Crédito Imobiliário

Transferir crédito habitação: como fazer

Seja porque as taxas são muito altas ou o esforço familiar está muito grande, você pode solicitar a transferência do seu crédito habitação para outro banco. Veja aqui como fazer isso e quais os cuidados nesse momento.

Anúncios

por Fernanda Weber

Publicado em 01/12/2021

Veja como transferir o crédito habitação sem segredos

Se você comprou sua morada com crédito habitação, saiba que pode transferi-lo de banco. Fonte: Unsplash.
Se você comprou sua morada com crédito habitação, saiba que pode transferi-lo de banco. Fonte: Unsplash.

Sem dúvida, transferir o crédito habitação pode ser a solução se você considerar as taxas atuais muito elevadas. Além disso, em outros bancos, além de spread reduzido, você também pode conseguir outras vantagens.

Aliás, esse tipo de prática sempre vem associado com a ideia de diminuir o esforço familiar. Afinal, para a maioria das famílias, as parcelas do crédito habitação representam uma boa parte do orçamento.

Mas, será que todo mundo pode transferir o seu crédito?

Existe algum segredo ou cuidados que precisamos ter?

Como, afinal, posso fazer a transferência da custódia do crédito?

Para saber as respostas para essas e outras perguntas sobre o tema, venha conosco e acompanhe tudo sobre esse tipo de serviço bancário!

Anúncios

É possível transferir crédito habitação?

Em suma, sim! Todo mundo tem o direito de transferir o crédito habitação de uma instituição para outra.

O fato deste tipo de empréstimo ter liquidação no longo prazo não prende ninguém a um banco ou outro. 

Desse modo, se não está satisfeito com as taxas de juros do seu crédito e nem com os serviços da instituição, pode solicitar a troca de credor.

Aqui, vale lembrar que a troca pode ser feita a qualquer momento, desde que não seja durante o período de moratória. Esse período corresponde ao tempo de carência em que não está pagando as prestações do crédito.

As regras para troca mudam um pouco entre os bancos. No entanto, todos estão obrigados a oferecer esta possibilidade.

Mas, claro, antes de fazer a transferência, alguns cuidados são fundamentais. Saiba mais sobre isto na sequência.

Cuidados ao transferir o crédito da sua morada

Antes de transferir o crédito, se informe de todas as condições. Fonte: Unsplash.
Antes de transferir o crédito, se informe de todas as condições. Fonte: Unsplash.

Como acabamos de comentar, antes de transferir o crédito habitação, você precisa estar atento a alguns detalhes essenciais, como os descritos, a seguir.

  • Em primeiro lugar, calcule o custo dessa troca. Nem sempre o banco com a menor taxa de spread oferece as melhores condições em outros aspectos;
  • Saiba quais as taxas que o novo banco cobra. Por exemplo: comissão de abertura de crédito, comissão de dossier, comissão de gestão, taxa de avaliação, etc. Os nomes e taxas mudam um pouco entre os bancos, por isso, tenha atenção nesses detalhes;
  • Veja se o banco atual, em que solicitou o crédito, cobra uma taxa pela amortização antecipada do crédito. Se sim, a taxa de reembolso antecipado precisa entrar nas suas contas;
  • Não são permitidas trocas de custódia do crédito caso você tenha incumprimentos. Afinal, o novo banco não vai querer liberar o crédito se você estiver em dívida e constar na lista do Banco de Portugal;
  • Lembre-se de que precisa informar o banco atual com 10 dias de antecedência. Assim sendo, a instituição tem tempo de passar suas informações para o novo banco.

Anúncios

Quais os documentos necessários?

Além de todos os cuidados que acabamos de mencionar, você também precisa providenciar alguns documentos antes de transferir o crédito à habitação.

Nesse sentido, em relação aos documentos pessoais, os bancos podem pedir:

  • Cartão de Identificação;
  • Comprovativos de morada e rendimentos;
  • Extratos bancários;
  • Comprovativo de IBAN;
  • Mapa de Responsabilidades de Crédito.

Além disso, já providencie os documentos relativos ao imóvel. Você vai precisar de:

  • Cópia de escritura de compra e venda;
  • Apólices de seguros associados: de multirriscos e de vida;
  • Caderneta Predial;
  • Certidão Predial;
  • Planta do Imóvel;
  • Declaração do capital em dívida no banco.

Como transferir crédito habitação de um banco para outro?

Então, providenciado os documentos, chegou o momento de transferir o crédito habitação de fato.

Mas, como isso acontece?

Basicamente, o banco em que você primeiro solicitou o crédito (Banco A), recebe o montante que você ainda deve do banco da troca (Banco B).

Desse modo, ocorre o reembolso antecipado no Banco A, pois toda a dívida é liquidada. Aqui, vale ficar atento, pois alguns bancos cobram pela amortização antes do previsto:

  • 0,5% de comissão sobre o montante final para créditos com taxa de juros variável;
  • 2% de comissão para créditos com taxa de juros fixa.

