Investimentos

8 melhores investimentos em renda fixa 2021

Confira as melhores opções de investimento em renda fixa e veja como é possível ter ao mesmo tempo rentabilidade e segurança em 2021.

Anúncios

por Isys Bastos

Publicado em 17/08/2021

Conheça as opções de investimento de baixo risco para investir com mais segurança

Quais são as opções de investimento em renda fixa? Fonte: Pexels.
Quais são as opções de investimento em renda fixa? Fonte: Pexels.

Os investimentos de renda fixa são ótimas escolhas para investidores com perfil conservador, ou seja, que preferem investir com segurança, mesmo que isso signifique ter uma rentabilidade mais baixa.

Mas o que é, afinal, a renda fixa? Em linhas gerais, a renda fixa é uma categoria de produtos financeiros que definem regras específicas no momento da aplicação do título. Essas regras dizem respeito aos prazos e ao cálculo da remuneração que será destinada ao investidor.

Uma vez que a poupança já nem é mais vista como uma opção de investimento vantajosa, é comum que cada vez mais brasileiros estejam buscando outras alternativas para aplicar seu dinheiro.

Ainda que os juros estejam mais baixos do que nunca, a renda fixa continua sendo uma boa oportunidade. Ela é a maneira mais segura de investir, principalmente para quem está começando a conhecer o mercado agora.

No entanto, isso não quer dizer que o risco seja o mesmo para todos os tipos de ativos. Há variações, ou seja, quanto mais arriscada for a aplicação, maior será a rentabilidade, mesmo dentro dessa categoria, considerada segura em relação à renda variável.

Quer saber mais sobre os melhores investimentos em renda fixa? Então, continue a leitura e confira!

Anúncios

Quais os melhores investimentos em renda fixa 2021?

Quais os melhores investimentos em renda fixa? Fonte: Pexels.
Quais os melhores investimentos em renda fixa? Fonte: Pexels.

Primeiramente, os investimentos em renda fixa de fato não tiveram rendimentos muito animadores na primeira metade de 2021. Porém, o Brasil agora passa por um momento de retomada econômica, já que o mercado está otimista com o avanço da vacinação contra a Covid-19. 

Devido ao aumento da inflação e ao risco de que a situação saísse do controle, o Banco Central começou a elevar os juros. Isso aconteceu especialmente para os investimentos com prazos de vencimento mais longos.

Paralelamente a isso, títulos públicos prefixados e que sofrem influência direta da inflação acabaram se desvalorizando. Essa situação acabou criando um cenário não muito animador para os investidores mais conservadores. Ainda que os rendimentos pagos estivessem começando a melhorar, muita gente deixou de acreditar que valia a pena continuar apostando na renda fixa.

Entretanto, desde junho o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) começou a sinalizar uma postura mais firme em relação a esse avanço da inflação. Como o colegiado é o responsável por definir o índice percentual da Selic, essa posição contribuiu para que o mercado ficasse um pouco mais tranquilo.

Somando tudo isso à pressão dos Estados Unidos, que está tentando reduzir a volatilidade de seus títulos públicos, temos aqui no Brasil algumas alternativas que se valorizaram um pouco e que podem ser boas oportunidades. 

Confira as melhores opções de investimento em renda fixa para investir ainda esse ano, a seguir.

1. Tesouro Direto

O Tesouro Direto é o investimento em renda fixa mais conhecido depois da poupança. Ele funciona sob a negociação de papéis emitidos pelo Tesouro Nacional, ou seja, o investidor empresta dinheiro ao governo para que pague suas dívidas. Os rendimentos, consequentemente, provém dos juros desse empréstimo.

Como os índices inflacionários ainda estão instáveis, o mais recomendado é investir em títulos prefixados e indexados à inflação. Isso porque e a perspectiva é que o cenário continue assim por mais algum tempo. Dessa forma, o investidor protege seu capital tanto da inflação, quanto da possível queda dos juros. 

Sendo assim, o mais recomendado é investir no Tesouro IPCA+ e dar preferência aos vencimentos de médio e longo prazo (como para 2028 ou 2055, respectivamente).

Vale a pena investir em Renda Fixa em 2021?

A renda fixa é opção mais segura, mas será que ainda vale a pena? Descubra aqui!

Anúncios

2. CDB

O CDB (ou Certificado de Depósitos Bancários) também é um tipo de investimento que não oferece grandes riscos para seus investidores e tem liquidez diária. Assim como o Tesouro Direto, ele funciona com base em um empréstimo, mas que beneficia os bancos e não o governo.

Apesar de terem a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) para valores até R$ 250 mil, é preciso avaliar o rating dos bancos com os quais você vai negociar. Além disso, é importante verificar também a porcentagem do CDI para ter bons rendimentos, principalmente porque o Imposto de Renda é cobrado na retirada do dinheiro.

