Investimentos

Como abrir conta na corretora de investimentos Ágora

Para abrir uma conta na corretora de investimentos Ágora, você precisa acessar o site e preencher um formulário. Saiba como fazer isso aqui!

Anúncios

A partir de R$1 você já pode investir na corretora de investimentos Ágora

Logo da Ágora Investimentos. Fonte: Ágora.
Logo da Ágora Investimentos. Fonte: Ágora.

Com a corretora de investimentos Ágora você pode, por exemplo, investir em títulos públicos, CDBs, ações, FIIs e ETFs. Além disso, tem mais de 900 opções de investimentos te esperando.

Por isso, aproveite que está aqui e confira conosco o passo a passo para ter sua conta e começar a investir.

card

Investimentos

Ágora

Online Ótimos ativos

Todos os tipos de investimentos com três meses de corretagem gratuitos.

Você será redirecionado para outro site

Anúncios

Abrir conta online

Abra sua conta pelo site. Fonte: Pexels.
Abra sua conta pelo site. Fonte: Pexels.

Para que você tenha uma conta na corretora de investimentos Ágora, pode seguir o passo a passo detalhado abaixo.

  • Em primeiro lugar, acesse o site e clique em ‘Abra sua conta”;
  • Em seguida, preencha os 5 passos com suas informações e aguarde o e-mail da Ágora;
  • Depois que receber o e-mail, confirme sua identidade e preencha o seu perfil de investidor;
  • Por fim, é só transferir dinheiro para a conta e começar a investir.

Abrir conta via telefone

Mesmo que não seja possível abrir uma conta na corretora Ágora, se você quer fazer seus investimentos por lá, pode tirar suas dúvidas nos canais de apoio. Nesse sentido, os números de suporte são:

  • 4004 8282 para capitais;
  • 0800 724 8282 para outras regiões.

Além disso, o atendimento é de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h.

Anúncios

Abrir conta pelo aplicativo

Para abrir conta na corretora Ágora, o melhor mesmo é usar o site, mas, para acompanhar seus investimentos de perto, pode usar o aplicativo tranquilamente.

Nele, você confere, por exemplo, o mercado em tempo real, como estão seus ativos, saldo e extrato na corretora, entre outras coisas.

Corretora de investimentos ModalMais ou corretora de investimentos Ágora: qual escolher?

Então, qual prefere: Ágora ou ModalMais? Fonte: Senhor Finanças / Ágora / ModalMais.
Então, qual prefere: Ágora ou ModalMais? Fonte: Senhor Finanças / Ágora / ModalMais.

Por fim, antes de abrir sua conta, vale a pena dar uma olhada em outros serviços parecidos com o da Ágora.

Nesse sentido, aproveite para conferir na tabela abaixo as principais características da corretora ModalMais.

Além disso, compare as duas e escolha a que tiver as melhores vantagens.

CorretoraModalMaisÁgora
Taxa de corretagem R$1,99 por ordem executadaIsenta por três meses
Relação Risco x RetornoRenda fixa com risco de pequeno a moderado e menor retorno. E renda variável com maior risco e maior retornoInvestimentos de risco baixo ou moderado e com pouco retorno no caso da renda fixa. Já na renda variável, investimentos com risco alto e com maior retorno
Custos adicionaisTaxas para investir em mini contratos, mercado futuro, entre outrosTaxa para Day Trade e operações na mesa
Investimentos disponíveisAtivos de renda fixa e renda variávelAtivos de renda fixa e renda variável
VantagensSem taxa de custódia, muitas opções de investimentosMuitas opções de investimentos, cursos gratuitos para começar a investir
Então, qual você acha melhor?

Passo a passo para investir com a ModalMais

Confira como investir na ModalMais e aproveitar a ausência de taxa de custódia. Além disso, a casa de investimento oferece muitos ativos para você investir.

Sobre o autor

Fernanda Weber

Produtora de conteúdos digitais e redatora web com formação na área de Letras. Atua com produção de conteúdos sobre educação financeira e deseja levar seus conhecimentos práticos para mais pessoas e assim ajudá-las a lidar melhor com seu dinheiro.

