Finanças

Faça sua reserva de segurança em 2021

E se hoje você perdesse seu emprego ou passasse por alguma situação inesperada, teria como lidar financeiramente com ela? Já fez a sua reserva de segurança para isso? Ainda não? Então esse post é para você! Confira!

Anúncios

por Joyce Viana

Publicado em 23/02/2021

Reserva de emergência

Já fez a reserva de segurança? Como investir e superar a selic? (Imagem: lucrofc)
Já fez a reserva de segurança? Como investir e superar a selic? (Imagem: lucrofc)

Na hora de lidar com situações imprevisíveis, contar com a ajuda de reservas financeiras guardadas se faz necessário. Você já fez a reserva de segurança?

Isso porque, nem todas as pessoas entendem a importância de ter uma reserva de emergência, e daí a necessidade de abordarmos o assunto.

Então, vamos falar um pouco sobre a reserva de emergência, e outras informações úteis para te ajudar a começar a fazer a sua reserva.

Anúncios

O que é uma reserva de segurança?

Já fez a reserva de segurança? (Imagem: suno)
Já fez a reserva de segurança? (Imagem: suno)

Uma reserva de segurança pode ser comparada a um kit de primeiros socorros. Isso porque, nada mais é que uma certa quantia financeira que fica guardada para situações, como o próprio nome diz, de emergência.

Ou seja, a reserva de emergência existe para que você saiba que ela está lá, e se você precisar, poderá contar com ela, mas no fundo, você espera nunca ter de usá-la.

Isso porque, a reserva serve para garantir segurança e tranquilidade financeira para momentos que envolvam gastos que não estavam previstos no orçamento.

Qual a importância da reserva de segurança?

Já fez a reserva de segurança? (Imagem: vocêSA)
Já fez a reserva de segurança? (Imagem: vocêSA)

O fato é que a importância da reserva de segurança se dá pelo fato dela transmitir mais segurança aos investidores em meio a situações inesperadas.

Ou seja, caso ocorra situações que não estavam previstas, como a perda de um emprego, por exemplo, esse investidor poderá contar com a reserva de segurança para se manter pelo período que estiver sem trabalho.

Então, não precisará recorrer a empréstimos bancários e outros modelos de empréstimos, lidando com juros e outros gastos.

Portanto, a reserva serve como uma opção aos investidores que não queiram ter grandes precauções além do necessário em momentos como:

  1. Perda de trabalho;
  2. Morte de um ente querido;
  3. Falência de uma empresa, entre outros.

Isso acontece porque, em momentos como esses, as emoções ficam a flor da pele, e se as finanças ainda não estiverem em dia, as preocupações serão ainda maiores.

Ou seja, a reserva de emergência serve além de tudo, para lidar com questões emocionais.

Anúncios

Como calcular a reserva de emergência?

Já fez a reserva de segurança? (Imagem: midiamax)
Já fez a reserva de segurança? (Imagem: midiamax)

Então, para se calcular os valores da reserva de emergência, alguns critérios deverão ser analisados, como mostraremos a seguir:

Principal provedor da família

Já fez a reserva de segurança? (Imagem: home betta)
Já fez a reserva de segurança? (Imagem: home betta)

Em meio a um contexto familiar, o principal provedor será aquele que supre todos os recursos dessa estrutura.

Isso porque, quanto mais estável for a profissão desse ente familiar, menores serão os valores necessários para a reserva de emergência.

Tempo de profissão do provedor

Já fez a reserva de dinheiro? (Imagem: novoinvestidor)
Já fez a reserva de dinheiro? (Imagem: novoinvestidor)

Na hora de se calcular os valores da reserva, o tempo de profissão do provedor, também é um dos critérios a serem analisados.

Isso porque, quanto menos tempo de trabalho esse provedor tiver, menos estabilidade ele terá, devido ao tempo de trabalho.

Ou seja, quanto mais tempo de trabalho tiver o provedor, menos meses de reserva serão necessários para serem investidos.

O provedor possui dependentes? 

Já fez a reserva de segurança? (Imagem: escoladeinteligencia)
Já fez a reserva de segurança? (Imagem: escoladeinteligencia)

E outro fator que também interfere no cálculo da reserva de emergência, é o fator do provedor possuir dependentes.

Ou seja, se ele possui filhos ou outras pessoas que dependem dele financeiramente.

Isso porque, se isso ocorrer, os valores da reserva de emergência também precisam ser maiores, assim como, o período de investimento desses valores.

Portanto, no momento de se calcular a reserva de emergência, é importante prestar atenção na quantidade de pessoas que irão precisar dela, caso alguma situação não prevista venha a acontecer.

Mas como acontece realmente o cálculo da reserva?

Já fez a reserva de segurança? (Imagem:comoinvestir)
Já fez a reserva de segurança? (Imagem:comoinvestir)

Para se fazer o cálculo da reserva de emergência, é necessário calcular o seu custo de vida durante 06 meses.

Importante citar que não é o salário, mas, sim o custo de vida, daí a importância de se fazer um orçamento detalhado das suas receitas e despesas.

