Educação financeira

Como quitar dívida cartão de crédito

Quer sair do vermelho antes de terminar o ano? Confira nossas dicas para quitar dívida de cartão de crédito.

Por

Maria Eduarda 

| Publicado em

ANÚNCIOS

Dívida cartão de crédito

A CNC realizou uma pesquisa em junho de 2020 e, com relação aos tipos de dívida do brasileiros, o cartão de crédito continua como o mais citados pelas famílias sendo a principal modalidade de endividamento, chega à 76,2%. 

Qual a melhor maneira de pagar uma dívida de cartão de crédito?
ANÚNCIOS

Qual a melhor maneira de pagar uma dívida de cartão de crédito?

Bem direto ao ponto, a melhor maneira de quitar dívidas de cartão de crédito é negociando os valores e fazer a troca por uma dívida mais barata. Vamos explicar bem detalhado sobre como trocar uma dívida de cartão por outra com juros menor. 

Primeiramente, você precisa entender que os cartões de crédito possuem as taxas de juros mais altas do mercado. Ao ano, os juros chegam a 300%. Logo, já deu para perceber que usar o cartão de crédito sem responsabilidade pode gerar um grande prejuízo. 

Ainda, se você é uma pessoa que não teve educação financeira. Talvez, perdeu a sua renda e não tem previsão de novos ganhos. Também, gastou todo o limite do seu cartão de crédito e não sabe como sair dessa enrascada.

Você não está sozinho! Quase 80% dos brasileiros endividados cometeram os mesmos erros que você.  

Mas fique calmo, continue lendo que alguma das dicas neste post vai te ajudar a sair dessa!  

O que acontece se eu não pagar a dívida do cartão de crédito?
ANÚNCIOS

O que acontece se eu não pagar a dívida do cartão de crédito?

Antes de apresentar formas possíveis soluções, vamos responder às dúvidas que mais geram ansiedade. Como por exemplo: O que acontece comigo se eu não pagar a dívida do cartão de crédito?  

No primeiro momento, quando você atrasar a data da fatura, você já passou pelo rotativo, fazendo pagamentos inferior ao valor original até não ter mais cotas disponíveis. 

Depois de incontáveis ligações da instituição, provavelmente não houve um acordo ou reparcelamento e você foi adicionado nos órgãos de restrição de crédito. Ainda assim, o seu score foi rebaixado. 

A partir deste ponto, são as empresas de cobranças que passam a lhe oferecer acordos de parcelamentos. Se mesmo assim, ainda sem sucesso na negociação, as instituições podem registrar as dívidas em cartórios ou até buscar receber a dívida na justiça. 

De forma muito resumida, estes são os passos que as emissoras de cartão de crédito fazem para tentar receber o valor devido. 

Vamos detalhar melhor os passo nos próximo tópicos, continue lendo! 

Como funciona o rotativo
ANÚNCIOS

Como funciona o rotativo

Além das altas  taxas de juros, o rotativo é limitado pois tem a duração máxima 30 dias. Passado esse período, você tem que pagar a conta integralmente ou fazer um parcelamento com juros. 

Ademais, o crédito rotativo é liberado de maneira automática na sua conta. Dependendo como esse dinheiro é gasto, a ‘’cota’’ vai cessando. Desta forma, assim que você pagar toda  a conta, passa a ter a quantia do limite disponível novamente.

Quando não pagar toda a fatura do cartão?
ANÚNCIOS

Quando não pagar toda a fatura do cartão?

Se você está passando por dificuldades financeiras e precisou recorrer ao cartão de crédito como emergência, está tudo bem. Deveria ser essa a ser a função deste crédito. 

Agora, se você passou a fazer várias compras no seu cartão de crédito e no dia da fatura faltou o dinheiro, pagar o mínimo pode ser uma solução.

Mas atenção! Ao pagar o valor mínimo de uma fatura, você pagará na próxima fatura o valor que faltou mais os juros aplicado. Logo, recorrer ao rotativo pode te levar a uma bola de neve, fazer crescer sua dívida mês a mês. 

Então, o momento de não pagar toda a fatura do cartão deve ser apenas em casos de extrema emergência, como gastos com saúde, por exemplo. 

É melhor pagar o mínimo do cartão ou parcelar a fatura?
ANÚNCIOS

É melhor pagar o mínimo do cartão ou parcelar a fatura?

A resposta aqui é, depende. Vai depender do motivo pelo qual faltou o dinheiro para o pagamento da fatura. 

