Cartões

Como transformar o cartão de crédito num aliado?

Está com problemas com o cartão de crédito? Então veja aqui como transformar ele num aliado para o seu dia-a-dia.

Anúncios

por Fernanda Weber

Publicado em 06/04/2021

Cartão de crédito: aliado das suas finanças

Aprenda a usar seu cartão de crédito como um aliado. Foto: Pixabay / Ahmed Ardity
Aprenda a usar seu cartão de crédito como um aliado. Foto: Pixabay / Ahmed Ardity

O cartão de crédito é um meio de pagamento que facilita muito a nossa vida. No entanto, se não usarmos ele com cuidado e cautela, corremos o risco de entrar em dívidas enormes.

Por isso, é essencial entender o que estamos fazendo de errado ao usar o cartão e, principalmente, como fazer dele um aliado.

Para que seja mais fácil de fazer isso, fizemos duas listas diferentes para você. Na primeira, você verá onde está seu erro no uso do cartão. E, na segunda, o que pode fazer para torná-lo um grande aliado.

Fique com a gente e descubra!

Anúncios

Como transformar o cartão de crédito num aliado?

Mude a visão que você tem dos cartões de crédito. Foto: Pixabay / Jeshoots
Mude a visão que você tem dos cartões de crédito. Foto: Pixabay / Jeshoots

Antes de mais nada, o cartão de crédito não deve ser visto como um inimigo. Isso porque ele pode facilitar bastante nossa vida.

Afinal, com ele não precisamos carregar muito dinheiro por aí e, ainda, conseguimos parcelar algumas compras que precisamos. Todavia, seu uso requer cautela.

Para transformar seu cartão num aliado, você precisa enxergá-lo como um meio de pagamento e estabelecer um limite de gastos.

Além disso, experimente acompanhar seus gastos por meio de aplicativos no seu celular. Desse modo você sempre saberá para onde seu dinheiro está indo.

Outra dica é optar por cartões livres de anuidade e com bons programas de cashback, o popular “dinheiro de volta”.

Para que tudo isso seja viável, vamos te mostrar como usar seu cartão com sabedoria, acompanhe.

Descubra como utilizar o cartão com sabedoria

Use seu cartão com sabedoria. Foto: Pexels / Amina Filkins
Use seu cartão com sabedoria. Foto: Pexels / Amina Filkins

Ao decidir melhorar sua relação com o dinheiro e seu cartão de crédito, em primeiro lugar, você precisa entender que ele não é uma grana extra.

Ou seja, não veja o limite aprovado por seu banco como um dinheiro que você tem para gastar. E sim, como uma possibilidade em caso de necessidade.

Para usar seu cartão com sabedoria, você precisa ter isso em mente e não confundir a facilidade de acessar o dinheiro com a necessidade de usá-lo de verdade.

Afinal, cada real que você gastar a mais no seu cartão pesará no seu orçamento no final do mês.

Além disso, queremos lembrar que não existe o cartão perfeito ou ideal. O que existe é o cartão mais adequado para seu estilo e situação de vida.

Por fim, experimente fazer um planejamento financeiro para melhorar sua relação com o dinheiro e também com seus créditos.

Como organizar as finanças pessoais em 2021

Veja um passo a passo de como organizar suas finanças pessoais para colocar seus planos em dia. Comece pagando as dívidas e depois dê os próximos passos.

Anúncios

Quando o cartão de crédito se torna um vilão?

Veja porque o cartão de crédito é um vilão no seu orlamento. Foto: Pexels / Andrea Piacquadio
Veja porque o cartão de crédito é um vilão no seu orlamento. Foto: Pexels / Andrea Piacquadio

Às vezes, a praticidade de pagar uma conta outro dia e de empurrar com a barriga é um grande inimigo. É isso que acontece quando o cartão de crédito se torna o vilão do seu orçamento.

Por isso, quando o cartão deixa de ser um aliado e se torna um adversário do seu controle financeiro.

Desconhece quanto gasta por mês com cartão

Você precisa saber quanto está gastando com o cartão. Foto: Pexels / Andrea Piacquadio
Você precisa saber quanto está gastando com o cartão. Foto: Pexels / Andrea Piacquadio

Você sabe quanto gasta, em média, com as faturas do cartão ao longo do mês?

