Finanças

O que fazer para ter renda própria?

Conheça formas criativas e sem sair de casa para ter renda própria, assim como mais de 4,5 milhões de brasileiros já fazem todos os dias.

Anúncios

Mais de 38% da população adulta do país está envolvida em uma atividade empreendedora, segundo pesquisa da GEM.

De fato, ao longo da última década esse número só cresceu e tende a crescer ainda mais.

Optar por ser um microempreendedor individual e trabalhar na internet para fazer renda própria é uma ótima alternativa para ganhar mais dinheiro, ter qualidade de vida e uma jornada de trabalho mais saudável e flexível.

Ser livre para gerar a própria renda, ter mais horas de sono, trabalhar por entregas e não ter que cumprir um horário pré-estabelecido já é a realidade de muita gente no Brasil.

Não viver apenas para quitar os boletos é um sonho de muita gente.

E, felizmente, utilizando a tecnologia como aliada é possível ser o dono da própria vida e conquistar a liberdade financeira, sem ter um trabalho convencionada ou em uma jornada de oito horas diárias. 

Se você quer trabalhar em casa, pela internet e gerar renda própria esse é o texto para você.

Abaixo iremos te apresentar algumas opções. Siga adiante!

 

O que fazer para ter renda própria?

Anúncios

Como você deseja gerar renda própria?

Primeiramente, antes de trabalhar em casa e investir em uma nova carreira, você precisa descobrir o que quer fazer.

Para isso, pergunte-se o seguinte: qual são suas habilidades? Com o que você gosta de trabalhar? De que forma pode utilizar essas habilidades em uma atividade pela internet?

Realize um brainstorm, crie um mapa mental e faça uma análise o que escreveu.

Não pense, apenas anote. Sem julgamentos!

Qualquer habilidade conta.

Você é bom em fazer montagens de fotos?

Tem habilidades culinárias?

Sabe falar algum outro idioma ou editar vídeos?

É bom na arte da escrita ou com artesanato?

Ademais, você também pode contar com sua própria experiência profissional em um trabalho convencional.

Afinal, se você tinha um trabalho administrativo, pode utilizar esse conhecimento para operar como uma assistente virtual.

A demanda por esse tipo de profissional está aumentando exponencialmente, principalmente por conta da transformação digital.  

Assim, depois de analisar todas as suas habilidades é hora de realizar uma busca sobre carreiras online disponíveis na internet.

Confira sites como o Workana, 99freelas, fiverr, Upwork e também oportunidades de trabalho remoto no LinkedIn para entender o cenário digital. 

São diversas plataformas especializadas em trabalho para freelancers.

Ademais, há uma imensa gama de atividades que você pode realizar como: escrita, revisão e edição de textos, edição de vídeos, design e ilustração, gestão de mídias sociais, dentre muitas outras demandas. 

Além disso, você pode criar sua própria empresa ou ter uma franquia em que você pode trabalhar da própria casa, com baixo custo.

Por que e como trabalhar de casa para ter renda própria?

Por que e como trabalhar de casa para ter renda própria?

Não, trabalhar de casa para ter renda própria não é ficar o dia inteiro com os pés para cima e sentado no sofá, conforme a foto acima.

Embora, em algum momento, você possa trabalhar assim. 

É importante pensar em sua postura também e na ergonomia.

Por isso, lembre-se de manter um ambiente apropriado para trabalhar em casa.

Tenha uma mesa e cadeira adequados. Invista em um apoio para punhos e para os pés.

Ademais, não deixe de lado a formalização com a abertura de um MEI, por exemplo, e de uma conta para realizar as transações.

Uma boa opção é um banco digital, ou carteiras digitais, como o Pagseguro ou PayPal.

Muitas pessoas estão migrando para o trabalho remoto porque estão insatisfeitas com o rumo que sua carreira tomou ou por perder tempo no trânsito, em cumprir horário quando não há demandas ou porque desejam se aventurar no mundo do empreendedorismo. 

Diversas novas profissionais surgiram na última década e com a transformação digital, conforme mencionamos, novas demandas surgem a todo momento.

Há espaço tanto para profissões tradicionais como para atividades completamente diferentes. 

Conheça algumas das opções a seguir. Acompanhe!

E-commerce

Anúncios

E-commerce

Primeiramente, se você deseja vender produtos próprios, o e-commerce e a escolha para você.

Apostar em vender produtos personalizados pela internet por meio de uma plataforma própria te dá credibilidade.

Ademais, facilita as transações de pagamento e você pode divulgar seus produtos da forma que desejar.

Quem trabalha com moda, artesanato, serviços de assinatura (como vinhos), ter um e-commerce é uma ótima alternativa de ter renda própria.

Mesmo que você ainda não saiba com o que quer trabalhar, pode estudar mais sobre mercados que estão em alta e iniciar o seu e-commerce.

Blog especializado

Blog especializado

Se você é bom com as palavras e gosta de um assunto em específico, ter um blog especializado é uma boa opção.