Se naquele mês que não há dinheiro para pagar o valor total fatura, mas você tem o suficiente para para o mínimo, pode ser uma saída. Contudo, é importante lembrar, como já avisamos aqui, que no próximo mês o valor faltante será acrescido de juros e somado com os valores das parcelas já comprometidas no cartão. Ou seja, precisa ter todos os valores mais o juros na fatura do próximo mês. 

Agora, se o seu caso é que não consegue pagar nem o mínimo naquele mês, talvez seria um boa opção parcelar os valores do cartão. Para isso, muito importante, é que pare imediatamente de usar o cartão se ainda houver limite disponível. 

Então, a escolha entre pagar o mínimo ou parcelar a fatura, é algo que precisa de planejamento financeiro pessoal e lembrar que não se deve gastar mais do que ganha. 

Quanto tempo prescreve uma dívida de cartão de crédito?
ANÚNCIOS

Quanto tempo prescreve uma dívida de cartão de crédito?

O termo "caducar a dívida", mas usando pelos brasileiros sobre prescrição de dívidas, ocorre depois de 5 anos. 

Só que existe uma interpretação equivocada neste termo. Após 5 anos, a dívida não é extinta. 

A prescrição de uma dívida apenas retira o nome da lista de endividados dos órgãos de proteção de crédito. Contudo, na instituição emissora do cartão, essa dívida ainda existirá. Ainda assim, mesmo que tenha passado os 5 anos e prescrita uma dívida, o banco emissor pode buscar cobrar o valor devido por meios judiciais.  

Em resumo, toda e qualquer dívida precisa ser paga, independente do que for mostrar nos órgão de proteção de crédito. Além do mais, pelo banco central, as instituições financeiras deixam registrado que aquele CPF deixou prejuízo em cartão de crédito e o mesmo fica visível para as demais instituições. 

O que é cobrança judicial de cartão de crédito?
ANÚNCIOS

O que é cobrança judicial de cartão de crédito?

Cobrança judicial é um procedimento feito por meio do Poder Judiciário. Os bancos acionam com a intenção de coagir juridicamente o pagamento devido. 

Ou seja, resumindo é uma recuperação do crédito por meio da via judiciária.

Depois de todas as tentativas de cobranças e negociações que as empresas de cartão de crédito fazem, mesmo assim, se não obtiverem sucesso, elas podem ir buscar na justiça.  

Como é feita a cobrança judicial?
ANÚNCIOS

Como é feita a cobrança judicial?

Caso o banco ou instituição financeira identificar no perfil do cliente que existem bens que podem ser penhorados pela justiça para pagar parte ou total da dívida, o mesmo irá fazer.  

Como mencionado anteriormente, o banco pode recorrer ao Poder Judiciário em busca de receber o que lhe é devido. 

Assim sendo, se houver bens elegíveis de penhora, a justiça irá conceder, em caso de não acordo, que os bens sejam tomados e transferidos aos bancos. 

Então quer dizer que o banco pode tomar o meu carro quitado? Sim! Caso você não tenha como comprovar o que veículo é a sua única e exclusiva fonte de renda (Uber, por exemplo), o juiz pode dar causa ganha aos bancos. 

E minha única casa? Não! Um único imóvel não é elegível para penhora de bens para quitação de dívidas.

ANÚNCIOS

Quando seu imóvel pode ser penhorado?

As únicas dívidas que tomam sua residência são: 

  • Deixar de pagar as parcelas do empréstimo residencial. Ao comprar um imóvel financiado, na realidade o bem ainda não é seu, ele está alienado ao banco. Logo, se você deixar atrasar as parcelas, o banco tem direito de te despejar. 
  • Dívidas de condomínio. Também é previsto na lei que imóveis que pertencem em um condomínio, quando não pago os valores e sem sucesso no acordo, o imóvei pode ser penhorado. 
  • Deixar de pagar o IPTU. Sim, é possível. A regra muda de município para município. Mas caso passe muito tempo sem pagar o IPTU, a prefeitura pode tomar na justiça o seu imóvel. Esse é o mais raro de acontecer, mas acontece.
  •  E por fim, ser fiador de alguém. Esse compromisso é um dos mais complexos. Quando você é fiador de uma pessoa, caso ela não venha cumprir com os compromissos de aluguel, mesmo sendo a sua única casa, seu imóvel fica disponível para penhora perante a lei. 

Bom, até aqui você viu tudo de ruim que pode acontecer caso você não quite as suas dívidas com cartão de créditos. A partir de agora, vamos falar sobre como quitar todas as suas dívidas com cartões. Continue lendo! 