Saiba que quando não sabemos quanto gastamos, podemos acabar usando mais dinheiro do que realmente temos.

Como já falei antes, não é porque o limite está disponível que podemos sair usando.

Antes de mais nada, você precisa identificar qual é o custo mensal do cartão. A partir disso, pode identificar o que cortar do orçamento para que a fatura caiba no seu bolso.

Utiliza o cartão de crédito como uma despesa

Enxergue seu cartão de crédito como um meio de pagamento. Foto: Pexels / Gabby K.
Enxergue seu cartão de crédito como um meio de pagamento. Foto: Pexels / Gabby K.

Sem dúvida, muita gente que vê o cartão de crédito como um vilão, também o enxerga como uma despesa.

Mas, seu cartão nunca será uma despesa. Ele é um meio de pagamento.

Ou seja, ele é um intermediário entre você e sua despesa. Ao usar o cartão, você está adquirindo alguma coisa. E, esse gasto é a sua despesa.

Dessa forma, quando registrar seus gastos mensais numa planilha, separe cada item gasto no crédito e não tenha uma categoria chamada ‘Cartão de Crédito’.

Além disso, lembre-se que o cartão não é dinheiro extra. Mesmo que você tenha vários cartões (o que não é recomendado), o limite de cada um não representa todo o seu dinheiro.

Assim sendo, veja seu cartão apenas como um meio, um intermediário e nunca como algo que é um peso no seu orçamento.

Realiza apenas o pagamento mínimo

Fazer apenas o pagamento mínimo é um perigo para seu orçamento. Foto: Pexels / Anete Lusina
Fazer apenas o pagamento mínimo é um perigo para seu orçamento. Foto: Pexels / Anete Lusina

Em suma, o pagamento mínimo representa 15% dos seus gastos no último mês mais 100% dos gastos que estão em aberto de outros meses.

Apesar de ser tentador, o pagamento mínimo logo se torna uma bola de neve. Isso porque, com o tempo, vão se somando juros e mais juros sobre o valor devido anteriormente e, daqui a pouco você não consegue mais pagar.

Se você não consegue lidar bem com o cartão de crédito, uma sugestão que temos é alterar a data de pagamento da fatura. Assim, coloque ela próxima da data em que recebe seu salário.

Possui parcelamentos muito longos

Evite parcelar suas compras em muitas vezes. Foto: Pexels / Dom J.
Evite parcelar suas compras em muitas vezes. Foto: Pexels / Dom J.

As pequenas parcelas com um prazo longo para quitar alguma despesa são tentadoras. Afinal, pagar apenas um pouco por mês faz com que tenhamos mais dinheiro para usar em outras coisas.

No entanto, optar por parcelar por muito tempo não é tão bom quanto parece.

Afinal, com o tempo, você vai esquecendo dessa parcela, o produto que você comprou já nem é mais útil e você ainda está preso ao pagamento.

Além disso, você corre o risco de cair num outro erro: acumular várias parcelas pequenas e com longo prazo. 

Quando isso acontece, o que era uma vantagem, se torna um pesadelo. Isso porque, ao somar as parcelas que fez, elas somam uma quantia muito grande e você passa a não dar conta de pagar tudo.

Utiliza o crédito rotativo

O crédito rotativo tem juros muito altos. Foto: Pixabay
O crédito rotativo tem juros muito altos. Foto: Pixabay

O crédito rotativo é o vilão de muitas pessoas. Ele é acionado quando você não faz o pagamento mínimo da sua fatura.

Em síntese, é um empréstimo automático que a operadora do cartão faz para você. No entanto, por se tratar de algo muito fácil de se contratar, a taxa de juros é alta.

Só para ilustrar, os juros podem chegar a mais de 400% em um ano.

Caso você não consiga pagar a fatura do cartão por algum motivo, opte por pedir um empréstimo pessoal e quite a dívida antes que os juros tornem sua dívida ainda maior.

Por fim, confira o artigo em que explicamos tudo sobre o crédito rotativo:

O que é o crédito rotativo do cartão de crédito?

Saiba o que é o crédito rotativo, como ele funciona e é calculado. Além disso, veja algumas dicas de como não entrar no rotativo e evite dívidas com o cartão de crédito.

