Finanças

10 instituições financeiras que oferecem o microcrédito

Já ouviu falar em microcrédito? Em tempos de desemprego, empreender pode ser uma ótima alternativa. Por meio dessa modalidade de crédito, você consegue até R$20 mil reais e até mesmo com taxa de juros zero.

Anúncios

por Duda Razzera

Publicado em 19/11/2020

Microcrédito

10 instituições financeiras que oferecem o microcrédito

Você quer fazer renda extra? Ou então, decidiu apostar em um próprio negócio? Então, além de um CNPJ (MEI), talvez você não possua o dinheiro para começar, não é mesmo? Mas, não se desespere! Existe uma modalidade de crédito para esse tipo de situação: o microcrédito.

Assim, sabendo que o desemprego afetou muitos brasileiros, decidimos elencar 10 instituições financeiras que oferecem microcrédito. Aliás, empreender pode ser uma boa escolha nesse momento. Afinal, toda crise gera uma oportunidade, não é mesmo?

Mas, o que é microcrédito? É o que veremos na sequência. Continue lendo!

O que é microcrédito?

Anúncios

O que é microcrédito?

Primeiramente, precisamos entender o conceito, não é mesmo? Então, um microcrédito é um tipo de empréstimo para pequenos negócios e empreendedores. Assim, você consegue começar ou expandir o seu negócio.

Ademais, essa modalidade é uma proposta do próprio Governo Federal como forma de incentivar o empreendedorismo. Assim como o crescimento de renda dos brasileiros.

Sendo assim, o microcrédito é destinado para o seguinte público:

  • Negócios com faturamento anual bruto de até R$200 mil reais;
  • Pessoa física que deseja ser empreendedora, tais como: revendedores de produtos, artesões, etc.

Além disso, é importante que você saiba as regras do jogo. Ou seja, que existem limites para as taxas praticadas na contratação do microcrédito.

Então, conforme a legislação, as taxas de juros não podem ser maiores do que 4% ao mês para microempreendedores individuais (MEI). Aliás, esse valor já está contando tanto os encargos como outras taxas da operação.

Além disso, ressaltamos que cada instituição tem liberdade para praticar a sua taxa, de acordo com o perfil de crédito do cliente. Mas, deve respeitar esse limite.

Ademais, as instituições também podem cobrar uma taxa de abertura de crédito (TAG), tanto para MEIs quanto para empreendedores informais. Contudo, essa taxa não pode ultrapassar 3% do valor do microcrédito.

Ressaltamos que esse é um tipo de crédito recomendado para pessoas de baixa renda. Afinal, é um programa social do governo. Por isso as taxas de juros são mais baixas do que as de empréstimos pessoal online, por exemplo, que giram em torno de 6% ao mês.

Sendo assim, caso você se enquadre na categoria para receber o microcrédito, é hora saber mais. Logo, continue lendo!

Como contratar o microcrédito?

Como contratar o microcrédito?

Primeiramente, é importante destacarmos que o valor do microcrédito não é para fins pessoais. Ou seja, você deve utilizar o valor do empréstimo para algo específico do seu negócios, tal como:

  • Capital de giro;
  • Investimento no negócio;
  • Aquisição de matéria-prima, equipamentos ou máquinas, etc.

Aliás, você também precisa ser maior de 18 anos. Ademais, na solicitação do microcrédito sua situação socioeconômica será analisa. Ou seja, qual a sua situação financeira bem como a situação do seu negócio. Então, o valor liberado dependerá da sua capacidade de pagamento e qual o porte da sua empresa.

Conforme mencionamos, algumas instituições oferecem essa modalidade de crédito. Assim, abaixo iremos elencar 12 que oferecem microcrédito. Vamos lá!

10 instituições financeiras que oferecem o microcrédito

Anúncios

10 instituições financeiras que oferecem o microcrédito

Conforme mencionamos, se você preenche os pré-requisitos para solicitar o microcrédito, é hora de escolher a instituição!

Primeiramente, destacamos que o processo de contratação é muito simular ao de um empréstimo pessoal online. Ou seja, você passa por uma análise de perfil e de crédito.

Então, você recebe uma proposta de valor a ser emprestado e prazo de pagamento. Assim como as taxas de juros e encargos a serem pagos.

