Educação financeira

O que é o crédito rotativo do cartão de crédito?

Se você já ficou no vermelho com o cartão de crédito, já usou o crédito rotativo, mas talvez não saiba o que ele é e como funciona. Por isso, continue lendo e descubra como ele afeta suas finanças!

por

Fernanda Weber

Publicado em

ANÚNCIOS

Crédito Rotativo

Saiba o que é o crédito rotativo e como ele pode comprometer seu orçamento.
Saiba tudo sobre o crédito rotativo. Foto: Pexels / Andrea Piacquadio

Às vezes o orçamento aperta e você não dá conta de pagar algumas contas. Na hora de escolher o que vai pagar ou não, o cartão de crédito acaba ficando de lado. Com isso, ao invés de pagar a fatura total, você paga somente uma parte e o restante do saldo devido cai no crédito rotativo.

Mas, você sabe o que isso significa? Sabe, por exemplo, como ele funciona e qual é a melhor maneira de sair desse crédito?

Se você ainda não sabe responder a essas perguntas, fique com a gente até o final deste texto. Queremos te contar tudo o que você precisa saber a respeito do crédito rotativo.

Além disso, vamos te dar algumas dicas de como não entrar nessa cilada e de como você pode sair de uma situação de grande endividamento. Vem com a gente!

O que é crédito rotativo?

Você sabe o que é o crédito rotativo do cartão de crédito?
O que é o crédito rotativo? Foto: Pixabay / Stevepb

O crédito rotativo é uma opção de empréstimo disponível para clientes de algum cartão de crédito que não conseguirão pagar a fatura deste.

Em suma, quando um cliente não paga o total da fatura de seu cartão, o restante fica em crédito rotativo.

Só para ilustrar, se a sua fatura era de R$500,00 e você pagou R$200,00, ainda restarão R$300,00 e esse valor irá para o crédito rotativo.

Ou seja, o banco ou financeira que disponibiliza o cartão transforma o valor que você não conseguiu pagar numa espécie de empréstimo.

Desse modo, o valor acumula para o próximo mês e gera juros para o banco. Afinal, ele está te emprestando um dinheiro.

Para que você tenha direito a usar essa linha de crédito, precisa estar aprovado pelo banco ou pela financeira que fornece o cartão de crédito. Mas isso costuma ser muito fácil de ser feito e, muitas vezes, esse empréstimo já está pré-aprovado para você.

E, logo que a credora constatar que você não pagou o valor total da fatura do cartão de crédito, ela já libera de forma automática o crédito.

Além disso, vale lembrar que essa facilidade para contratar o crédito faz com que ele tenha uma das maiores taxas de juros do mercado.

Isto é, ao cair no crédito rotativo, você vai precisar desembolsar uma boa grana para conseguir pagar a dívida.

Veja as taxas de juros pelo crédito rotativo que alguns bancos e contas digitais cobram:

BancoTaxa de juros por mês
Banco Inter5,47%
Caixa Econômica Federal10,13%
Bradesco10,48%
Santander12,28%
Nu Financeira14,44%
Taxa de juros do crédito rotativo cobrada por mês

Como funciona?

Saiba como ele funciona.
Veja como funciona o crédito rotativo. Foto: Unsplash / Blake Wisz

Em síntese, o crédito rotativo funciona da seguinte maneira:

Em primeiro lugar, a empresa que concedeu o cartão de crédito faz uma análise da sua condição financeira. Para isso, ela tem como base o seu histórico de cliente e também com os dados das empresas de análise de crédito como a Serasa.

De modo geral, apesar da pesquisa, o crédito costuma ser aprovado. Sendo que ele varia de acordo com o limite de cada cliente.

Além disso, depois das mudanças nas regras para uso do cartão de crédito, ocorrida em 2017, o crédito rotativo só pode ser usado por 30 dias.

Ou seja, ele só está disponível por um mês. Depois desse tempo, caso você não consiga pagar o total da fatura pelo segundo mês, as empresas que concederam o cartão precisam entrar em contato para oferecer soluções mais viáveis.

Desse modo, a partir do segundo mês, as credoras costumam oferecer opções de parcelamento do valor que ficou em aberto dos meses anteriores. E os juros cobrados devem ser mais baratos do que o do crédito rotativo.

No entanto, o Banco Central não estipula um limite máximo para a cobrança desses juros.

Só para ilustrar como funciona: imagine que você tem uma fatura de R$500,00, como já falamos antes. Desse valor, você só conseguiu pagar R$200,00.

