Empréstimo

Minha Casa Minha Vida e Casa Verde e Amarela: quais as diferenças

Tem o sonho da casa própria? Confira aqui quais são as diferenças dos programas Minha Casa Minha Vida e Casa Verde e Amarela para entender se você se encaixa nas condições para realizar o seu sonho com taxas mais acessíveis.

Anúncios

por Maria Luísa Barbosa

15/03/2021 | Atualizado em 05/07/2021

Entenda as diferenças entre os programas

Diferenças entre os programas Minha Casa Minha Vida e Casa Verde e Amarela. | Imagem: casaverdeamarela.net.br
Diferenças entre os programas Minha Casa Minha Vida e Casa Verde e Amarela. | Imagem: casaverdeamarela.net.br

O programa Minha Casa Minha Vida foi fundado no ano de 2009 durante o governo Lula com o intuito de ajudar pessoas com baixa renda a conquistarem o sonho da casa própria e durante todos os anos sempre teve muitos adeptos. Contudo, durante o governo do Jair Bolsonaro, o programa sofreu algumas alterações, sendo substituído pelo programa Casa Verde e Amarela.

Mas afinal… Você sabe quais são essas diferenças entre os programas e como eles podem te ajudar no acesso da sua moradia própria? É sobre isso que falaremos no post de hoje. Confira abaixo!

Anúncios

O que é o Minha Casa Minha Vida?

Programa Minha Casa Minha Vida. | Imagem: Pixabay
Programa Minha Casa Minha Vida. | Imagem: Pixabay

De acordo com informações apuradas pela Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios (PNAD), realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano de 2008 o Brasil possuía um déficit habitacional que, na época, correspondia a aproximadamente 21% da população brasileira.

Isso fez com que o governo pensasse em um programa que pudesse reverter essa questão. E foi aí que surgiu o Minha Casa Minha Vida, um programada voltado para cidadãos brasileiros que querem adquirir sua casa própria (tanto na área urbana, como na área rural) através de parcerias com os estados, municípios, empresas e/ou entidades sem fins lucrativos.

Como funciona o Minha Casa Minha Vida?

Como funciona o Minha Casa Minha Vida. | Imagem: Pixabay
Como funciona o Minha Casa Minha Vida. | Imagem: Pixabay

O programa Minha Casa Minha Vida funciona através de faixas, sendo que em cada uma delas se enquadra pessoas com faixa de rendas diferentes e, consequentemente, as condições oferecidas a elas também poderão variar. Neste caso, o programa pode ajudar famílias com até R$ 9.000,00 de renda mensal.

Anúncios

Faixas programa Minha Casa Minha Vida

Entenda as faixas do programa. | Imagem: Pixabay
Entenda as faixas do programa. | Imagem: Pixabay

Veja abaixo como funciona a divisão e as condições para cada uma das faixas.

Faixa 1

Faixa 1 Minha Casa Minha Vida. | Imagem: Pixabay
Faixa 1 Minha Casa Minha Vida. | Imagem: Pixabay

Essa é a condição destinada para famílias com renda mensal de até R$ 1.800,00 e a condição oferecida é de financiamento em até 120 meses com prestações entre R$ 80,00 e R$ 270,00 mensais, a depender do valor da renda bruta familiar. Usa-se como garantia o próprio imóvel financiado e para que a transação seja possível, é necessário contar com o financiamento governamental para grande parte da transação;

Faixa 1,5

Faixa 1,5 Minha Casa Minha Vida. | Imagem: Pixabay
Faixa 1,5 Minha Casa Minha Vida. | Imagem: Pixabay

Aqui entram as famílias com rendas mensais de até R$ 2.600,00. A taxa de juros pode variar de 5% ao ano e o prazo para parcelamento é de até 360 meses, válidos para subsídios do governo de até R$ 47.500,00.

