuda a criança a aprender a lidar com dinheiro. Foto: Pexels / Karolina Grabowska
Investir desde cedo ajuda a criança a aprender a lidar com dinheiro. Foto: Pexels / Karolina Grabowska

Acredito que, em relação às desvantagens, a única é acabar perdendo um pouco do dinheiro por fazer escolhas ruins.

No entanto, adultos também acabam errando, comprando um título de renda fixa que não rende muito ou mesmo ações que não se valorizam. Algumas perdas são comuns e, quanto antes você aprender como o mercado funciona, antes conseguirá ganhar dinheiro com ele.

Assim sendo, podemos dizer que uma das vantagens de começar cedo a investir é aprender a lidar com a frustração do investimento não dar certo de primeira.

Acontece! Já aconteceu comigo e com mais um monte de gente, mas o mais importante é ir aprendendo.

Outras vantagens de investir com menos de 18 anos são:

  • Aprender sobre educação e gestão financeira;
  • Desenvolver o hábito de investir desde cedo;
  • Conseguir uma renda extra com os dividendos das ações;
  • Aprender a lidar com o dinheiro.

É recomendado que menores de idade comecem a investir?

Em suma, diria que sim, menores de idade podem e devem investir. Mas, nesse começo, os adolescentes precisam estar acompanhados por um adulto.

Aos poucos, os pais podem ensinar o que já sabem e deixar o menor tomar suas próprias decisões.

Também é válido começar por investimentos mais simples para que os menores de idade aprendam mais sobre como lidar com o mercado e a ter paciência. Afinal, o retorno do investimento não vem do dia para a noite.

Por fim, deixo como sugestão um artigo em que falamos sobre a transferência de custódia de ativos financeiros. Você pode usar este recurso quando não estiver contente com a sua corretora e quer transferir seus investimentos para outra.

O que é transferência de custódia?

Entenda aqui o conceito de transferência de custódia. Além disso, vamos te mostrar como pode trocar seus ativos de corretora com custo zero e menos enrolação.

Sobre o autor  /  Fernanda Weber

Produtora de conteúdos digitais e redatora web com formação na área de Letras. Atua com produção de conteúdos sobre educação financeira e deseja levar seus conhecimentos práticos para mais pessoas e assim ajudá-las a lidar melhor com seu dinheiro.

Revisado por  /  Junior Aguiar

Editor(a) sênior

Em Alta

content

Como solicitar o consórcio imobiliário Santander

Com o consórcio imobiliário Santander, realizar o sonho da casa própria é mais fácil e acessível. Então, veja como pedir o seu aqui!

Continue lendo
content

Como solicitar o crédito construção Balaroti

Você pode aderir ao crédito construção Balaroti ao fazer um cartão de crédito na rede de lojas. Além disso, consegue parcelar em 36x. Confira!

Continue lendo
content

Conheça o cartão de crédito LiftBank

Você é empreendedor e precisa de um cartão? Que tal conhecer o cartão de crédito LiftBank? Então, leia este post e confira!

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Programa Cliente Ouro Magazine Luiza

Conheça o Programa Cliente Ouro Magazine Luiza de uma das maiores lojas de varejo do Brasil. O cliente tem acesso a descontos e ofertas exclusivas.

Continue lendo
content

Conheça a conta à ordem ActivoBank Plus

Com a conta ActivoBank Plus você faz transferências sem custos, adere a cartões, tem descontos em créditos e cashback. Saiba mais aqui.

Continue lendo
content

Como solicitar o crédito universitário Bradesco

Descubra como solicitar o crédito universitário Bradesco para financiar os seus estudos e aproveitar todos os benefícios, confira!

Continue lendo