Assim sendo, R$300,00 da sua fatura ficam em aberto e vão para o crédito rotativo e serão cobrados no mês seguinte com juros.

Se o seu banco cobrar uma taxa de 12% ao mês, que é uma taxa dentro da média do mercado, ao final desse mês, o valor devido será de R$336,00. Isto é, em 30 dias, você precisa pagar R$36,00 a mais só em juros, o que é muita coisa!

Quando o crédito rotativo pode ser cobrado?

Quando o rotativo é cobrado?
Quando o crédito rotativo é cobrado. Foto: Pexels / Energepiccom

O crédito rotativo pode ser cobrado quando você não conseguir pagar toda a fatura de seu cartão de crédito.

Dessa maneira, o valor que você deixar em aberto se transforma em um empréstimo que a empresa que concedeu o cartão te cobra na fatura seguinte.

Até 2017, essa prática podia ser repetida por várias vezes, sendo que criava um grande efeito de bola de neve em que as dívidas de quem devia aumentavam muito de um mês para o outro.

No entanto, desde 2017, as empresas estão proibidas de fazer isso e só podem liberar o rotativo por 30 dias.

Após esse período, caso você não consiga, novamente, pagar toda sua fatura, a credora precisa oferecer opções de crédito mais vantajosas.

Ou seja, ela deve ofertar opções que tenham taxas de juros menores. O que não é muito difícil, afinal, os juros do rotativo são os maiores do mercado, podendo chegar a 20% ao mês em algumas financeiras.

Como não entrar no crédito rotativo?

Veja como não entrar no crédito rotativo.
Fuja do crédito rotativo. Foto: Pexels / Andrea Piacquadio

Para que você não caia no crédito rotativo, pode adotar algumas atitudes que farão muito bem para a saúde das suas finanças.

Veja algumas dicas de como evitar o rotativo, afinal:

  • Controle bem os seus gastos, anote tudo em uma planilha ou adote um aplicativo no celular para fazer isso.
  • Tenha um planejamento financeiro equilibrado e siga ele, para que não precise usar seu cartão de crédito além do necessário.
  • Adote um estilo de vida dentro do que você pode pagar. De nada adianta querer ter as coisas que você não pode pagar na hora e depois precisar recorrer a altas taxas de juros ou então ficar superendividado.
  • Tenha uma reserva de emergência para usar em caso de situações urgentes, como idas ao médico que não estavam programadas. Com isso, você evita precisar usar o cartão de crédito sem planejamento.
  • Aliás, evite fazer várias parcelas em seu cartão que, no final, somam uma grande quantia em dinheiro.
  • Caso você não tenha controle sobre o uso do cartão e precisa sempre recorrer ao rotativo, cogite adotar um cartão de crédito pré-pago. Esse modelo ajuda a controlar a saída de dinheiro, afinal, você só pode gastar o dinheiro que já têm.
  • Além disso, lembre-se que o cartão de crédito é um meio de pagamento, não uma despesa para ser paga todo mês. Acho que essa dica, juntamente com as outras, querem dizer: use o seu cartão de crédito com muita moderação.

Ademais, se você precisar entrar no crédito rotativo por algum motivo, se planeje ao longo do mês para conseguir pagar a fatura total do seu cartão quando ela vencer novamente.

Às vezes acontecem imprevistos, você só não pode tornar a opção do rotativo como uma prática comum.

ANÚNCIOS

Quais as opções para sair do crédito rotativo?

Como sair das dívidas com o cartão.
Corte seus cartões. Foto: Pixabay / Clker Free Vector Images

Em primeiro lugar, evite ao máximo entrar no crédito rotativo. Mas, caso isso seja inevitável, não faça dessa prática um hábito, pois você irá gastar muito dinheiro com juros.

Em segundo lugar, caso você não tenha controle sobre o uso do cartão de crédito, nossa sugestão é abandonar esse meio de pagamento. Pelo menos até que você aprenda como lidar de maneira inteligente com o seu dinheiro.

Além disso, sempre se organize para conseguir pagar a fatura do cartão de alguma maneira. Nem que seja uma parte dela. Mesmo que cair no rotativo não seja bom, lembre-se de que pagar uma parte é menor do que não pagar nada.

Por último, quando você entrar no crédito rotativo e perceber que não conseguirá pagar pela segunda vez o total da fatura, a empresa que concedeu o cartão precisa te oferecer opções de parcelamento.