Ademais, além dos critérios gerais que mencionamos, cada instituição financeira tem seus próprios requisitos. Assim como diferentes taxas de juros, respeitando o limite.

BNDES microcrédito

BNDES

Primeiramente, não podemos deixar de mencionar o Banco Nacional de Desenvolvimento, não é mesmo?

Assim, o BNDES destina seu microcrédito para capital de giro ou investimento em produtos fixos. Ou seja, obras civis, equipamentos e compra de máquinas ou insumos. Assim como materiais.

Ademais, é importante destacarmos que o apoio ocorre de modo indireto. Mas, o que isso significa? Significa que o crédito é oferecido por intermédio de agentes operadores.

Então, outros bancos e financeiras irão oferecer os recursos diretamente ao solicitante.

Banco do Empreendedor

Banco do Empreendedor

O Banco do Empreendedor fica em Florianópolis, Santa Catarina. Assim, se você se atua nessa região, essa instituição é uma ótima alternativa.

Então, você pode solicitar até R$5 mil reais. Aliás, com juros zero! Ademais, se você realizar o pagamento das sete primeiras parcelas em dia, você não paga a última. Ou seja, bastante economia e liberdade, não é mesmo?

Essa modalidade, em específico é conhecida como “Juros Zero Floripa”. Assim, você pode solicitar o crédito das seguintes maneiras:

  • Duas contratações de crédito de até R$ 2 mil reais (cada);
  • Uma contratação de crédito de até R$ 3 mil reais;
  • Totalizando  R$ 7 mil reais.
Sicredi oferece microcrédito

Sicredi

A Sicredi oferece o microcrédito pelo SEBRAE-SP em parceria com o Governo do Estado. Assim, tem o valor limite de R$20 mil reais. Ademais, também não cobra taxa de juros.

Para realizar a solicitação você precisa ser um microempreendedor individual. Além disso, precisa ter participado do programa Super MEI.

Ademais, para sua análise de crédito, recomendamos que leve seu histórico de faturamento. Assim fica mais avaliar a sua capacidade financeira e de pagamento.

Por fim, também é importante destacar que você pode solicitar o crédito pela internet. E o prazo para pagamento é de, no máximo, 36 meses.

Caixa Econômica Federal

Caixa Econômica Federal

Primeiramente, você precisa ser correntista da Caixa Econômica Federal. Além disso, também deve ser um microempreendedor.

Ademais, é importante ressaltarmos que você não pode ter o seu nome em nenhum cadastro de inadimplentes. Tais como: CADIN, SERASA, SINAD e SCPC.

Assim, você pode solicitar até R$21 mil reais. Aliás, a taxa de juros giram em torno de 1,99% ao mês e a TAC é de 3%.

Por fim, você pode fazer a contratação direto pelo canal digital Caixa SIM.

Santander

Santander

Se você deseja aumentar seucapital de giro, o Giro Caixa do banco Santander pode ser uma boa opção.

Então, essa é uma modalidade de crédito para corrensitas do banco. Além disso, o empreendedor conta com dois limites na de crédito: o fixo e o flutuante. Ambos dependem do faturamento bruto da empresa.

Além disso, você também conta com opções de crédito com garantias. Assim, os limites irão variar de acordo com a liquidez do bem, que pode ser uma máquina, imóvel ou carro.

Logo, o valor emprestado pode equivaler até 100% do bem. Mas, em caso de imóveis, a média gira em torno de 70%. Ademais, você tem 60 meses para realizar a quitação e as taxas de juros giram em torno de 0,98% ao mês.

Banco do Povo

Banco do Povo

O Banco do Povo é administrado pelo Governo do estado de São Paulo. Assim, essa instituição possui linhas de crédito tanto para empreendedores formais quanto para informais.

Então, para microempreendedores formais, é possível solicitar até R$21 mil reais com uma taxa de 0,35% ao mês. Conforme mencionamos, esse valor não pode ser utilizado para fins pessoais.

O valor disponível para empreendedores informais é o mesmo, mas a taxa de juros sobe para 1% ao mês.

Ademais, você não pode estar cadastrado em nenhum órgão de inadimplência. Assim como precisa apresentar seu histórico de faturamento. Ou então, seu comprovante de renda, como por exemplo, extratos bancários dos últimos 3 meses.