3. LCI e LCA

As Letras de Crédito Imobiliário (LCIs) e do Agronegócio (LCAs) são investimentos que destinam recursos à instituições financeiras do setor de imóveis e de agricultura. 

Assim como no caso do CDB, há proteção do capital pelo FGC, porém esses títulos não têm tributação do Imposto de Renda. Por essas razões, essas são alternativas interessantes para quem quer investir em renda fixa nesse momento.

4. Fundo DI

Os Fundos DI, também conhecidos como Fundos de Renda Fixa Referenciados DI, investem em títulos públicos ligados à Selic. Geralmente, eles também têm liquidez diária e permitem que o investidor resgate o dinheiro a qualquer momento.

Entretanto, é preciso ficar atento a isso. Como o Imposto de Renda incide sobre os Fundos DI, deixar o dinheiro lá por pouco tempo pode te levar a pagar uma alíquota mais cara e pouco vantajosa. 

5. ETF renda fixa

O ETF de renda fixa é um investimento negociado diretamente na bolsa de valores e tem uma porcentagem de 15% de Imposto de Renda em qualquer aplicação. Além disso, eles têm uma gestão passiva, pois acompanham os indicadores de renda fixa da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais).

A aplicação no ETF é vista como bastante vantajosa, principalmente porque o investidor não precisa escolher os títulos. Isso porque o investimento já cumpre o papel de incluir uma cartela diversificada e com boa rentabilidade.

6. Debêntures

Afinal, o que são debêntures? Fonte: Pexels.
Afinal, o que são debêntures? Fonte: Pexels.

Os debêntures são opções de investimento em renda fixa para investidores que não se importam de arriscar um pouco e querem ter uma carteira mais variada. 

Nesse caso, estamos falando de empréstimos a empresas do setor privado, que também vão devolver o valor emprestado com juros. Consequentemente, existe o risco da empresa não cumprir com seu compromisso, até mesmo por razões de falência. 

Apesar disso, esse é um tipo de investimento que passou bem pela instabilidade do primeiro semestre de 2021. Para quem quiser investir nisso, o mais indicado é optar pelas debêntures incentivadas, isentas de Imposto de Renda e IOF. Para isso, basta dar preferência às empresas do setor de infraestrutura.

7. CRI e CRA

Os Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs) e do Agronegócio (CRAs) são semelhantes às LCIs e LCAs, com a diferença de serem emitidos por securitizadoras e não terem garantia do FGC.

Esse tipo de investimento também se manteve em bons índices no primeiro semestre do ano, mas vale lembrar que é importante ficar atento às instituições financeiras. Dessa forma, você evita investir em alguma que está com problemas e que pode não pagar de volta o valor emprestado.

8. Letras de câmbio

As letras de câmbio são uma opção de investimento semelhante ao CDB e com quase os mesmos benefícios. Porém, a principal diferença é que os títulos negociados são emitidos por financeiras, instituições menores que os bancos e que, por isso, oferecem um risco mais baixo ao investidor.

Ademais, se você gostou de conhecer os 8 melhores investimentos em renda fixa de 2021, que tal aprender um pouco mais sobre este assunto? Então, leia o nosso conteúdo recomendado e confira!

CDB ou Fundo DI: qual a melhor opção?

Conheça as principais características, veja como e quanto investir para começar hoje mesmo.

Sobre o autor

Isys Bastos

Jornalista por formação, atua como produtora, revisora e estrategista de conteúdo, trabalhando com diversos formatos de texto. Além de estar sempre atualizando seus conhecimentos sobre Marketing Digital, tem como principais interesses SEO, tecnologia, investimentos e viagens.

Revisado por

Tathiane Mantovani

Editor(a) sênior

Em Alta

content

Investir no Nubank: veja como funciona

Ao investir no Nubank você tem opções de CDBs Pós-Fixados e Fundos de Investimentos com aplicação mínima de R$1. Veja aqui como funciona.

Continue lendo
content

As melhores cidades do Brasil para investir em imóveis!

Você quer investir em imóveis e não sabe onde?! Então conheça as 100 melhores cidades do Brasil para investir em imóveis.

Continue lendo
content

Cartão de crédito GBarbosa: como funciona

O cartão GBarbosa oferece parcelamentos, descontos e ofertas exclusivas para você. Além disso, é possível ter dois limites para compras. Saiba mais aqui!

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Conheça a máquina de cartão APag

A máquina de cartão APag é a solução ideal para microempreendedores, saiba mais sobre a opção do grupo Carrefour do Brasil aqui.

Continue lendo
content

Conheça o cartão de crédito Black Mastercard

Tenha o cartão de crédito mais completo da Mastercard ao aderir à versão Black e passe menos tempo em filas de aeroportos. Conheça mais aqui.

Continue lendo
content

Como funciona o limite do cartão Credz?

Confira nosso conteúdo sobre o limite do cartão Credz e descubra como pedir aumento do seu limite, assim como onde consultá-lo! Veja mais!

Continue lendo