Aliás, ela é obrigada por lei a fazer isso.

No entanto, antes de fechar o contrato e parcelar suas faturas em várias vezes, verifique se outras opções de empréstimos não têm taxas de juros menores.

Falaremos mais sobre isso no tópico seguinte.

Quais as diferentes formas de solicitar crédito?

Como solicitar o crédito?
Veja como solicitar crédito. Foto: Pexels / JD

Como já dissemos, caso você caia no crédito rotativo, você precisa procurar maneiras de sair dele.

A primeira coisa que pode fazer é reduzir seu padrão de consumo por um tempo, até quitar a dívida. Também vale buscar por uma renda extra, aqui no site temos vários textos com opções super legais.

Por fim, caso você entre no rotativo num mês e perceba que não vai conseguir pagar a fatura do cartão de crédito de novo, antes de contratar o parcelamento que o banco vai te oferecer, procure por outras opções.

Nesse sentido, vale a pena consultar tanto na mesma empresa quanto em outras, algumas opções de crédito que tenham juros mais em conta.

Atualmente, o mercado de finanças oferece várias modalidades de empréstimo que são melhores do que a do crédito rotativo, veja:

  • Pessoal: para qualquer pessoa física que tenha crédito liberado. Em suma, os juros são médios e, hoje em dia, existem opções que cobram menos de 2% ao mês.
  • Consignado: exclusivo para funcionários públicos, aposentados e pensionistas do INSS. Como é descontado direto da folha, as taxas de juros são bem baixas.
  • Para negativado: caso você já esteja com problemas de crédito, precisa recorrer a essa modalidade. No entanto, tenha atenção na hora de solicitar para que não acabe pagando mais juros do que no parcelamento que a empresa que concedeu o cartão oferece.
  • Com Garantia: se a sua dívida com o cartão for muito alta e você tiver algum bem em seu nome, pode aderir a esse tipo de empréstimo. Por meio dele, você pode conseguir taxas muito baixas de juros, pois o banco ou financeira tem a garantia do seu bem caso você não pague.

Cuidado com o superendividamento

Evite que seu dinheiro seja literalmente comido pelos juros.
Evite que os juros comam seu dinheiro. Foto: Pixabay / Quick Sandala

Uma situação de superendividamento é quando os rendimentos de uma pessoa já não dão conta de pagar tanto as dívidas atuais quanto as futuras.

Nesse sentido, quando o dinheiro entra na conta, ele é praticamente comido por várias contas e juros que estão atrasados.

De acordo com especialistas, existem dois tipos de superendividamento: passivo e ativo.

No primeiro caso, a situação de descontrole das finanças acontece por algum fator atípico como doença, morte na família, perda do emprego ou algum outro imprevisto.

Agora, para o caso do ativo, ele é causado pela má gestão do dinheiro, por compras exageradas e por um descontrole geral das contas. Em suma, quem está nessa situação não sabe como lidar com o dinheiro.

Para poder sair do superendividamento, você pode seguir alguns passos básicos:

  1. Reconhecer o seu problema.
  2. Consolidar todas as dívidas num único monte.
  3. Ter um planejamento financeiro.
  4. Aprender a controlar os gastos.
  5. Começar a economizar.
  6. Fazer renda extra.
  7. Renegociar as dívidas em aberto.

Depois que tudo isso estiver resolvido, você pode começar a montar uma reserva de emergência, para ter mais controle de situações inesperadas. E também pode começar a investir seu dinheiro para que ele passe a render juros para você, ao contrário do que acontece quando se tem dívidas.

Ao fazer investimentos você conseguirá perceber a mágica dos juros compostos atuando à seu favor e não contra e a sensação é ótima, te garanto!

Enfim, esperamos que tenha ficado claro o que é, afinal o crédito rotativo e como você deve fugir dessa opção de crédito.

No entanto, se ela for inevitável, você também sabe o que fazer daqui para frente, certo?

Ademais, conheça essa opção de empréstimo para resolver suas dívidas:

Fernanda Weber

Produtora de conteúdos digitais e redatora web com formação na área de Letras. Atua com produção de conteúdos sobre educação financeira e deseja levar seus conhecimentos práticos para mais pessoas e assim ajudá-las a lidar melhor com seu dinheiro.