Isso porque, a partir do orçamento, você poderá saber quanto você gasta todos os meses, com custos fixos, como luz, aluguel e água.

E, assim como, com gastos variáveis, extras, com gastos supérfluos, todos os seus gastos do mês deverão ser anotados.

Então, se você ganha R$5000 (cinco mil) reais, e gasta R$4000 (quatro mil) reais, então o seu cálculo será de: 4×6 meses = R$24000 (vinte e quatro mil) reais, é o valor da sua reserva.

Ou seja, é um cálculo simples e básico que pode ser feito por qualquer pessoa, mesmo sem conhecimentos em educação financeira.

Como fazer uma reserva de segurança em 2021?

Já fez a reserva de segurança? (Imagem: homebetta)
Já fez a reserva de segurança? (Imagem: homebetta)

Então, vamos ao passo a passo para se fazer uma reserva de segurança. Confira!

Escolha o tamanho da sua reserva

Já fez a reserva de segurança? (Imagem: kangu)
Já fez a reserva de segurança? (Imagem: kangu)

Então, para dar início a sua reserva, antes de mais nada, deve-se escolher quais serão os valores investidos.

Para isso, de início, você precisa saber qual é o seu custo de vida, ou seja, sua receita e quais são suas despesas.

Em seguida, será necessário definir quanto você precisa investir, para ter segurança, caso algo inesperado ocorra no meio do caminho.

Outra questão importante, é quanto maior o tempo, mais segurança e maiores serão os valores a serem retirados da sua reserva de emergência.

Estipule prazos

Já fez a reserva de segurança? (Imagem: jornalcontábil)
Já fez a reserva de segurança? (Imagem: jornalcontábil)

Depois de ter definido os valores que serão investidos na sua reserva, você precisará estabelecer os prazos para que eles possam ser resgatados.

Então, se você der início hoje a sua reserva, delimite, por exemplo, resgatá-la em até cinco anos

Corte gastos extras

Já fez a reserva de segurança? (Imagem: blogbrasil)
Já fez a reserva de segurança? (Imagem: blogbrasil)

Outra atitude que deve ser tomada no momento de se montar sua reserva, é o corte de tudo aquilo que for desnecessário ao seu orçamento.

Isso porque, na hora de se fazer uma reserva, é preciso buscar segurança e inteligência financeira.

Então, evitar gastos como compras extras, assinaturas desnecessárias, entre outros gastos, permite com que a reserva também aumente, já que você poderá redirecionar os valores para usar o dinheiro com sabedoria.

Cumpra os prazos

Já fez a reserva de segurança? (Imagem: folhadomate)
Já fez a reserva de segurança? (Imagem: folhadomate)

O fato é que para se estabelecer a reserva, também é preciso cumprir os prazos que foram estipulados.

Então, antes de se criar metas, pense se você poderá cumpri-las, nos prazos acordados.

Onde aplicar a reserva de emergência?

Já fez a reserva de segurança? (Imagem: empreenderdinheiro)
Já fez a reserva de segurança? (Imagem: empreenderdinheiro)

A reserva de segurança deverá ser aplicada em produtos que possuam baixos riscos de investimentos, assim como, possam ser resgatados de imediato, se houver necessidade.

Isso porque, a reserva não é feita para se ter altos ganhos financeiros, mas, sim como forma de proteger os valores investidos dos índices inflacionários.

Portanto, com as altas de juros que encontramos hoje no Brasil, não vale a pena deixar valores na poupança, mas, sim no Tesouro Selic.

Pois, apesar dos impostos de renda, podendo ser de um ou de seis meses, os valores no tesouro Selic sempre irão render mais.

E, além disso, pelo Tesouro Selic, além da segurança, dá para programar os investimentos.

Ou seja, se a partir de hoje, você decidir investir todos os meses determinado valor para se ter a sua reserva ideal, poderá programar os investimentos no Tesouro direto, sem precisar fazer manualmente.

Outra dica, é que uma das maiores recomendações é se fazer uma reserva de emergência por pelo menos três meses no seu banco de origem, em aplicações de baixos riscos e resgates simples.

E, outra alternativa, são os CDBs de liquidez diária, são os Fundos de Investimentos de liquidez diária.

Pois, a liquidez diária é a capacidade que aquele dinheiro tem de sair rapidamente daquela aplicação.

Ou seja, se você precisar daqueles valores em uma situação de emergência, deverá ser fácil de retirar.

O que acontece se a reserva não for feita da forma correta?

Já fez a reserva de segurança? (Imagem:  vexter)
Já fez a reserva de segurança? (Imagem:  vexter)

Na hora de se fazer uma reserva de emergência, todos os critérios devem ser observados.

Isso porque, caso você faça uma reserva como uma pessoa solteira, e se case no meio do caminho, certamente os valores precisarão ser aumentados.

E, se você não o fizer, e alguma situação inesperada ocorrer, não terá os valores suficientes para lidar com ela.

Então, antes de se fazer uma reserva, pense em todos os critérios, e também no fato de que, se mudanças na estrutura familiar acontecerem, a reserva também precisará mudar.