7 dicas para transformar o cartão de crédito em um aliado

Use bem seu cartão para transformá-lo em um aliado. Foto: Unsplash / Tom Official
Use bem seu cartão para transformá-lo em um aliado. Foto: Unsplash / Tom Official

Depois que desvendamos todos os problemas que fazem do cartão de crédito um vilão para muitas pessoas, vamos mostrar agora o outro lado.

Por isso, confira agora 7 dicas bem interessantes de como transformar o cartão num aliado no seu dia-a-dia.

1- Estabeleça um limite de gasto mensal

Tenha um limite de gastos para o cartão de crédito. Foto: Pexels / Evg Culture
Tenha um limite de gastos para o cartão de crédito. Foto: Pexels / Evg Culture

Nossos gastos com pagamento de dívidas e cartão de crédito não podem ultrapassar 30% do orçamento mensal.

Com isso, se você ganha R$1500 por mês, nunca comprometa mais do que R$450 com despesas no seu cartão.

Além de estabelecer um limite, observe seus gastos e veja onde pode cortar algumas despesas. Isso ajuda a manter as finanças em dia.

2- Acompanhe os gastos no cartão de crédito com uma ferramenta

Use alguma ferramenta online para ajudar a controlar seus gastos. Foto: Pexels / Prapak Apichodilok
Use alguma ferramenta online para ajudar a controlar seus gastos. Foto: Pexels / Prapak Apichodilok

Lembra quando falamos sobre não saber quanto se gasta com o cartão?

Pois é, se esse for o seu maior erro, experimente usar algumas ferramentas para acompanhar seus gastos.

Nesse sentido, vale a pena usar um aplicativo de organização financeira. Ou então, acompanhar seus gastos diariamente pelo app do banco.

Atualmente, a maioria dos bancos oferecem serviços de consulta rápida e fácil por meio de seus canais digitais.

Ou seja, mesmo que você não use uma ferramenta específica, não tem mais desculpa para não controlar e acompanhar os gastos com cartão de crédito.

3- Evite parcelamentos longos

Parcelamentos longos se tornam um problema com o tempo. Foto: Pixabay / Kreatikar
Parcelamentos longos se tornam um problema com o tempo. Foto: Pixabay / Kreatikar

Os parcelamentos longos, além de desgastantes, muitas vezes vêm acompanhados de juros altos.

Se você observar bem, estará pagando mais para poder parcelar em 12 vezes, por exemplo.

Por isso, ao comprar no crédito, faça isso de forma planejada e dentro do limite que pode gastar.

Portanto, se o seu limite mensal for de R$300, nunca assuma mais contas do que esse valor.

Além disso, vale a pena economizar um pouco de dinheiro para comprar algum item mais caro. Desse modo você evita parcelas infinitas no seu cartão.

4- Pague o valor total da fatura

Ao pagar toda a fatura, você evita gastos com juros e taxas. Foto: Pexels / Karolina Grabowska
Ao pagar toda a fatura, você evita gastos com juros e taxas. Foto: Pexels / Karolina Grabowska

Um dos erros mais frequentes de quem tem problemas para dar conta da fatura do cartão é a parcela mínima. 

Mesmo que seja um recurso que você pode usar, o ideal é nunca recorrer a ela. 

Ao invés disso, se planeje para sempre ter todo o dinheiro da fatura e pagá-la na totalidade.

Caso aconteça algum imprevisto ao longo do mês e você precise do dinheiro para outra coisa, estude algum jeito de pagar menos juros.

Uma opção é o parcelamento da fatura, mas você deve fazer isso antes que a parcela mínima seja debitada da sua conta.

5- Escolha um cartão de crédito com isenção de anuidade

Existem vários cartões de crédito que não possuem anuidade. Foto: Pexels / Alexander Suhorucov
Existem vários cartões de crédito que não possuem anuidade. Foto: Pexels / Alexander Suhorucov

Hoje em dia já não existe mais desculpa para gastar com anuidade do cartão de crédito. Isso porque existem muitas opções de cartões que estão isentos de anuidade.

A menos que você tenha um consumo que não é atendido pelos cartões sem anuidade, nossa sugestão é sempre buscar pelos recursos gratuitos.

Os bancos digitais oferecem várias opções de cartões em que não se paga nada além do que consumir.

Além disso, ao cortar gastos desnecessários, como as taxas dos bancos, você estará economizando um bom dinheiro para investir, montar uma reserva de emergência ou para gastar com algo que deseje.

