Educação financeira

Quanto preciso para começar a investir?

Já parou para pensar que apenas guardar dinheiro não é o suficiente? Tudo o que você precisa é começar a a investir para ver seu dinheiro se multiplicar. Aprenda como.

Anúncios

por Carla Molina

Publicado em 11/03/2021
Começar a investir em 2021 é a chave para o sucesso (fonte: Freepik)
Começar a investir em 2021 é a chave para o sucesso (fonte: Freepik)

Por incrível que pareça, começar a investir dinheiro ainda é, para muitos, um bicho de sete cabeças. Você também “tem medo” de investir por não saber por onde começar? 

Sente que poderia estar fazendo seu dinheiro se multiplicar, ao invés de apenas observá-lo indo embora?

Então, você está no lugar certo! Esse é o guia completo para você começar a investir dinheiro ainda em 2021! 

Sem dúvidas, você precisa começar a investir ainda esse ano e colher o quanto antes os bons resultados das suas ações. 

Afinal, quanto mais você demora para começar a investir, mais demorados serão seus resultados.

E, sejamos sinceros, todos nós temos metas e objetivos pessoais ou profissionais que, de uma maneira ou outra, envolvem recursos financeiros. 

Além disso, talvez você esteja adiando esses planos justamente por falta de dinheiro.

Porém, ao fazer uma autoanálise, você talvez perceba que não gasta dinheiro com coisas fúteis e desnecessárias, e tenta economizar o máximo possível. 

Esses são pontos essenciais durante o desenvolvimento de uma mentalidade investidora progressiva. Mas, sozinhos, não bastam.

Não adianta apenas poupar dinheiro. É preciso começar a investir para fazê-lo multiplicar!

Podemos sentir a desvalorização do dinheiro a cada dia que passa. Se hoje, você for ao supermercado com exatos R$100,00, comprará uma quantidade específica de itens. 

Mas, se for às compras daqui a 6 meses com os mesmos R$100,00, com certeza voltará para a casa com uma quantia menor de itens.

Pois é, esse é o poder da inflação.

Por isso, a frustração e incapacidade que você sentiu ao se identificar com o que foi dito até aqui, devem motivá-lo a mudar sua realidade financeira de uma vez por todas!

Continue a leitura e descubra exatamente como fazer isso.

Anúncios

O que é preciso para começar a investir?

Mulher pensando em quanto precisa para começar a investir (fonte: Freepik)
Mulher pensando em quanto precisa para começar a investir (fonte: Freepik)

O principal requisito para que você esteja preparado para começar a investir é ter comprometimento com você e seu futuro. 

Se você está disposto a alcançar tudo o que deseja, já deu o primeiro passo! 

Com isso em mente, você só precisa seguir alguns passos específicos que o nortearão dentro do mercado financeiro listados a seguir.

Defina seus objetivos antes de começar a investir

Definir metas e objetivos antes de começar a investir (fonte: Freepik)
Definir metas e objetivos antes de começar a investir (fonte: Freepik)

Tudo o que estamos dispostos ou interessados em aprender exige tempo, esforço e definição de metas, concorda? Com o mercado financeiro não é diferente!

Desde estudar um novo idioma até começar a investir, o seu porquê sempre deve prevalecer. Afinal, você deve evitar o “monstro da desistência”, focando em seus objetivos.

Por isso, reserve um tempo e anote tudo o que você quer ter em sua vida: desde uma casa própria até montar o próprio negócio, você decide! 

É importante fazer esse exercício para ter em mente quais objetivos você deseja alcançar com os frutos dos seus investimentos.

Isso será um fator motivador e impulsionador durante o processo. 

Anúncios

Organize-os em curto, médio e longo prazo

Planejando os objetivos em curto, médio e longo prazo antes de começar a investir (fonte: Freepik)
Planejando os objetivos em curto, médio e longo prazo antes de começar a investir (fonte: Freepik)

Todos nós gostamos da sensação de “controle” sobre o futuro, não é? 

