Finanças

Entenda o poder dos juros compostos

Já ouviu falar sobre os juros compostos mas não sabe o que significam e como calcular? Então fique com a gente, pois vamos te contar tudo que precisa saber.

Anúncios

por Fernanda Weber

Publicado em 12/04/2021

Juros compostos

Não é magia, é juro composto. Foto: Pixabay / Reise Blogger
Não é magia, é juro composto. Foto: Pixabay / Reise Blogger

Por mais que muita gente fuja dos conceitos de matemática financeira, alguns deles, como o dos juros compostos, estão mais presentes na nossa vida do que podemos imaginar. Por isso, seja para contratar um empréstimo, seja para investir, é importante conhecê-lo.

Os juros compostos estão presentes em vários produtos financeiros que conhecemos: ativos de renda fixa, empréstimos, financiamentos, prestações em lojas do varejo, entre outros.

Assim sendo, descubra agora o poder que eles têm para aumentar o seu rendimento ou então o valor da sua dívida. Saiba, a seguir, o que são, como funcionam e também como calcular as taxas de juros compostos.

Anúncios

Conheça o poder dos juros compostos

Os juros, de modo geral, podem ser vilões ou mocinhos do nosso planejamento financeiro. Isso porque eles fazem o dinheiro se multiplicar de acordo com uma taxa. 

É por isso que, quando temos uma dívida, vemos ela crescer tanto de um mês para o outro. Ou então, se temos algum investimento, vemos o mesmo efeito, mas, neste caso, o crescimento é a nosso favor.

Em suma, existem dois tipos de juros: o simples e o composto. Eles funcionam de uma maneira um pouco diferente, veja:

  • Os juros simples consideram apenas o valor principal, ou inicial, para somar os juros. Dessa forma, o valor básico para o cálculo é sempre o mesmo e a taxa de juros incide apenas sobre o valor principal.
  • Já os juros compostos, por sua vez, têm seu valor de base alterado a cada período. Com isso, a taxa de juros incide sobre o valor principal + o acumulado de juros ao longo do tempo, sempre com base no valor do mês anterior.

Ficou confuso?

Calma que vamos explicar melhor: nos juros compostos, a cada mês você tem como valor base do cálculo o montante já acumulado ao longo dos meses.

Só para ilustrar, imagine que você emprestou R$1000 para um amigo por 12 meses com uma taxa de juros de 10% ao mês.

Se você aplicar juros simples sobre o valor, no final do período, o valor do empréstimo será de R$2200.

Agora, ao aplicar o cálculo dos juros compostos que logo abaixo vamos te ensinar, verá que o valor sobe para R$3138,43. Ou seja, quase R$1000 a mais!

Esse é o grande poder dos juros compostos e você acabou de descobri-lo.

O que são e como funcionam?

Em síntese, podemos dizer que os juros compostos são uma taxa em que os juros incidem sobre eles mesmos. Você certamente já deve ter ouvido falar da expressão: “juros sobre juros”.

Pois é, essa é a melhor definição para demonstrar o poder dos juros compostos. Isso porque, a taxa de juros sempre será calculada com base no valor anterior de uma dívida ou ativo e não sobre o valor inicial.

Assim sendo, esses juros funcionam como um multiplicador de dinheiro em que o total sempre se multiplica de acordo com a taxa.

Se você já usou o limite do cheque especial ou o crédito rotativo do cartão de crédito, é provável que saiba bem como os juros podem prejudicar ainda mais as suas contas.

Anúncios

Como calcular os juros compostos?

Calcule os juros compostos do seu investimento. Foto: Pexels / Anna Nekrashevich
Calcule os juros compostos do seu investimento. Foto: Pexels / Anna Nekrashevich

Para calcular os juros compostos usamos uma fórmula matemática. Mas, antes que você fuja correndo, entenda que é importante saber calcular essa taxa tanto para seus investimentos quanto para o momento em que adquirir um produto bancário.

Por isso, veja abaixo a fórmula dos juros compostos e o que significa cada termo. Depois disso, ainda te daremos um exemplo, vamos lá!

M = C (1+i)^t   → fórmula dos juros compostos

Nesse caso, cada letra significa:

  • Montante (M): valor final
  • Capital (C): é o valor aplicado, também chamado de inicial ou principal. Valor inicial da dívida ou do investimento.
  • Taxa de Juros (i) = valor decimal que multiplica o capital ao longo do tempo. Em um investimento, sempre vemos a taxa escrita em porcentagens como 5% ao ano ou 1% ao mês, por exemplo. Para saber a taxa para usar na fórmula, basta dividir a porcentagem por 100, assim, 1% a.m. é 0,01.
  • Tempo (t): prazo em que os juros serão cobrados. Se a taxa de juros for mensal, use um valor de tempo em meses. Para taxas anuais, o tempo será em anos também.