Bradesco

Bradesco

Outra grande instituição financeira que oferece microcrédito é o Bradesco. Aliás, o banco oferece crédito tanto para MEIs quanto para grupos de até quatro pessoas.

Assim, a taxa de juros do primeiro caso gira em torno de 3,99% ao mês. Para o segundo caso, a taxa fica em 2,99%, um pouco mais baixa.

Ademais, em termos de valores, você consegue solicitar até R$15 mil reais com prazo de pagamento de 9 meses. Já em sua segunda solicitação, você pode pegar até R$60 mil reais com prazo de 24 meses para quitação.

Além disso, se você possuir alguma restrição de cadastro, o Bradesco também te oferece uma modalidade de crédito. Logo, você pode solicitar até R$2 mil reais. Mas, dependendo do seu perfil de crédito, o valor pode ser menor. Ou então, negado.

Desenvolve SP

Desenvolve SP

A Desenvolve SP é o banco empreendedor do estado de São Paulo. Aliás, o grande destaque é o Crédito Digital. Sendo assim, as microempresas conseguem aprovação em até 2 dias úteis em um processo 100% online. Bem mais comodidade e agilidade para você!

Assim, por essa linha de crédito, você pode solicitar até R$1 milhão. Ademais, a taxa de juros começa em 0,87$ (0,65% acrescidos da TLP). Além disso, o prazo de pagamento é de 36 meses para pagar, já contando um período de carência de três meses.

Banco do Brasil

Banco do Brasil

Destinado para melhorar o fluxo de caixa ou para a compra de equipamentos, móveis, e ferramentas, o Microcrédito Produtivo Orientado do Banco do Brasil pode ser pago até 15 parcelas.

A solução é destinada a MEIs ou microempresas que faturem até R$ 200 mil por ano. O valor do empréstimo é determinado de acordo com a capacidade de pagamento do empreendedor.

Também é necessário passar por uma análise de crédito. Caso o solicitante tenha endividamento registrado no Sistema Financeiro Nacional, o valor deve ser inferior a R$ 80 mil.

Itau Microcrédito

Itaú

O Itaú também oferece uma linha de microcrédito. Então, você pode solicitar até R$14 mil reais que devem ser quitados em até 15 meses.

Assim, você passará por uma análise de crédito para saber o valor e o prazo de pagamento da sua proposta.

Ademais, o Ibanco oferece o seguro Proteçãomicrocrédito. Assim, caso você tenha algum imprevisto, em caso de invalidez permanente e total ou então, morte, você conta com o pagamento das parcelas restantes. Aliás, esse seguro é gratuito!

Outras formas de obter crédito

Outras formas de obter crédito 

Ademais, é importante destacarmos que existem outras ofertas de conseguir crédito. Ou seja, você não conta apenas com microcrédito. Dentre outras modalidades, podemos destacar as seguintes:

Quais os benefícios da Conta Santander?

Empréstimo pessoal online

Primeiramente, temos o empréstimo pessoal online. Então, essa modalidade serve tanto para pessoa física quanto jurídica. Ademais, diferente do microcrédito, você não precisa declarar qual o finalidade do empréstimo.

Além disso, você pode contratar um empréstimo pessoal online com garantia de imóvel ou veículo também.

Para um empréstimo pessoa online sem garantias, as taxas de juros são um pouco mais altas, girando em torno de 99% ao mês. Contudo, temos alguma opções mais vantajosas. Para conhecê-las, clique no botão abaixo.

Cuidado com os golpes na Black Friday!

Empréstimo com garantia 

Conforme mencionamos, você também pode solicitar um empréstimo com garantia. No Brasil, também chamamos essa modalidade de alineação fiduciária.

Sendo assim, você oferece um bem ou veículo como garantia. Ou seja, deixa-o alienado ao banco ou financeira. Então, realiza o pagamento das parcelas até a quitação final. Ao finalizar o pagamento, o bem volta para o seu nome.

Logo, por oferecer uma garantia, a taxa de juros dessa operação diminui. Assim, ela gira em torno de 14,8% ao ano em caso de imóvel. E para veículo, a taxa de juros gira em torno de 42,9%.