Algo que ajuda (e muito) a ampliar sua visão com relação ao seu futuro é categorizar suas metas financeiras em curto, médio e longo prazo. 

Para te ajudar com isso, observe alguns exemplos de metas já classificadas de acordo com  suas respectivas temporalidades:

  • Curto prazo: com duração aproximada de 1 a 2 anos, as metas financeiras de curto prazo podem ser juntar dinheiro para uma viagem de férias, trocar de carro ou comprar uma moto, por exemplo. 
  • Médio prazo: em um período de 3 a 10 anos, você pode estipular quitar suas dívidas mais caras, como financiamento estudantil, apartamento ou empréstimos. 
  • Longo prazo: após 10 anos investindo, você pode decidir comprar imóveis ou viver de renda passiva. 

Essas não são as únicas opções existentes. Muito pelo contrário, você pode deixar sua imaginação falar mais alto ao estipular suas metas! 

Inclusive, caso você seja o responsável pelo sustento da sua família imediata, sinta-se à vontade para incluir as metas de cada um dentre os seus planos a curto, médio e longo prazo. 

Além de unir sua família, trará benefício e motivação para todos, uma vez que, cada um dos membros da sua família se sentirão importantes e parte do processo. 

Não só isso, eles podem ter metas mais concretas e “sérias” para acrescentar. Já deu para notar que investir pode te ajudar em vários aspectos.

Na verdade, quando se tem uma boa base financeira, sem dívidas pendentes, há mais tempo para desenvolver projetos em família.

Defina qual tipo de investimento combina com seu perfil

Esse investidor tem perfil arrojado e gosta de desafios. Descubra o seu abaixo. (fonte: Freepik)
Esse investidor tem perfil arrojado e gosta de desafios. Descubra o seu abaixo. (fonte: Freepik)

Se você é uma pessoa que gosta de desafios, talvez se identifique com os tipos de investimentos arriscados (ou agressivos), como mercado de ações, opções, fundos de investimentos imobiliários e outros. 

Nesses casos, quanto maior o valor investido, maior será o retorno financeiro possível, porém, nada é 100% garantido.

Mas, calma! Se você é mais “pé no chão” e prefere não arriscar tanto quando o assunto é dinheiro, existe a possibilidade de você se identificar com os investimentos conservadores e moderados. 

Um investimento conservador, como o próprio nome sugere, se baseia em rendas fixas, como tesouro direto, fundos de investimentos, poupança e CDB (provenientes de bancos).

O investimento moderado, por sua vez, segue a mesma linha do perfil agressivo, porém com riscos menores. 

Por exemplo, ao invés de investir em ações, que são totalmente variáveis, investir em CDBs de banco menores pode ser uma opção.

Assim, correndo um pouco mais de risco do que os conservadores.

Percebeu como existem diferentes níveis de “segurança” ao investir? Basta escolher o que mais se identifica e pesquisar sobre ele. 

Escolha uma corretora de valores para começar a investir

Investir com a ajuda de uma corretora de valores (fonte: Freepik)
Investir com a ajuda de uma corretora de valores (fonte: Freepik)

Para que você consiga começar a investir, de fato, é necessário o cadastro em uma instituição financeira, como uma corretora de valores.

Só assim você terá acesso às opções disponíveis para investir, como Tesouro Direto, Fundos, Ações, Opções e etc. 

Mas, como você pode escolher a corretora de valores perfeita para você e seus objetivos?

Analise alguma das principais características a levar em conta antes de criar um cadastro em uma corretora. 

Como escolher uma corretora, afinal?

Como escolher uma corretora de valores? (fonte: Freepik)
Como escolher uma corretora de valores? (fonte: Freepik)

O primeiro fator a ser levado em consideração é o preço e taxa de corretagem cobrados.

Para definir qual corretora disponibiliza a melhor taxa, pare e pense em qual ativo você pretende investir com mais frequência.

Feito isso, se atente ao atendimento prestado pela corretora em questão.

Lembre-se que, ao resolver um problema ou tirar uma dúvida, você precisa de um atendimento ágil e efetivo, que esteja disponível quando você precisar.