Portanto, a reserva de segurança é importante para lidar com mudanças que não estavam previstas.

Quando usar a sua reserva de emergência?

Já fez a reserva de segurança? (Imagem:  redebrasil)
Já fez a reserva de segurança? (Imagem:  redebrasil)

Para entender melhor sobre como usar a reserva, vamos te fazer algumas perguntas:

  1. Fazer compras de roupas, é emergência?
  2. Ir a um restaurante caro, é uma emergência?
  3. Fazer uma viagem, é emergência?
  4. Comprar tênis de luxo, é emergência?

Se você respondeu SIM, para algumas dessas perguntas, então você não sabe o que é emergência.

Contudo, todas as situações não programadas, criticas, fortuitas, graves, perigosas, desastrosas que acontecerem na sua vida, seja na área financeira, da saúde, de trabalho, é considerada emergência.

Ou seja, qualquer situação prevista e já esperada, não é emergência.

Portanto, os valores investidos na reserva, só podem ser usados para questões relacionados a emergência, ou seja, tirando situações de desastres na sua vida, ela será INTOCÁVEL!

Como controlar os gastos da reserva de emergência?

Já fez a reserva de segurança? (Imagem:  CDL)
Já fez a reserva de segurança? (Imagem:  CDL)

Então, você já sabe tudo sobre reserva de emergência, mas é um comprador impulsivo, e não sabe como reverter este quadro?

Separamos três dicas básicas para te ajudar a lidar melhor com o descontrola na hora das compras. Confira!

Não confie em você

Já fez a reserva de segurança? (Imagem: corpbusiness)
Já fez a reserva de segurança? (Imagem: corpbusiness)

Infelizmente, essa é a nossa primeira dica: Não confiar em você mesmo!

Isso porque, os impulsos são decorrentes das nossas emoções e sentimentos, daí o motivo porque costumamos gastar com coisas desnecessárias e depois nos arrependemos.

Então, procure guardar a sua reserva em locais onde se torna mais difícil de se retirar os valores, por exemplo, CDB, LCDI, LCA, Tesouro Selic.

Peça ajuda

Já fez a reserva de segurança? (Imagem:  guiainvest)
Já fez a reserva de segurança? (Imagem:  guiainvest)

Se você é daquelas pessoas que não conseguem se controlar com gastos desnecessários, não há vergonha alguma em pedir ajuda.

Então, peça ajuda para pessoas da sua confiança, para que você consiga levar o seu propósito adiante.

Por exemplo, você pode pedir para um amigo, namorado ou familiar lhe lembrar do seu propósito, sempre que você pensar em fazer gastos desnecessários.

E, por falar em propósito, é sobre ele que falaremos no próximo tópico, o propósito, e a sua importância dentro de um orçamento financeiro.

Saiba o seu propósito

Já fez a reserva de segurança? (Imagem:  wendellcarvalho)
Já fez a reserva de segurança? (Imagem:  wendellcarvalho)

Essa é a nossa última, mas, é a mais importante: saber o seu propósito com a reserva de emergência.

Pois, se você tiver um propósito delimitado e certo, sempre que pensar em compras coisas desnecessárias, a razão pelo qual você está guardando dinheiro, falará mais alto.

Em contrapartida, senão houver um propósito que faça sentido para você, o descontrola nas compras sempre terá mais voz.

Portanto, saiba o seu proposito para ter uma reserva de emergência, ou nada do que falamos, fará sentido!

Para conhecer um pouco mais sobre o nosso site, continue a ler também os outros artigos relacionados!

Sobre o autor  /  Joyce Viana

Graduada em Direito pela PUC Minas. Pós Graduada em Direito Penal pela Faculdade Legale. Graduanda em Jornalismo pela Uninter. É produtora de conteúdo para diversos nichos, desde receitas e finanças, até beleza e saúde. Desde criança, fez da escrita sua melhor amiga, e nunca mais parou!

Revisado por

Tathiane Mantovani

Editor(a) sênior

Em Alta

content

O que é anuidade diferenciada?

Ao adquirir um cartão, o usuário deverá pagar algumas taxas para mantê-lo funcionando. Hoje explicaremos uma delas, a anuidade diferenciada. Confira!

Continue lendo
content

Preciso de dinheiro: o que fazer?

Preciso de dinheiro! E agora? O que fazer? Separamos algumas dicas para aumentar o seu orçamento mensal. Quer saber quais são? Confira aqui.

Continue lendo
content

Após boatos sobre a sua participação no BBB22, Tiago Abravanel confirma que não fará parte do programa

Um dos nomes mais esperados para integrar o elenco do Camarote, Tiago Abravanel garante que não é um dos confinados do BBB22.

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Conheça o aplicativo para grávida Alô Mamãe

O Alô Mamãe é um app de gravidez criativo, pois simula recados do próprio bebê de forma fofa, divertida e recheada de amor. Saiba mais aqui.

Continue lendo
content

Empréstimo consignado Eu quero grana: o que é o Eu quero grana?

Veja aqui quais são as vantagens e características do empréstimo consignado Eu quero grana e veja se você pode pedir para si.

Continue lendo