Em Alta

content

8 opções de cartão de crédito com score baixo

Conheça 8 opções de cartão de crédito com score baixo para você e escolha o que é melhor para o seu perfil e suas necessidades financeiras.

Continue lendo
content

Como investir em commodities em 2022

Investir em commodities é uma alternativa para quem quer diversificar a carteira. Para começar você pode investir em ações. Saiba mais aqui.

Continue lendo
content

Conheça o Crédito Imobiliário Santander

crédito imobiliário santander: como funciona e vale a pena? Pois para saber, confira nossa série de informações sobre esse financiamento

Continue lendo

Investimentos

Proventos: o que são e como funcionam

Os proventos são uma forma de a empresa ou fundo remunerar seus acionistas e os principais tipos são os dividendos e o JCP. Saiba mais aqui!

Descubra as diferentes maneiras que seu dinheiro trabalha

Se você tem algumas ações ou fundos imobiliários é provável que já recebeu algum tipo de lucro por esses ativos. Então esses “lucros” ou benefícios são os proventos que as empresas de capital aberto e todos os fundos são obrigados a distribuir.

Em suma, os proventos são uma forma que as empresas e os fundos possuem para te “agradecer” por investir nelas. Ou seja, é uma retribuição em dinheiro ou em cotas que você recebe por ter “apostado” no ativo.

Afinal, não é apenas com a valorização do preço que uma empresa vive!

Então, que tal conhecer os principais tipos de remuneração que um sócio pode ter e entender como esse sistema funciona? Para isso, é só continuar a leitura.

O que são proventos?

Sabe aquela expressão “Faça o dinheiro trabalhar para você”. Então, se uma empresa ou fundo que você investe distribui os lucros entre os acionistas, é como se o seu dinheiro estivesse trabalhando para você.

Pois bem, assim sendo, os proventos são um tipo de remuneração dada aos acionistas de uma empresa de capital aberto ou, então, aos cotistas de um fundo. 

Esse benefício pode ser em forma de dinheiro ou em forma de ações e cotas a mais para os acionistas.

Além disso, o valor costuma ser proporcional ao aplicado no ativo.

Por exemplo, se uma empresa distribui em um mês R$0,10 centavos por ação, quem tem 10 ações receberá R$1 enquanto que, quem tem 1000 ações recebe o valor de R$100.

Como funcionam os proventos?

Em suma, os proventos funcionam como uma forma de entregar aos acionistas um benefício fiscal por apostar na empresa ou fundo.

Para isso, é feita a distribuição dos lucros (lucro líquido, como nos dividendos) ou, ainda, como recurso para diminuir a tributação (para os Juros sobre Capital Próprio).

Mas, por que uma empresa distribuiria seu lucro?

Simplesmente porque o propósito de uma empresa de capital aberto, listada na bolsa, é remunerar os sócios de acordo com o desempenho alcançado e pelo que consta no estatuto da empresa.

Além do estatuto, as assembléias ordinárias ditam a aprovação ou não das contas da empresa e delimitam o valor distribuído por cada cota.

Ademais, as empresas não adotam a mesma maneira de dividir os lucros. Algumas fazem isso todos os meses, outras a cada 3 ou 6 meses e, ainda, tem aquelas que remuneram uma vez por ano.

No entanto, a frequência não determina qual ação paga mais do que a outra. Para saber isso, outros indicadores são mais importantes, mas, isso é assunto para outro dia.

Quais são os tipos de proventos?

Agora que já entendemos o que são e como funcionam os proventos, é o momento de conhecer os principais tipos. Nesse caso, podemos destacar os descritos abaixo.

  • Dividendos;
  • Juros Sobre Capital Próprio (JCP);
  • Bonificação;
  • Direito de Subscrição.

Falaremos sobre cada um deles em seguida, confira!

Dividendos

Os dividendos são proventos que vem do lucro líquido das empresas. Assim sendo, parte do lucro que um fundo ou empresa realiza é dividido entre os “donos”, ou seja, entre quem possui cotas e ações.

Em relação às empresas, não há uma lei sobre qual a porcentagem ideal. No entanto, esses valores giram em torno de 25%, sendo que esse valor você pode conferir no estatuto da empresa.