Faixa 2

Faixa 2 Minha Casa Minha Vida. | Imagem: Pixabay
Faixa 2 Minha Casa Minha Vida. | Imagem: Pixabay

Com financiamento de até meses (30 anos), a faixa 2 inclui as famílias que recebem até R$ 4.000,00 neste caso, o governo subsidia até R$ 29.000,00 durante a compra do imóvel e as taxas de juros para parcelamento podem variar entre 5,5% e 7% ao ano.

Faixa 3

Faixa 3 Minha Casa Minha Vida. | Imagem: Pixabay
Faixa 3 Minha Casa Minha Vida. | Imagem: Pixabay

Por fim, essa é a condição destinada para famílias com rendas mensais de até R$ 7.000,00 mensais, com juros podendo variar entre 8,16% a 9,16% ao ano, dependendo do rendimento da família. Assim como na faixa 1,5 e faixa 2, esta condição também oferece prazo para financiamento de até 30 anos.

Vale ressaltar que, em todas as faixas descritas acima, as taxas de juros apresentadas no programa são muito abaixo do valor do mercado. Além disso, o programa tem carência para início do pagamento de até 24 meses (válido para imóveis adquiridos na planta), sendo bastante atrativo para quem deseja comprar o imóvel próprio.

4 regras pouco conhecidas do Minha Casa Minha Vida

4 regras do programa Minha Casa Minha Vida. | Imagem: Freepik
4 regras do programa Minha Casa Minha Vida. | Imagem: Freepik

Nós já te explicamos do que se trata o programa Minha Casa Minha Vida e quais são as exigências principais que são requeridas para que você possa se enquadrar nele. Entretanto, existem algumas regras que pode ser que você não saiba e que é muito importante ter conhecimento para obter sucesso durante o seu financiamento imobiliário através do programa. Veja abaixo quais são:

  1. Bolsa Família ou Benefício de Prestação Continuada não fazem parte da renda familiar: é importante que você tenha em mente que os valores recebidos por benefícios sociais não devem ser incluídos à sua renda mensal. Caso contrário, você poderia achar que sua condição se enquadraria em outras faixas, a não ser a que seja realmente condizente com sua condição financeira desconsiderando a bolsa família ou BPC;
  2. Não ter recebido benefícios habitacionais: se você se encaixar na primeira faixa do programa, saiba que para que você tenha, de fato, acesso a ele, você não pode ter tido algum benefício habitacional anterior;
  3. Ter nome limpo: agora se porventura você se enquadrar nas faixas 2 ou 3, certifique-se que não há nenhuma pendência no seu nome nos órgãos de proteção de crédito, como o Serasa ou SPC. E o motivo disso é que isso poderia acabar influenciando na autorização do seu financiamento;
  4. Terreno sem construção: se você deseja se inscrever no projeto Minha Casa Minha Vida para realizar o financiamento de um imóvel, mas possui um terreno em construção em seu nome, fique sabendo que este não seria um fator eliminatório. No entanto, você precisa comprovar que este espaço não possui nenhuma construção e ainda apresentar a matrícula no Registro de Imóveis (RI).

Como se inscrever no Minha Casa Minha Vida?

Veja como se inscrever no programa. | Imagem: Freepik
Veja como se inscrever no programa. | Imagem: Freepik

Se você se interessou pelo Minha Casa Minha Vida, é bom que você tenha em mente quais são os passos necessários para realizar a inscrição neste programa do governo.

Antes de mais nada, você precisa ir até a prefeitura da sua cidade ou a uma entidade organizadora para dar entrada e solicitar a sua participação. Assim, você poderá participar do sorteio e, caso seja contemplado, será encaminhado(a) para a segunda fase, esta que é necessário a realização de um cadastro pela CEF (Caixa Econômica Federal).