Veja um exemplo

Só para ilustrar, vamos dar um exemplo: imagine que você comprou um ativo de renda fixa no valor de R$1000 (C) , com taxa de juros de 1% a.m. (i = 0,01) e com vencimento em 36 meses (t). Qual será o montante final depois desse tempo? Vamos descobrir!

  • M = C (1+i)^t
  • M =1000 1+0,0136
  • Assim, o resultado será → M = 1430,77

Isso significa que, depois de 36 meses, seu investimento será de R$1430,77, sem descontar o Imposto de Renda e algumas taxas de corretagem. 

Se você ainda tem dificuldade para calcular sozinho, pode usar a Calculadora do Cidadão, do Banco Central, ou a calculadora do Tesouro, do Tesouro Direto. Esses serviços facilitam a sua vida e calculam para você!

Quais os investimentos que utilizam juros compostos?

Você já ouviu falar dos investimentos em renda fixa, certo? Se ainda não, recomendo a leitura do artigo que deixei aqui embaixo.

Se sim, sabe que sobre eles incidem taxas de juros que variam conforme o tipo deles. Essa taxa de juros sempre é composta. Ou seja, os juros da renda fixa são compostos.

Assim sendo, ativos de renda fixa como CDB, LCI, LCA, Tesouro Direto e Letras de Crédito tem a rentabilidade atrelada aos juros compostos.

É por isso que quanto mais tempo seu dinheiro ficar investido maior será a rentabilidade. Da mesma forma, quanto mais você investir, mais poderá aproveitar o poder dos juros compostos.

Afinal, nos investimentos, a rentabilidade ao longo do tempo não é mágica, mas sim o poder das taxas de juros!

LCI ou Tesouro Direto: qual escolher?

Os juros compostos incidem sobre este dois ativos de renda fixa. Por isso, é importante entender as diferenças entre eles e saber qual escolher na hora de investir.

Juros compostos no planejamento de longo prazo

Os juros compostos aumentam a rentabilidade do investimento ao longo do tempo. Foto: Pexels / Akil Mazumder
Os juros compostos aumentam a rentabilidade do investimento ao longo do tempo. Foto: Pexels / Akil Mazumder

Warren Buffet, um famoso investidor, sempre fez questão de dizer algo como: faça seu dinheiro trabalhar para você enquanto dorme. 

É justamente isso que os juros compostos fazem com seus investimentos. Enquanto você descansa, seu dinheiro estará rendendo. 

Mas claro, isso não acontece do dia para a noite e quanto mais paciência para esperar e disciplina para investir regularmente você tiver, mais aproveitará.

Dessa forma, se planeje para fazer investimentos de longo prazo, em que seu dinheiro ficará aplicado por mais tempo. Assim você pode aproveitar melhores taxas de juros e, por consequência, mais lucro no vencimento.

Para te ajudar, nada melhor do que um bom planejamento financeiro. Veja abaixo como fazer:

Planilha de controle financeiro: como montar

Tudo que você precisa incluir na sua planilha de controle financeiro para que consiga economizar e investir mais e assim, aproveitar o efeito dos juros compostos.

Sobre o autor

Fernanda Weber

Produtora de conteúdos digitais e redatora web com formação na área de Letras. Atua com produção de conteúdos sobre educação financeira e deseja levar seus conhecimentos práticos para mais pessoas e assim ajudá-las a lidar melhor com seu dinheiro.

Revisado por

Tathiane Mantovani

Editor(a) sênior

Em Alta

content

Conheça o Cartão Consignado Banco Mercantil

Já conhece o Cartão Consignado Banco Mercantil do Brasil? Então, veja aqui como ele funciona, quem pode ter e quais são suas vantagens!

Continue lendo
content

Como solicitar o Cartão Smiles Bradesco Visa Infinite

Saiba como solicitar o seu cartão Smiles Bradesco Visa Infinite e entenda todos os benefícios e vantagens exclusivas!

Continue lendo
content

Conheça o cartão de crédito Microcenter

O cartão de crédito Microcenter o oferece cashback e outras vantagens. Mas será que ele vale a pena? Leia o nosso texto e descubra a resposta.

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Conheça o Cartão Flex Car Visa Vale

Saiba mais sobre o cartão Bradesco Flex Car Visa Vale. Entenda como funciona, saiba quem pode solicitar e veja todos os benefícios.

Continue lendo
content

CDB Pré-fixado ou CDB Pós-fixado: qual o melhor?

CDB Pré-fixado ou CDB Pós-fixado? Pode parecer uma escolha muito difícil, mas não é. E nós vamos facilitar essa decisão com nosso artigo

Continue lendo
content

Empréstimo Caixa ou Empréstimo Agibank: qual o melhor?

Crédito pessoal para conquistar sonhos ou crédito para negativado? Veja como escolher o empréstimo Caixa ou empréstimo Agibank de acordo com o objetivo.

Continue lendo