Algo que pode te ajudar (e muito) ao escolher uma corretora (ou qualquer outra instituição, independente do nicho), é testar a comunicação e atendimento antes de efetivar o cadastro. 

Assim, você terá noção de qual te atendeu melhor e resolveu, de verdade, sua dúvida ou reclamação. 

Além disso, se informe bem a respeito das ferramentas oferecidas por cada corretora de valores.

A tecnologia, ferramentas gráficas e acessibilidade virtual disponibilizada devem ser consideradas como diferenciais. 

Ter um sistema de Tesouro Direto integrado à corretora, por exemplo, juntamente com um sistema mobile, pode facilitar sua jornada e visualização.

Por último, mas não menos importante, se atente aos serviços prestados pela corretora. 

Agora, chegou o momento de quantificarmos os investimentos propriamente ditos. Esse é o assunto a seguir!

Como abrir conta em corretora: passo a passo

Abrir conta em uma corretora ainda é um grande mistério para alguns. Mas, não para você a partir de agora! Leia esse conteúdo e descubra o passo a passo para isso.

É preciso ter muito dinheiro para começar a investir?

Sem muito dinheiro para começar a investir (fonte: Freepik)
Sem muito dinheiro para começar a investir (fonte: Freepik)

A resposta é: não! Você não precisa ter “dinheiro de sobra” para começar a investir. Basta reservar uma parte dos seus ganhos especificamente para essa função. 

Com um bom planejamento e olhar analítico sobre o seu orçamento atual, com certeza você conseguirá dedicar uma parcela, não importa o quão pequena seja, para investir mensalmente.

Na realidade, o que importa ao investir não é, necessariamente, a quantia de dinheiro disponível, mas sim o conhecimento estratégico do assunto. 

Só assim você tomará decisões acertadas de acordo com a sua realidade financeira atual.

É importantíssimo, também, ter em mente que não você não pode, de jeito nenhum, investir todo o seu dinheiro em apenas um modelo de investimento. 

É sempre bom diferenciar e “não colocar todos os ovos na mesma cesta”. Agora, no início, não se prenda tanto a isso. 

Se sinta à vontade para testar um modelo e ver como será sua experiência. 

Porém, mais para frente, quando sua quantia a ser investida aumentar, estude para diversificar seus investimentos e testar novas formas, seguindo sempre seu perfil e disponibilidade, claro.

Quanto preciso para começar a investir?

Quanto preciso para começar a investir, afinal? (fonte: Freepik)
Quanto preciso para começar a investir, afinal? (fonte: Freepik)

Posso te provar que você não precisa ganhar R$50.000,00 por mês para começar a investir.

Muito pelo contrário, independente de quanto você ganhe por mês, é possível investir. 

Você pode começar a investir com menos de R$5,00 ao mês. Além disso, você não é obrigado a investir todos os meses, caso não queira.

Esse estereótipo retrógrado de “só investe quem é rico” precisa ser eliminado da sua mentalidade a partir de agora! 

A internet está cheia de artigos realmente úteis (como esse rs) para te ajudar e guiar na sua jornada investidora. 

Por isso, existem alguns passos que você precisa dar para ter sucesso ao investir, conforme citados a seguir.

Aprenda a economizar todo mês

Economizar e guardar seu dinheiro no cofrinho te ajuda a começar a investir (fonte: Freepik)
Economizar e guardar seu dinheiro no cofrinho te ajuda a começar a investir (fonte: Freepik)

A desculpa “não sobra nenhum centavo no fim do mês” não passa de uma autossabotagem.

Quantas vezes você disse que não tinha dinheiro, mas mesmo assim arrumou um jeito de comprar uma televisão, celular, tênis ou até mesmo videogame novo?

Nesse sentido, a mais pura verdade é que tudo se baseia em prioridades. 

Para te ajudar a priorizar o ato de economizar todos os meses, busque uma agenda (digital ou em papel) para controlar seus gastos e ganhos mensais.