6- Opte por cartões com cashback

Os programas de cashback são boas opções para tornar o cartão um aliado. Foto: Pexels / Norma Mortenson
Os programas de cashback são boas opções para tornar o cartão um aliado. Foto: Pexels / Norma Mortenson

Você sabia que pode ganhar algum dinheiro de volta de acordo com as compras que faz?

Isso mesmo! É assim que funciona o cashback.

Em resumo, esse serviço está disponível em vários bancos e a maioria das bandeiras como Visa e Mastercard, por exemplo, também oferecem vantagens pelo uso do cartão de crédito.

Se você ativar o cashback do seu cartão, você receberá alguns pontos que variam conforme seus gastos.

Algumas pessoas optam por usar o cartão para pagar todas as contas do dia-a-dia e, com isso, acumular mais pontos. Essa é uma opção muito boa para quem consegue controlar bem as contas.

7- Não empreste seu cartão de crédito

O cartão de crédito é pessoal e intransferível, por isso, não o empreste. Foto: Pixabay / Tumisu
O cartão de crédito é pessoal e intransferível, por isso, não o empreste. Foto: Pixabay / Tumisu

Por fim, mas não menos importante, para fazer do cartão seu aliado, nunca empreste ele para ninguém.

Mesmo que esse alguém seja sua mãe, pai, irmão ou namorada. O cartão é de uso pessoal e intransferível.

Portanto, não deixe que outra pessoa faça uma compra com o seu cartão. Muito menos compras a prazo no crédito.

Se a pessoa não te pagar, é você que terá problemas. Afinal, terá que pagar por algo que não tem e ainda corre o risco de ter problemas por não dar conta da fatura do cartão.

Além disso, sempre se pergunte porque a pessoa não pode usar seu próprio cartão, ou porque nenhum banco libera limite para ela. Isso deve te ajudar a dizer não.

Enfim, depois de tudo isso, podemos afirmar que sim, é possível transformar o cartão de crédito num aliado.

Para isso, você precisa de um pouco de controle e foco. Ademais, vale lembrar que o cartão é apenas um meio de pagamento e não uma despesa.

Antes de ir, se mesmo com controle ainda falta dinheiro no final do mês, sugiro que você veja o artigo que fiz sobre o assunto. Para facilitar, já deixei ele aqui embaixo, confira!

10 dicas para não faltar dinheiro no final do mês

Confira dicas incríveis para fazer seu dinheiro render e sobrar no final do mês. Neste artigo vou te contar como economizar, cortar gastos e montar um planejamento.

Sobre o autor

Fernanda Weber

Produtora de conteúdos digitais e redatora web com formação na área de Letras. Atua com produção de conteúdos sobre educação financeira e deseja levar seus conhecimentos práticos para mais pessoas e assim ajudá-las a lidar melhor com seu dinheiro.

Revisado por

Tathiane Mantovani

Editor(a) sênior

Em Alta

content

Conheça o empréstimo consignado Cetelem

Conheça o empréstimo consignado Cetelem, com até 36 meses para pagar, juros e valores personalizados para você e diversos benefícios.

Continue lendo
content

Cartão‌ ‌Mooba‌ ‌ou‌ ‌cartão‌ ‌PagBank:‌ ‌qual‌ ‌escolher?‌

Cartão Mooba ou cartão PagBank, qual deles é o melhor? Ambos são Visa Internacional e com programa de benefícios. Confira mais em nosso post!

Continue lendo
content

Como pedir um cartão de crédito online?

Veja como pedir um cartão de crédito online e conheça 6 opções incríveis cheias de vantagens para você escolher a melhor para suas finanças!

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Qual a diferença entre poupar, economizar e investir?

Você sabe qual a diferença entre poupar, economizar e investir? Vamos falar sobre isso, e dar dicas de como cuidar melhor do seu dinheiro.

Continue lendo
content

Como solicitar empréstimo Itaú sem consulta ao SPC/Serasa

Descubra o passo a passo para solicitar o empréstimo Itaú sem consulta ao SPC/Serasa e equilibre suas contas novamente. Leia o post e confira!

Continue lendo
content

Conheça a conta Porto Seguro

Está procurando por uma instituição segura e confiável para abrir conta? Conheça neste post a conta digital da Porto Seguro e confira os seus benefícios.

Continue lendo