Ou seja, antes de fazer a troca, você precisa pagar essa comissão de acordo com o montante que ainda deve e o tipo de juro associado.

Resolvido essas questões, confira, em seguida, o passo a passo para a transferência de crédito.  

Passo a passo para a transferência

A partir de agora, vamos detalhar o passo a passo que você precisa seguir para transferir seu crédito habitação do Banco A para o Banco B.

Então, já tenha uma caneta e um papel em mãos para anotar os passos!

Primeiro, consulte se constam pendências em seu nome. Para isso, confira se tem incumprimeiros e seu nome consta no Mapa de Responsabilidades de Crédito.

Em seguida, simule a troca de crédito habitação em vários bancos. Assim, você tem mais garantias de que realmente vale a pena. Para facilitar, o próprio Banco de Portugal oferece um modelo de calculadora.

Depois que escolher o novo banco (Banco B), solicite a troca de crédito junto ao Banco A. Via de regra, ele tem 10 dias para repassar as informações sobre o seu crédito para o Banco B.

Desse ponto, você precisa conversar diretamente com o Banco B. Nesse sentido, você precisa entregar a documentação solicitada e aguardar até que tudo esteja concluído.

Além disso, podem ser cobradas taxas pela abertura do novo crédito e também avaliação do imóvel. Ou seja, lembre-se de considerar esses custos quando analisar novas opções de crédito.

Assim que a avaliação do imóvel for concluída, você pode assinar o novo contrato para o crédito habitação e passar a pagar para o Banco B.

Quando transferir crédito habitação?

Confira as situações em que transferir o crédito é indicado. Fonte: Unsplash.
Confira as situações em que transferir o crédito é indicado. Fonte: Unsplash.

Mesmo que todos possam transferir o crédito habitação e a qualquer momento, essa ação é indicada quando:

  • A proposta do novo banco realmente tiver juros menores;
  • Os custos da transferência compensarem;
  • Houver redução de encargos e do esforço familiar;
  • O Montante Total Imputado ao Consumidor (MTIC) ser menor no final do contrato.

Além disso, precisa considerar quais serviços estão associados ao novo crédito. Isso porque alguns bancos oferecem condições especiais para que você opte por ele na troca. 

No entanto, essas condições estão associadas a serviços que possuem custos. Nesses casos, saiba o que acontece se você deixar de assinar e calcular se vale a pena fazer a troca.

Por fim, se mais do que a troca de crédito, você procura por um empréstimo à habitação que seja também multiusos, temos uma sugestão incrível.

Que tal conferir nosso artigo sobre o crédito habitação multifunções, um tipo de empréstimo que está se tornando popular e que você pode usar para comprar e rechear o lar.

Saiba mais no link abaixo.

como funciona o crédito habitação multifunções

Crédito Habitação Multifunções: como funciona

O crédito habitação multifunções é o complemento perfeito para um empréstimo à habitação, pois pode usá-lo para muitas coisas. Saiba mais!

Sobre o autor

Fernanda Weber

Produtora de conteúdos digitais e redatora web com formação na área de Letras. Atua com produção de conteúdos sobre educação financeira e deseja levar seus conhecimentos práticos para mais pessoas e assim ajudá-las a lidar melhor com seu dinheiro.

Revisado por

Tathiane Mantovani

Editor(a) sênior

Em Alta

content

Quais as características do CTT crédito rápido?

No CTT você pode fazer um crédito pessoal rápido que libera montantes de até 50000€ em 48h e dá prazo de 7 anos para pagar. Confira mais aqui

Continue lendo
content

Como solicitar o cartão Soft EuroBic

Quer saber como solicitar o cartão Soft EuroBic? Então, leia este post e descubra o passo a passo para esse processo agora mesmo!

Continue lendo
content

Como solicitar o crédito pessoal para obras BPI

No BPI você adere ao crédito pessoal para obras pelo balcão, consegue o montante que precisar e tem prazo alargado. Saiba mais agora mesmo.

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Crédito Pessoal CTT ou Crédito Pessoal BPI: qual o melhor?

Conheça aqui as diferenças, aprenda a escolher o crédito pessoal CTT ou o crédito pessoal BPI e faça seu empréstimo multiuso em um desses bancos.

Continue lendo
content

Empréstimo consignado Santander é seguro?

Certamente você já conhece o banco Santander. Mas, será que a opção de empréstimo consignado Santander é seguro? Te contamos aqui, veja.

Continue lendo
content

Cartão Depois BBVA Classic ou Cartão Depois BBVA Gold: qual o melhor?

O BBVA tem o cartão Depois BBVA Classic com limite de até 5.000€ e o Gold com limite de 25.000€. Compare os dois e escolha o ideal para si.

Continue lendo