Cartões

Como solicitar o Cartão BTG+ Black

BTG+ Black é uma modalidade de cartão de crédito com uma série de vantagens e benefícios exclusivos. Clique e saiba como solicitar o seu!

por

Aline Saes

Publicado em

| Atualizado em

Cartão BTG+ Black

Cartão BTG+ Black

Muita gente ainda não sabe que é possível ter uma conta digital no BTG + que possibilita usufruir de uma série de vantagens, além de poder solicitar o seu próprio cartão BTG+ Black. E esse é um cartão bastante interessante para quem tem renda mais alta e pretende ter investimentos com o banco BTG.

Pois a versão Black do cartão de crédito possui uma série de benefícios BTG adicionais, além da cobertura nacional e internacional com todas as vantagens da bandeira Mastercard.

Ou seja, o cliente tem benefícios a mais em relação às demais categorias de cartão de crédito do BTG (Gold e Platinum). Além disso, poderá contar com a bandeira mais aceita por estabelecimentos no mundo, com seu programa exclusivo de benefícios Mastercard Surpreenda.

Principais vantagens BTG+ Black

Principais vantagens BTG+ Black

Muita vantagem em um só cartão, não é?

Mas além disso, o cliente BTG+ Black poderá contar também com uma versão virtual do seu cartão para compras online e de serviços digitais, além de poder pagar por aproximação com o serviço Contactless.

Mas atenção, pois a versão BTG + Black não é isenta de anuidade. Ou seja, você precisa pagar uma taxa anual de 1080 reais, ou 12 x de 90 reais mensais.  Porém a depender do seu perfil consumidor pode valer a pena por conta dos muitos benefícios e programas de vantagens extras com acúmulo maior de pontos, etc.

Também não se esqueça de toda a praticidade que poderá ter com suas transações financeiras facilmente administradas diretamente através do aplicativo do BTG+, que lhe permite consultar saldo e valor de fatura, ajustar limite e utilizar seu cartão virtual.

Então, se quiser fazer a solicitação do seu cartão BTG+ Black , continue lendo nosso artigo. Pois criamos um passo a passo com todas as informações que você irá precisar para solicitar o seu cartão, a partir de diferentes canais.

E para simplificar, conheça a seguir a lista de principais vantagens do cartão de crédito BTG+ Black:

  • Processo de solicitação totalmente online;
  • Uso nacional e no exterior;
  • Chip de segurança com geolocalização;
  • Pagamento por aproximação Contactless;
  • Aceito em milhares de estabelecimentos e sites nacionais e internacionais da bandeira Mastercard;;
  • Controle do cartão pelo app BTG+;
  • Mastercard Airport Concierge;
  • Assistência Global para emergências;
  • Assistente de viagens exclusivo;
  • Benefícios e facilidades associados a sua conta digital;
  • Mastercard Surpreenda;
  • Anuidade zero sem valor mínimo de gastos mensais;
  • Mastercard Travel Rewards;
  • Programa Invest+ (opcional) para você começar a investir;
  • Saques na rede Banco24Horas;
  • Acesso a carteiras digitais, como Apple Pay e Google Pay;
  • Alteração do limite a qualquer momento;
  • Acesso a cartão virtual para compras online e de serviços digitais, como Netflix, Ifood, Uber, etc;
  • Parcelamento da fatura em até 24 meses;
  • Sala VIP no aeroporto de Guarulhos;
  • Dois tipos de seguro: proteção de preços e garantia estendida para produtos comprados usando o seu cartão.
  • Mastercard Airporto Experiences pelo programa LoungeKey;
  • Boingo WiFi.

Portanto, confira o que trouxemos para você a seguir!

Passo a passo para solicitar Cartão BTG+ Black

Passo a passo para solicitar Cartão BTG+ Black

Como queremos facilitar todo o processo de solicitação do seu BTG+ Black ainda mais fácil, criamos esse passo a passo. Com ele, você poderá entender a melhor forma de fazer o pedido do seu cartão de crédito a partir de diferentes canais, como online, telefone e pelo app.

Vamos lá?

Solicitar online

Solicitar online

Você sabia que solicitar o seu cartão BTG+ Black pela internet é a maneira mais prática de obter seu cartão? Pois tudo depende apenas de você e poderá fazer a qualquer momento. Mas primeiro você precisa ter sua conta digital no site do BTG+.

Então, primeiro é preciso que você acesse o site do banco BTG e clique na opção “abrir minha conta” no alto da página do lado direito.