Para isso, separamos um passo a passo abaixo. Veja:

  1. Acesse o site da Caixa Econômica Federal que é destinado para realização da simulação habitacional;
  2. Nele você precisará preencher as suas informações pessoais, a expectativa referente ao imóvel requerido e seus dados financeiros. Lembre-se de ser o máximo claro e honesto possível para que o retorno seja positivo e assertivo;
  3. São informações solicitadas no momento do cadastro: RG, CPF, renda bruta mensal familiar, localidade do imóvel de interesse, dados bancários, entre outros;
  4. Após preencher o formulário, você visualizará o resultado da simulação para que possa avaliar se a mesma está ou não dentro do seu orçamento.

Quais os tipos de financiamento que existem?

Você está em busca de uma boa opção de financiamento? Pois aqui explicamos quais são os tipos disponíveis e trazemos informações valiosas. Confira!

O que é o programa Casa Verde e Amarela?

Programa Casa Verde e Amarela. | Imagem: Freepik
Programa Casa Verde e Amarela. | Imagem: Freepik

Ainda que o programa do governo Minha Casa Minha Vida já houvesse muitos adeptos e o seu retorno sempre foi muito satisfatório, em meados de 2020 o governo lançou um novo programa, este chamado Casa Verde e Amarela, que visa substituir o programa anterior com melhorias e ainda mais facilidades para quem deseja conquistar uma moradia digna.

De acordo com informações divulgadas pelo ministro Rogério Marinho, a expectativa é que pelo menos 1 milhão de pessoas que ainda não estavam adeptas ao sistema de financiamento habitacional anterior (Minha Casa Minha Vida) possa, dentro dessas novas condições, ter acesso ao crédito público, totalizando um total de 1,6 milhão de famílias de baixa renda com contrato de crédito imobiliário até o ano de 2024.

Além disso, o programa Casa Verde e Amarela tem como objetivo dar um foco ainda maior para o norte e nordeste do país, uma vez que essas são regiões consideradas historicamente com menor relação ao Índice de Desenvolvimento Humano. Para isso, as condições são ainda melhores para quem deseja adquirir a casa própria nessas localidades.

Você poderá conferir as faixas de juros por localidade a seguir.

Quais as diferenças entre Minha Casa Minha Vida e Casa Verde e Amarela?

Veja as diferenças entre os programas. | Imagem: Freepik
Veja as diferenças entre os programas. | Imagem: Freepik

As principais diferenças entre os dois programas governamentais são em relação a faixa de juros e faixa de renda. Entretanto, ainda podemos citar que o programa Casa Verde e Amarela possui condições diferenciadas para o norte e nordeste do país como foi dito acima.

Veja abaixo quais são as faixas de juros e renda de cada um dos programas para que você possa fazer a comparação da diferença entre eles:

Faixa de Juros

Faixa de juros dos programas. | Imagem: Freepik
Faixa de juros dos programas. | Imagem: Freepik

Minha Casa Minha Vida

  • até R$ 1.800,00 de renda familiar: Faixa 1
  • no máximo R$ 2.600,00 de renda familiar: Faixa 1,5
  • até R$ 4.000,00 de renda familiar: Faixa 2
  • de R$ 4.000,00 a R$ 7.000,00 de renda familiar: Faixa 3

Casa Verde e Amarela

  • até R$ 2.000,00 de renda familiar: Grupo 1
  • de R$ 2.000,00 a R$ 4.000,00 de renda familiar: Grupo 2
  • de 4.000,00 a R$ 7.000,00 de renda familiar: Grupo 3

Vale dizer que, pelo programa Minha Casa Minha Vida, as famílias que se enquadram na faixa 1 (com rendas mensais de até R$ 1.800,00), recebiam subsídios para que pudessem comprar o imóvel através de prestações que variavam entre R$ 80,00 e R$ 270,00, de acordo com a condição financeira.

Já no caso do programa Casa Verde Amarela, famílias do grupo 1 (com renda mensal de até R$ 2.000,00), poderão ter a compra financiada e subsidiada, além de poder solicitar a regularização fundiária, que se refere às medidas que garantem o direito social da moradia.