Assim, basta você adquirir um domínio e um template e começar a escrever. Pode ser sobre decoração, filmes ou vinhos.

Contudo, lembre-se de estudar sobre técnicas de otimização do seu blog e textos para os buscadores e também sobre a linguagem para internet.

Ademais, você também pode utilizar o Adsense para ganhar por meio do número de visitas ao seu blog. Além de anúncios pagos.

Escrita de e-books

Escrita de e-books

Uma boa alternativa para gerar a própria renda é escrevendo um e-book. Você só precisará de um bom diagramador e revisor para deixar o seu produto pronto para venda.

Compartilhe o seu conhecimento com outras pessoas por meio da escrita.

Pode ser sobre jardinagem, carros, fotografia, culinária… As possibiliades são diversas!

Assim, depois de ter o e-book pronto, você pode vender por meio da Amazon, Kobo, Google Play.

Ademais, também pode utilizar a Homart, usufrindo do Marketing de Afiliados para expandir sua divulgação.

Criação e venda de cursos online

Criação e venda de cursos online

Se você é produtor de conteúdo, escritor, professor ou qualquer tipo de profissional que tem algum conhecimento específico para ensinar, a criação de cursos online é uma boa opção para você.

Você pode criar um curso em formato de vídeo e vendê-lo em plataformas como a Hotmart e Udemy.

A cada venda, você ganhará um valor (deixando uma pequena porcentagem para a plataforma escolhida).

Ou seja, você passará a vender os cursos online.

Ademais, é possível contar com o marketing de afiliados e ter outras pessoas divulgando o seu curso também, aumentando as chances de conquistar novos alunos.

Marketing de afiliados

Marketing de afiliados

Uma das alternativas para gerar a própria renda que mais tem ganhado destaque é o Marketing de Afiliados.

Basicamente, você irá afiliar-se a cursos e produtos por meio de plataformas como Hotmart, Eduzz e Méliuz que tenham a ver com o seu perfil.

Se você gosta de moda e beleza, pode afiliar-se a cursos que ensinam como fazer sobrancelhas, micropigmentação, etc.

Além disso, se é interessado pelo mercado financeiro, existem diversos cursos sobre como começar a investir ou aprender mais sobre ações.

Assim, depois de afiliar-se, você terá um link que poderá divulgar para todos os seus amigos e familiares.

E, a cada compra, você recebe uma comissão.

A melhor parte é que pode utilizar anúncios pagos para aumentar o alcance da sua divulgação, fazendo a internet trabalhar ao seu favor.

Aulas online

Aulas online

Foi professor da forma convencional? Você pode migrar seu talento para a internet.

Utilize ferramentas como o Skype ou Zoom para dar aulas online para seus antigos alunos.

Por meio de anúncios, você pode conquistar novos alunos também.

Ademais, para quem ensina idiomas, você pode entrar em plataformas especializadas em intermediar a oferta e a demanda, como o iTalki.

Lá você encontra pessoas que precisam aprender os mais diversos idiomas (até mesmo português!) e, ainda por cima, receber em dólar!

Além disso, você pode investir em ensinar como utilizar redes sociais ou outros programas para pessoas da terceira idade, por exemplo.

Gestão de mídias sociais

Gestão de mídias sociais

A demanda por profissionais que são capazes de trabalhar com edição de imagens e produção de conteúdo para mídias sociais aumento muito durante a pandemia.

Se você não é muito bom com isso, não tem problema!

Existem diversos cursos gratuitos ou por baixo custo para você aprender mais sobre isso e se especializar nessa nova profissão.

Assim, é possível utilizar o Canva com imagens pré-formatadas e fazer cursos de Marketing de Conteúdo gratuitos para entender melhor sobre a linguagem para redes sociais.

Comece atendendo amigos e conhecidos, crie seu portfólio e expanda sua clientela.

Ademais, se você já for um profissional com experiência em criação de imagens, ilustração e gestão de mídias sociais, basta procurar por essas demandas nas plataformas especializadas em trabalhos freelancers.

Consultoria e mentoria

Consultoria e mentoria

Se você vem do mundo corporativo mais cansou das longas horas e uma jornada de trabalho exaustivo, também é possível se aventurar pela internet.

Diversos empreendedoras estão investindo em realizar consultoria online.

Utilize o LinkedIn para realizar networking pela internet e por meio da produção de conteúdo, mostre suas habilidades e consiga oportunidades de clientes.

Ademais, você também pode apostar em mentorias. Sabe escrever bem?

Uma dica é auxiliar vestibulandos a escrever uma boa redação, mas ao invés de aulas online, você pode oferecer uma mentoria individual por um valor mais elevado, diminuindo o esforço necessário para conquistar clientes e personalizando o atendimento e experiência.

Trabalho artesanal e produção de alimentos

Trabalho artesanal e produção de alimentos

Se você é habilidoso com atividades manuais, essa é a sua hora.