Para os FIIs, o valor obrigatório é de 95%, afinal, praticamente todo o lucro precisa ser distribuído entre os cotistas.

Além disso, os dividendos são isentos de Imposto de Renda e as empresas definem de quanto em quanto tempo farão a distribuição.

Juros Sobre Capital Próprio (JCP)

Assim como os dividendos, os juros sobre capital próprio também são uma forma de distribuição dos lucros das empresas de capital aberto entre seus acionistas.

No entanto, na sua essência, esses dois proventos são diferentes.

Isso porque, os JCP não vêm diretamente do lucro líquido e sim, aparecem nos demonstrativos financeiros como uma despesa da empresa.

Mas, como assim?

Em resumo, quando a empresa prevê que terá lucro, ela inclui em suas despesas um percentual para remunerar seus acionistas em forma de juros por cada cota.

Com isso, ela aumenta as despesas previstas e diminui os lucros no final. Isso traz um benefício fiscal, pois diminui a tributação sobre o lucro.

Ademais, sobre os JCP você precisa pagar IR de 15% que ficam retidos na fonte.

Bonificação

Nesse tipo de provento, uma empresa que acumulou capital usa essa reserva financeira para distribuir bonificação entre os acionistas.

Essa remuneração pode ser em forma de novas ações ou em forma de dinheiro mesmo.

Além disso, sempre será proporcional ao número de ações que cada acionista possui.

Direito de subscrição

Apesar de não ser uma forma de remuneração direta, o direito de subscrição também é um dos tipos de proventos.

Nesse caso, quando uma empresa quer captar mais recursos, ela pode emitir ações e dá preferência aos atuais cotistas para comprar as novas cotas.

Com isso, os acionistas podem exercer ou não o direito de subscrição. Se optar por fazer a compra, geralmente essas novas ações estão com um preço menor do que o do mercado da bolsa. Isso gera um lucro.

Agora, se optar por não comprar, pode negociar na bolsa de valores a venda do direito de subscrição. Ou seja, tem mais uma forma de ganhar dinheiro.

Por fim, vale lembrar que a maioria das empresas não costuma fazer novas emissões de ações. No entanto, essa prática é bem comum nos FIIs porque é a única forma deles arrecadarem dinheiro.

Quer saber mais sobre os FIIs? Então, confira o conteúdo especial que nossa equipe preparou:

Fundos imobiliários: como funcionam?

Os fundos imobiliários reúnem diversos tipos de imóveis num único fundo para que os cotistas possam investir e lucrar com a distribuição de proventos. Conheça!

Como ocorre o pagamento de proventos?

Para entender quando o pagamento dos proventos entra na sua conta na corretora de valores, dois conceitos são importantes:

  • Data Ex-dividendo: quem compra a ação ou cota do fundo até esse dia, tem direito de receber o provento;
  • Data Com: dia em que o provento entra na sua conta. 

Por exemplo, se uma empresa coloca a Data Ex como 09 de dezembro, quem tem a ação neste dia, pode receber o dividendo, JCP ou outro. Se quiser vender a ação no outro dia, ainda assim tem direito a receber o lucro na Data Com (quando ocorre o pagamento.).

Se você quer aproveitar para entender outros conceitos relacionados a investimentos, aproveite para conferir nosso glossário:

Glossário do mercado financeiro

Aprenda quais são os principais conceitos do mercado financeiro para que invista sabendo o que faz. Vamos explicar o que é um CDB, o que é o FGC, custódia, IPCA e mais.

Você também pode gostar

content

Conheça o MIT Itaucard Platinum

Conheça as características gerais do MIT Itaucard Platinum, assim como suas vantagens e benefícios da categoria Platinum.

Continue lendo
content

Como solicitar cartão Santander Universitário SX

O cartão Santander Universitário SX é de fácil aprovação e sem necessidade comprovação de renda. Quer solicitar ele? Então, acompanhe aqui.

Continue lendo
content

Conheça o financiamento Santander

Você conhece o financiamento Santander? Ele pode ser uma ótima opção para você comprar o seu imóvel. Leia este post e saiba mais!

Continue lendo