Faixa de Renda

Faixa de renda dos programas. | Imagem: Freepik
Faixa de renda dos programas. | Imagem: Freepik

Minha Casa Minha Vida

  • 5% de taxa de juros (não cotista do FGTS) e 4,5% (cotista do FGTS): Faixa 1,5
  • 5,5% a 7% de taxa de juros (não cotista) e de 5% a 6,5% (cotista): Faixa 2
  • 8,16% de taxa de juros (não cotista) e 7,66% (cotista): Faixa 3

Casa Verde e Amarela (regiões sul, sudeste e centro-oeste)

  • 5% a 5,25% de taxa de juros (não cotista do FGTS) e de 4,5% a 4,75% (cotista do FGTS): Grupo 1
  • 5,5% a 7% de taxa de juros (não cotista) e de 5% a 6,5% (cotista): Grupo 2
  • 8,16% de taxa de juros (não cotista) e 7,66% (cotista): Grupo 3

Casa Verde e Amarela (regiões norte e nordeste)

  • 4,75% a 5% de taxa de juros (não cotista do FGTS) e de 4,25% a 4,5% (cotista do FGTS): Grupo 1
  • 5,25% a 7% de taxa de juros (não cotista) e de 4,75% a 6,5% (cotista): Grupo 2
  • 8,16% de taxa de juros (não cotista) e de 7,66% (cotista): Grupo 3

Esperamos que você tenha conseguido compreender do que se trata os programas Minha Casa Minha Vida e Casa Verde e Amarela e a principal diferenciação entre eles.

Vale ressaltar que, para que você possa verificar qual é seu grupo e a taxa de juros praticada nela, você precisa contabilizar toda a renda familiar mensal e solicitar a inscrição no programa, sempre se atentando às regras básicas para aprovação.

No mais, se quiser mais informações a respeito de finanças, continue acompanhando o nosso blog. Te esperamos por aqui em nossos próximos posts!

Financiamento Imobiliário: descubra o ideal

Você quer comprar um imóvel mas não tem toda a quantia suficiente e não sabe o que fazer? Vamos mostrar tipos de financiamentos e como você pode adquirir seu imóvel hoje!

Sobre o autor

Maria Luísa Barbosa

Publicitária com vasta experiência em criação de conteúdo para web. Escrevo sobre finanças há mais de um ano com objetivo de te auxiliar a ter uma melhor experiência financeira. Nas horas vagas, sou mãe de pet, amante da arte e da moda. Prazer, Malu! (:

Revisado por

Tathiane Mantovani

Editor(a) sênior

Em Alta

content

Conheça o Empréstimo Bx Blue Consignado

Empréstimo Bx Blue Consignado é uma ótima opção para negativados, funcionários públicos e beneficiários do INSS. Venha saber mais sobre!

Continue lendo
content

Auxílio Gás deve contemplar 5,58 milhões de famílias em fevereiro

A lista de aprovados do Auxílio Gás é ampliada para o mês de fevereiro e deve contemplar 5,58 milhões de lares brasileiros. Confira mais aqui!

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Qual a diferença entre o Auxílio Brasil e o Auxílio Permanente, e quem pode receber os benefícios?

Com a criação do Auxílio Permanente, quem recebe o Auxílio Brasil também terá direito? Tire essa e outras dúvidas aqui!

Continue lendo
content

O Senhor Finanças comparou o Magazine Luiza a outras opções de cartão

O cartão Magazine Luiza tem anuidade baixa e ofertas exclusivas na loja. Veja a comparação dele a outros similares: Submarino e Americanas.

Continue lendo
content

Como solicitar o empréstimo PlanCred

Veja em primeira mão se o empréstimo PlanCred vale a pena, quais são as suas principais características e como solicitá-lo, confira!

Continue lendo