Desenvolva o hábito de anotar tudo o que você gasta, desde um pacote de bolachas que comprou para seu filho no mercado, até o conserto da sua moto que quebrou. 

Assim, você conseguirá acompanhar a diferença entre suas despesas e receitas (ganhos). 

Finalmente, a cada mês você poderá analisar onde está gastando seu dinheiro e se aquele gasto foi realmente uma necessidade. 

A cada despesa desnecessária em um mês, tente poupar o valor correspondente no próximo. 

Você pode investir com pouco dinheiro

Não é preciso muito dinheiro para começar a investir (fonte: Freepik)
Não é preciso muito dinheiro para começar a investir (fonte: Freepik)

Outra coisa muito importante é, ao realizar essa análise, separar para o início de cada mês o valor que você deseja investir.

Não se frustre caso os valores dos primeiros meses sejam muito baixos. 

Se esforce para aumentá-los aos poucos, conforme cada mês permitir. 

Para exemplificar, suponha que, em Abril você conseguiu separar R$10,00 para investir.

Em Maio, tente analisar o que pode ser descartado da lista de gastos desnecessários e movido para o valor a ser investido.

Se, em Maio, você conseguir reservar R$20,00 para investir, estará melhorando a cada mês, garantindo um rendimento mais alto e lucrativo. 

Conheça aplicações com baixo investimento mínimo

Ainda bem que existem os investimentos de baixo custo!
Ainda bem que existem os investimentos de baixo custo!

É totalmente possível investir a partir de R$1,00 por mês, como veremos a seguir. 

Se você não tem um valor muito alto a investir, não deve considerar isso como uma barreira ou motivo de desânimo. 

Muito pelo contrário, se orgulhe por ter começado mesmo com pouco! Seu “eu” do futuro agradecerá muito. 

Então, confira as opções disponíveis para investir valores baixos.

Tesouro Selic

Começar a investir no Tesouro Selic (fonte: Freepik)
Começar a investir no Tesouro Selic (fonte: Freepik)

Dentro dos modelos de tesouro direto existentes, o Tesouro Selic é o mais indicado para quem está começando a investir.

O tesouro selic nada mais é do que um “empréstimo” que você faz ao Tesouro Nacional, do Governo Federal. 

Você pode investir a partir de R$30,00 e resgatar seus rendimentos quando quiser, sem perder o lucro.

Além disso, o Tesouro Selic é o investimento mais seguro de todos, por ser garantido pelo próprio Governo. 

Em tese, caso o governo entre em colapso financeiro, todas as outras instituições privadas já teriam entrado em colapso primeiro, para que algo de escala nacional acontecesse. 

Por isso, independente do cenário da economia, o rendimento do Tesouro Selic será positivo e, por isso, lucrativo e rentável. 

Existem também outros modelos de investimento dentro do Tesouro Direto, a médio e longo prazo, como Tesouro IPCA + (com juros semestrais ou não), Tesouro Prefixado (com juros semestrais ou não). 

Porém, tais modelos do Tesouro Direto são mais instáveis e, em alguns casos, podem até mesmo trazer prejuízo financeiro. 

Por isso, é preciso escolher com cautela em qual das vertentes disponíveis dentro do Tesouro Direto apostar. 

Conforme já dito, para quem está iniciando, o Tesouro Selic é a melhor das opções existentes. 

Que tal já começar a considerá-lo como uma opção para seus investimentos?

CDB 

Começar a investir em CDB em 2021 (fonte: Freepik)
Começar a investir em CDB em 2021 (fonte: Freepik)

Sendo um investimento em renda fixa privada, o Certificado de Depósito Bancário (CDB) funciona como se você emprestasse dinheiro a uma instituição bancária, que, mais tarde, te pagará os rendimentos. 

Esse é o modo mais “barato” de investimento, uma vez que você pode começar com apenas R$1,00! 

Além disso, por ser protegido pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC), o investimento em CDBs é super seguro. 

É interessante enfatizar que, na maior parte das vezes, instituições bancárias de menor porte permitem uma taxa de rendimento maior em cima do CDB.