Crédito Consignado

Empréstimo consignado público 

Outra modalidade de crédito mais barata é o empréstimo consignado público. Aliás, você também pode solicitar um empréstimo pessoal online consignado.

Mas, como funciona? Basicamente, a parcela é descontada diretamente da folha de pagamento ou do seu benefício como aposentado ou pensionista do INSS. Aliás, assalariados e servidores públicos também se enquadram no público.

Como o salário ou benefício funciona como garantia, o empréstimo consignado tem uma das menores taxas praticadas o mercado. Sendo assim, gira em torno de 20,5% ao ano ou menos.

14 melhores empresas de empréstimo online

Empréstimo consignado privado 

O empréstimo consignado privado funciona de modo muito semelhante ao público. A única diferença é que são empresas privadas que oferecem, estando conveniadas aos bancos e às instituições financeiras.

Assim, da mesma forma, o valor das parcelas é descontado da folha de pagamento ou benefício.

Ademais, as taxas de juros também são menores do que às outras praticadas no mercado. Em torno de 29% ao ano ou menos. Além disso, é importante ressaltar que o valor da parcela não pode comprometer mais do que 30% da sua renda mensal.

Quais as desvantagens do crédito consignado?

Cheque especial

Por fim, temos o crédito especial. Essa modalidade de crédito é utilizada quando você não sem saldo suficiente em sua conta. Ou seja, fica no negativo.

Assim, cada perfil tem um limite de cheque especial. Contudo, não recomendamos a utilização dessa linha de crédito. Mas, por qual motivo? Principalmente, porque a taxa de juros gira em torno de 305% ao ano. Ou seja, é muito alta!

Ademais, o cheque especial em conjunto com o cartão de credito são os maiores motivos de endividamento dos brasileiros. Aliás, do superendividamento também. Ou seja, as dívidas superam a capacidade de pagamento do indivíduo.

Sendo assim, se você estiver passando por uma situação financeira difícil, recomendamos que leia o nosso post clicando no botão abaixo.

Os 10 melhores bancos para contratar empréstimo consignado

Como escolher a melhor forma de solicitar microcrédito?

Primeiramente, você precisa levar em conta sua capacidade de pagamento. Afinal, você não deve contratar mais do que pode pagar, mesmo que o crédito esteja liberado para você.

Além disso, lembre-se que o microcrédito é reservado para sua empresa. Ou seja, nada de fins pessoais! Portanto, saiba separar suas finanças pessoais das finanças empresariais, mesmo que você seja um microempreendedor.

Ademais, existem outros fatores que você precisa levar em consideração Assim como o prazo de pagamento e valor das parcelas, fique de olho nos seguintes elementos:

Quais as taxas e tarifas do cartão de crédito Credicard Beta?

Comparação de taxas de juros e Custo Efetivo Total (CET)

Conforme mencionamos, você avalia sua capacidade de pagamento. Então, em seguida, avalie as taxas de juros de cada microcrédito das instituições que mencionamos. Ou outra que você encontre e considere boa para seu perfil.

Contudo, não olhe apenas a taxa de juros. Assim, você também precisa conferir o Custo Efetivo Total do crédito. Afinal, ele pode deixar sua dívida muito mais cara.

Assim, não é o empréstimo com o maior valor de parcela que é o mais caro (embora a parcela tenha que caber no seu bolso), mas também as taxas e o CET. Afinal, de que adianta conseguir uma parcela baixa, mas com uma taxa de juros altíssima e o CET maior ainda?

Mas, como calcular esse custo? Basicamente, ele é a soma dos encargos, taxas, juros e despesas envolvidas na contratação do microcrédito ou qualquer outra operação desse tipo.

Ademais, fique atento! Todos os custos e despesas precisam constar no contrato de forma clara e muito transparente. Aliás, esta é uma resolução do Banco Central. Dessa forma, você não leva nenhum susto na hora de pagar a primeira parcela. Ou seja, se depara com algo que não foi mencionado ou combinado, tudo bem?

Pesquise sobre a instituição financeira

Pesquise sobre a instituição financeira

Ademais, é importante que você pesquise bem a oferta de microcrédito. Afinal, podemos nos deparar com diversas propagandas e ofertas que parecem boas demais para serem verdade.