Muitos tem apostado em plataformas como Olist e Elo7 para mostrar suas obras e conseguir renda própria.

Desde caudas de sereia que servem como cobertor a Amigirumi, uma técnica japonesa que serve para criar pequenos bonecos feitos de crochê ou tricô, tem espaço para todo mundo.

Ademais, você também pode investir em vender produtos feitos de metal, reciclado, porcelana, etc.

Diversas pessoas procuram plataformas online para encomendar lembrancinhas de aniversário, casamento, boas, formatura, etc.

Ademais, você também pode apostar na produção de alimentos e vender pelas redes sociais.

Por meio de anúncios, você consegue expandir sua região de atendimento e utilizar o serviço de motoboy da Loggi.

Você nem precisará sair de casa para realizar a entrega!

Pensando um pouco fora da caixa é possível utilizar a tecnologia como aliada até mesmo para atividades tão “simples” como vender docinhos.

Conforme mencionamos, toda habilidade pode ser utilizada para trabalhar pela internet.

O mercado tem procurado cada vez mais por produtos personalizados, únicos e sustentáveis.

Revenda de produtos online

Revenda de produtos online

Você não precisa ter uma estrutura de e-commerce para vender produtos online, nem mesmo sua própria linha.

Faça uma conta no Instagram e comece a revender produtos online.

Existem diversas marcas de cosméticos, por exemplo, que procuram por revendedoras. Você pode tanto vender para os amigos, como pela internet.

A melhor parte é que não precisa ter um estoque.

Primeiramente, você coloca fotos com uma boa edição de imagem em sua conta mostrando seus produtos, que podem ser fotos pré-prontas das marcas que você decidiu vender.

Depois, crie um link para pagamento pelo Pagseguro, por exemplo, e então, apenas após o pagamento, você pode encomendar o produto.

Ou então, você pode trabalhar com consignação ou um pequeno estoque.

É cabeleireira? Você pode investir em revender produtos que utiliza em seu salão de beleza pela internet, por exemplo.

E, se quiser apostar no meio tradicional, pode revender produtos Avon, Mary Kay, Natura, etc., mas pela internet também.

Aumente suas chances de ser encontrado por meio de anúncios nas redes sociais.

Economia compartilhada

Economia compartilhada

Investir na economia do compartilhamento é uma ótima forma de conquistar sua própria renda.

Você pode alugar aquele quartinho da bagunça, transformando-o em uma espécie de quarto de hóspedes.

Os filhos deixaram o nicho? Aproveite para acomodar viajantes de férias ou a trabalho.

A melhor forma de alugar o espaço é por meio do AirBnb, que você provavelmente já deve ter ouvido falar.

Para alugar seu espaço por um bom preço, aposte em uma cama confortável, um pequeno armário e quem sabe até uma mesa e uma cadeira de escritório para quem está viajando a trabalho, ou é nômade digital.

Ademais, você também pode trabalhar gerenciando os espaços de outras pessoas quem tem locais para alugar.

Você será responsável por fazer o check-in e check-out dos hóspedes, bem como contratar a limpeza, averiguar o local.

Normalmente, a maior parte desse processo é feita online.

Assim, não haverá muito deslocamento da sua casa e você ainda poderá trabalhar com algum outro projeto ao mesmo tempo, ganhando mais dinheiro.

Agora que você conheceu algumas formas de ter renda própria sem nem mesmo precisar sair de casa, saiba como organizar suas finanças pessoais e fazer seu dinheiro render ainda mais. Clique no botão abaixo.

Em Alta

content

7 dicas para cuidar melhor do dinheiro em 2021

cuidar melhor do dinheiro pode ser o seu sonho. Mas você sabe como se organizar para isso? Então confira nosso post com dicas ótimas.

Continue lendo
content

Conheça o cartão Superdigital Internacional

Você conhece o cartão Superdigital Internacional? Ele oferece muitos benefícios. Quer saber quais? Então, leia este post e confira!

Continue lendo
content

7 serviços da Serasa que você provavelmente não conhece

Serviços da Serasa online podem ser uma ótima ajuda para organizar de vez sua vida financeira. Clique e saiba mais sobre isso aqui!

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Governo anuncia a concessão do benefício Auxílio Brasil a um novo grupo de brasileiros

O Governo Federal anunciou a inclusão de um grupo prioritário em seu programa social, e agora gestantes também recebem o Auxílio Brasil.

Continue lendo
content

Conta Nubank ou Digi+: qual a melhor conta digital?

Quer escolher uma boa conta digital para gerenciar a sua vida financeira? Conheça a conta Nubank ou Digi+ e veja qual mais combina com você.

Continue lendo
content

Cartão Ourocard pré-pago: como funciona

O cartão Ourocard pré-pago não exige renda mínima e oferece benefícios, como isenção de anuidade e programa Vai de Visa. Conheça mais detalhes aqui!

Continue lendo