Mas, como começar a investir em CDB?
Mas, como começar a investir em CDB? (Fonte: Freepik)
Mas, como começar a investir em CDB? (Fonte: Freepik)

O primeiro passo, para qualquer tipo de investimento que você pretenda fazer, é abrir uma conta em uma corretora de valores. 

Os benefícios e facilidades que elas oferecem ao investir é muito grande. 

Após isso, é preciso que você transfira o dinheiro a ser investido em CDB da sua conta bancária para a da corretora. 

Dentre as opções disponibilizadas na plataforma da sua corretora, encontre a aba de rendas fixas e CDB.

Escolha em qual CDB deseja investir e compre. Assim, você se torna oficialmente um investidor nessa vertente da renda fixa.

Então, a partir de agora, suas desculpas para não investir chegaram ao fim!

Fundos de investimento

Começar a investir em fundos de investimento (fonte: Freepik)
Começar a investir em fundos de investimento (fonte: Freepik)

Diferente das outras opções, são as administradoras que disponibilizam os fundos de investimento por meio da captação de recursos através de cotas. 

Em poucas palavras, eles te permitem investir de modo simples, mas em ativos mais complexos. 

Funciona em conjunto com outras pessoas, onde cada um investe o que pode e a equipe de gestão dos fundos se responsabiliza por tomar ações estratégicas. 

Quanto é preciso para começar a investir em ações?

Começar a investir em ações (fonte: Freepik)
Começar a investir em ações (fonte: Freepik)

Como vimos anteriormente, a bolsa de valores se encaixa com os investidores de perfil agressivo, ou arrojado. 

Mas, nada impede que você conheça, estude e se aprofunde no assunto para quem sabe um dia, quando se sentir mais confiante diante dos diferentes tipos de investimentos existentes, “subir de nível”. 

A boa notícia é que não é necessário muito dinheiro para investir em ações. 

Na verdade, você pode decidir investir apenas alguns centavos, dependendo das ações disponíveis. 

Porém, vale lembrar que quanto menor o investimento, menor o retorno. Em uma estratégia a longo prazo, a compra de ações com valores mais baixos pode ser uma boa pedida. 

Além disso, te permite diversificar a carteira e testar diferentes tipos de investimentos, sem o risco elevado de perder muito dinheiro.

Como funciona o valor mínimo das ações para começar a investir

Valor mínimo para começar a investir em ações (fonte: Freepik)
Valor mínimo para começar a investir em ações (fonte: Freepik)

Para entender sobre o valor mínimo de cada ação, é preciso ter em mente que valores fixos estão fora de cogitação. 

As ações são mais caras, ou mais baratas de acordo com a oferta e demanda da mesma. 

Se uma empresa tem crescido exponencialmente, por exemplo, a demanda por ações dela será maior. Como consequência, o valor de cada ação dessa empresa também aumentará. 

Mas, se a mesma empresa começar a entrar em escândalos, dívidas, e demonstrar aparente queda no valor de mercado, as pessoas que já tem parte nela, por meio de uma ação, buscarão vender a todo custo. 

Porém, mesmo com um preço baixo, talvez ainda não consigam.

É justamente por isso que investir em ações é considerado um investimento arriscado. 

Não há nenhuma garantia de que a empresa em questão terá bom desempenho ou não. 

Outra característica importante a respeito do valor mínimo de cada ação gira em torno dos lotes em que ela é vendida: se será “inteiro”, com as 100 ações padrão, ou em lotes fracionados, por unidades. 

Por isso, é preciso que você pesquise muito antes de decidir investir ou não na bolsa de valores, para que não se exponha a riscos facilmente evitáveis. 

Como aumentar a rentabilidade dos seus investimentos de baixo valor?

Otimizar os resultados depois de começar a investir (fonte: Freepik)
Otimizar os resultados depois de começar a investir (fonte: Freepik)

O maior segredo para aumentar a rentabilidade dos seus investimentos, independente do valor dos mesmos, é distribuir o dinheiro em vários modelos de investimentos, e não todo seu montante em apenas um. 