Ou seja, taxas de juros muito abaixo das praticadas no mercado na mesma modalidade que você procura. Ademais, parcelas muito baixas, prazos muito longos…

Por isso, confira a instituição mencionada, assim como a reputação da mesma. Você pode consultar tanto o site Reclame Aqui. Assim como o próprio Banco Central. Dessa forma, você consegue se assegurar de que se trata de uma empresa legítima e de uma proposta verdadeira.

Afinal, existem muitas fraudes na internet e pessoas mal intencionadas que desejam apenas roubar os seus dados.

Isso quer dizer que fazer solicitação de microcrédito pela internet não é seguro? Fique tranquilo! Afinal, com a tecnologia atual há muita segurança em realizar transações online.

Aliás, muito mais seguro do que sair com dinheiro em espécie pela rua, não é mesmo? Você só deve tomar cuidado e analisar bem antes de fechar qualquer negócio.

Vale a pena solicitar microcrédito?

Vale a pena solicitar microcrédito?

Primeiramente, destacamos que o microcrédito é destinado para um certo público-alvo. Sendo assim, você precisa ser maior de 18 anos e um microempreendedor formal ou informal. Ademais, sua receita bruta anual não pode ser maior do que R$200 mil reais.

Então, se você se enquadra nessa categoria e está buscando por um crédito para comprar maquinário, matéria-prima, capital de giro ou um investimento, esse tipo de crédito pode ser interessante para você.

Conforme mencionamos, existem diversas instituições financeiras que oferecem essa linha de crédito. Ademais, são instituições já consolidadas no mercado. Contudo, sempre avalie sua condição de pagamento.

Além disso, você pode conseguir taxas de juros e condições melhores em outra modalidade de crédito, como o empréstimo consignado, por exemplo. Logo, tudo depende do seu objetivo. Assim como o seu perfil de crédito e relacionamento com o banco.

Sendo assim, não tome nenhuma decisão às pressas. Pois contratar um empréstimo é um compromisso sério e que pesará no seu bolso. Portanto, analise a taxa de juros, CET, reputação da empresa, valor da parcela e prazo de pagamento. Assim como todas as outras informações pertinentes no contrato, como outras taxas, encargos e despesas.

Por fim, saiba que caso você esteja com o score baixo, você pode ser negado ao microcrédito. Caso essa seja sua situação, recomendamos que você também leia nosso post sobre o tema, clicando no botão abaixo.

Sobre o autor

Duda Razzera

Economista e Autora Empreendedora. Atua como produtora, revisora e gestora de conteúdo, além de ser estrategista de marketing. Escreve sobre a vida freelancer, empreendedorismo e economia, tendo como propósito auxiliar as pessoas a conquistar a autonomia financeira e ser protagonista da própria história.

Revisado por

Tathiane Mantovani

Editor(a) sênior

Em Alta

content

Tudo sobre corretora Warren

Conheça a corretora Warren, quais são as vantagens e como investir com ela. Além de saber se é a corretora ideal para fazer seus investimentos.

Continue lendo
content

Conheça o empréstimo C6 Consig

O empréstimo C6 Consig é a opção perfeita para te ajudar nos momentos de aperto. Quer ver só? Te contamos tudo sobre o assunto aqui, confira!

Continue lendo
content

Conheça a corretora XP

Pensando em investir? Conheça a corretora XP Investimentos, uma das maiores do Brasil e com vasto portfólio de serviços financeiros!

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Cartão Neon com conta digital e solicitação 100% online

O cartão de crédito Neon junto com a conta digital oferece um serviço 100% online e livre de taxas. Aproveite para conhecer e ver como aderir.

Continue lendo
content

Veja agora mesmo como criar suas próprias figurinhas no WhatsApp!

Descubra o que você deve fazer para criar figurinhas no WhatsApp e adicionar ainda mais diversão nas suas conversas! Quer saber mais? Confira!

Continue lendo
content

Conheça o cartão de crédito Meu Cartão

Quer descontos nas lojas Renner e, ainda, poder usar um cartão pelo mundo? Conheça o cartão de crédito Meu Cartão e descubra mais sobre.

Continue lendo