Após fazer isso você irá ver uma página que lhe pede para preencher um formulário de cadastro com alguns documentos e informações pessoais. E entre as informações que serão necessárias estão:

  • RG, CNH ou CPF;
  • Número de telefone;
  • Endereço de e-mail;
  • Data de nascimento;
  • Usuário e senha para login na plataforma digital.

Então, você receberá um e-mail e um SMS com os códigos que receber para fazer o login em sua conta digital diretamente no aplicativo no smartphone.

E, após uma rápida análise de seus documentos e informações pessoais, você poderá acessar sua conta digital e solicitar também o seu cartão de crédito BTG+ Black. Finalmente, após uma análise de crédito, você saberá se tem a aprovação ou não para ter um cartão da modalidade Black.

Assim, se você preencher todos os requisitos de score de crédito, o seu cartão vai chegar no endereço que está em seu cadastro na sua conta digital. E tudo o que ocorre com seu cartão pode ser administrado através do app do BTG+.

Solicitar via telefone

Solicitar via telefone

Já para quem ainda prefere fazer a solicitação do cartão BTG+ Black através do atendimento telefônico, também será possível. Para tanto, será preciso ligar diretamente com a Central de Relacionamento do BTG de segunda à sexta-feira (exceto feriados) das 08h às 22h, através dos seguintes números de telefone:

  • 3003-9500 - (Capitais e regiões metropolitanas)
  • 0800-777-9500 - (Demais localidades)

Dessa forma você irá conversar diretamente com um atendente, informando que você quer abrir uma conta digital e também solicitar um cartão de crédito na modalidade Black. Assim, você conseguirá fazer o seu cadastro na conta digital do BTG+ e também fazer a solicitação do cartão BTG+ Black em seguida..

Baixar aplicativo

Baixar aplicativo

Será sempre preciso fazer o download do aplicativo do banco, já que é somente através dele que você consegue gerenciar sua conta e cartão de crédito diretamente pelo celular.

E para fazer esse download você pode acessar diretamente o site do BTG+. Pois logo na página principal do site há um botão que te direciona para iniciar o download do aplicativo.

Assim, basta que você clique no botão “Baixe o app”. Mas caso prefira, também é possível realizar o download diretamente pela loja de apps do seu celular tanto para sistema IOS (Apple) ou para Android. Mas sempre se certifique de que acessou a página de downloads do aplicativo oficial do banco, tenha cuidado com falsos apps.

Então, após baixar o aplicativo você consegue fazer o seu cadastro para ter a sua conta digital BTG + e fazer a solicitação diretamente pelo app do seu cartão BTG+ Black.

Cartão BTG+ Platinum ou Cartão BTG+ Black?

Cartão BTG+ Platinum ou Cartão BTG+ Black?

De maneira geral os benefícios da versão Platinum e da BTG+ Black são bem semelhantes. Todavia, quem adquirir o Black irá ter acesso a algumas vantagens exclusivas, como as salas VIP no aeroporto de Guarulhos, e também os serviços da rede LougeKey..

Além disso, os clientes do BTG+ Black podem acessar o programa Invest+ com vantagens na pontuação em relação ao cartão Platinum. O sistema Invest + permite que parte dos gastos em compras com seu cartão de crédito sejam revertidos para um programa de cashback diretamente em um fundo de investimentos do BTG Pactual. 

Assim, quem tem o BTG+ Black consegue reverter 1% dos seus gastos com o cartão para esse fundo de investimentos. Ou seja, você gasta e ainda recebe 1% do que gastou de volta como um investimento!

E para que entenda, a versão do cartão de crédito Platinum conta com uma taxa de anuidade menor em relação à Black, mas possui menos vantagens e converte apenas 0,75% dos seus gastos em investimentos no sistema Invest+. 

Já o cartão BTG+ Black oferece mais benefícios adicionais, mas também cobra taxa de anuidade mais alta, no valor de 1080 reais, ou 12 vezes de 90 reais. 

BTG+ PlatinumBTG+ Black
Renda MínimaNão informadaNão informada
Anuidade12 x de R$45 reais ou R$540 reais12 x de R$90 reais ou R$1080 reais
BandeiraMastercardMastercard
CoberturaInternacionalInternacional
BenefíciosMastercard Surpreenda, Mastercard Rewards e Travel; Invest+ com 0,75% dos gastosMastercard Surpreenda, Mastercard Rewards e Travel, Sala VIP e Invest+ com 1% dos gastos
Continuar Lendo

Em Alta