Assim, se acontecer de um de seus investimentos não render tanto quanto o esperado (ou até mesmo trazer prejuízos), você terá outra fonte de rendimentos para compensar. 

Além disso, fique atento às oportunidades disponíveis no mercado. Para isso, mais uma vez: estude! 

Não existe êxito sem que, antes, você estude o mercado, os tipos de investimento e as metodologias que mais combinam com o seu perfil de investidor. 

Sem esse estudo prévio e auto análise para definir objetivos, metas, prazos e valores, você não terá uma jornada satisfatória no mercado investidor, infelizmente.   

Por isso, uma das melhores maneiras de continuar antenado e de olho nas tendências do mercado, é por meio do nosso site. Lá, você tem a oportunidade de saber o que há de mais novo e lucrativo entre os investimentos financeiros. 

Além disso, busque outras fontes e referências na área, por meio de livros, filmes, vídeos gratuitos no YouTube e até mesmo em cursos pagos. 

Conhecimento nunca é demais, e, ao passo que você conhece o assunto, sua confiança para investir em mais modos e em valores mais altos, será muito maior.

Conclusão

É possível começar a investir mesmo com pouco dinheiro (fonte: Freepik)
É possível começar a investir mesmo com pouco dinheiro (fonte: Freepik)

Viu só como para investir não é preciso ganhar “rios” de dinheiro por mês? Muito pelo contrário, você só conseguirá ganhar quantias expressivas de dinheiro por mês quando começar a investir. 

Os investimentos, diferentemente de apenas “guardar o dinheiro em um cofrinho”, multiplicam os ganhos. 

Se a inflação é a pior inimiga do mercado econômico, investir da maneira correta será, sem dúvidas, o melhor aliado para sua segurança financeira. 

Espero que esse artigo tenha despertado sua curiosidade e vontade de estudar mais sobre investimentos.

Não apenas isso, espero que, depois dessa leitura, você se sinta motivado a agir de verdade. 

Lembre-se que, aqui mesmo no blog, abordamos diversos assuntos dentro do tema “investimentos” que podem te ajudar a conquistar, de uma vez por todas, a sua liberdade financeira. 

O que são os títulos públicos e como investir

Saiba tudo sobre os títulos públicos e comece a montar sua reserva de emergência o quanto antes para ter maior segurança financeira.

Sobre o autor

Carla Molina

Sou a Carla, tenho 19 anos e trabalho como redatora web. Também sou CEO da @carlamolina.marketing, onde presto consultorias e divulgo meus serviços, sempre com uma pitada de bom humor e incentivo. :)

Revisado por

Tathiane Mantovani

Editor(a) sênior

Em Alta

content

Abertura do Imposto de Renda 2022, veja as praticidades

A abertura do Imposto de Renda 2022 deve acontecer no dia 1 de março, então certifique-se de que separou os documentos necessários!

Continue lendo
content

8 melhores investimentos em renda fixa 2021

Quer investir com segurança e com garantias de que terá seu dinheiro de volta? Então, confira os melhores investimentos em renda fixa.

Continue lendo
content

Os melhores cursos gratuitos para sair das dívidas

Confira aqui os melhores cursos gratuitos para sair das dívidas ainda em 2021 e aprenda a administrar melhor seu dinheiro sem sair de casa.

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Conheça o cartão Caixa Internacional

O cartão Caixa Internacional reúne benefícios que vão desde a flexibilidade de pagamento da fatura até a assistência em viagens. Veja aqui!

Continue lendo
content

Beneficiários ou ex-beneficiários do BCP tem direito ao Auxílio Inclusão

Se você é ou já foi beneficiário do BCP nos últimos 5 anos, pode ser que tenha direito ao Auxílio Inclusão do INSS. Confira!

Continue lendo
content

Cartão Le Biscuit fatura: como emitir segunda via

Está com dificuldade em acessar a cartão Le Biscuit fatura? Ela pode ser emitida através do app ou site de forma simples, rápida e prática.

Continue lendo