7 dicas de como resolver uma dívida de cartão de crédito
ANÚNCIOS

7 dicas de como resolver uma dívida de cartão de crédito

Agora você já sabe os motivos que levaram a dívida do cartão e qual o valor atualizado, precisa quitar o débito com urgência!  Pois, as taxas de juros cobradas fazem a dívida crescer de forma exponencial. 

Conseguir negociar uma pendência financeira nem sempre é uma tarefa fácil. Contudo, existem algumas atitudes que podem te ajudar, e muito, a sair do vermelho. 

Descubra como quitar a dívida do cartão de crédito e como pode ser mais simples se seguir estes passos:

1. Saiba exatamente qual o valor da sua dívida.
ANÚNCIOS

1. Saiba exatamente qual o valor da sua dívida.

Por direito, você pode solicitar junto a emissora do cartão o CET (Custo Efetivo Total). desta forma, com ele em mãos, você saberá qual o valor real da sua dívida.   

Ainda assim, aproveite para verificar se existe outras contas em atraso. Verifique em todos os possíveis bancos e cartões, por fim, faça a soma de tudo. Isso vale para você que tem mais de um cartão e não se preocupa muito com os gastos. 

Caso você esteja em uma situação de desequilíbrio financeiro, não caia na tentação de usar outro cartão de crédito para quitar o outro. Isso definitivamente não é trocar uma dívida cara por uma barata. Isso pode ter o efeito contrário! 

Vamos ao próximo passo, planejamento! 

Faça um planejamento da sua atual situação financeira
ANÚNCIOS

2. Faça um planejamento da sua atual situação financeira

Então, agora que você já sabe o montante da sua dívida, vai precisar criar e seguir um orçamento para a sua sobrevivência, apenas o essencial. 

Depois, é o momento de descobrir quanto você pode despender por mês para o pagamento da sua dívida de cartão de crédito. No fim, reserve um tempo para organizar as finanças com calma e tenha disciplina.

Determine qual será o seu método de controle financeiro. A melhor forma é aquela que funciona para você. Tá valendo anotar os ganhos e gastos em um caderno, caso tenha dificuldades com a tecnologia. 

Se você se dá bem com informática, crie uma planilha em nuvem, para acessar sempre no celular, ou até mesmo, baixe um aplicativo específico para finanças pessoais. No geral, o importante mesmo é ter controle de todos as receitas, gastos fixos e variáveis.

Durante essa atividade, é muito pertinente uma autoavaliação e buscar entender o que causou o seu descontrole financeiro. Dica: Tente desconsiderar os fatores emocionais e expectativas de felicidade nas "coisas" compradas. 

Outro exercício ótimo é fazer um pente-fino na fatura do cartão de crédito e procurar por descuidos ou descontrole. Ademais, Busque entender qual a origem da dívida. Isso é muito importante para evitar que você repita o mesmo problema aconteça tudo de novo no futuro.

3. Inicie o contato com a central do cartão de crédito
ANÚNCIOS

3. Inicie o contato com a central do cartão de crédito 

Depois de conhecer os juros da dívida de cartão de crédito e ter planejado quanto pode pagar por mês até quitá-la, você terá maior segurança para negociar os seus débitos. Ainda,  pode conversar com a operadora dos cartões e conhecer quais são as condições disponíveis. 

Agora, é o momento de estar preparado e ter autodomínio. Sim, pode ser que as opções das operadoras sejam valores estratosféricos em relação a sua dívida original. Lembra dos 300% ao ano de juros? Então, dependendo do valor total da sua dívida, as cifras podem ser bem altas. 

Portanto, não se sinta ofendido ou nem se desespere  nem aceite a primeira proposta. Como já colocamos aqui neste texto, você deve buscar uma dívida mais barata. Continue lendo. 

Outro ponto importante! Fique atento para evitar parcelamentos que comprometem o orçamento. 

4. Avalie a proposta com cuidado
ANÚNCIOS

4. Avalie a proposta com cuidado

As dívidas mais caras, como as do cartão de crédito, são as que têm prioridade e tem que ser as primeiras a serem quitadas.

Contudo, essa tarefa deve ser cumprida por meio de uma proposta que seja boa para você. Caso o valor combinado na negociação não couber no orçamento, você vai se complicar novamente e não conseguirá sair deste mau endividamento. 

Então, avalie com calma. Busque ajuda para entender suas dívidas se preciso. Caso a proposta do banco não couber no seu bolso, ligue novamente para a operadora e continue buscando negociar a dívida do cartão dentro das suas condições. 

5. Essa tem que ter disciplina, cortar gastos
ANÚNCIOS

5. Essa tem que ter disciplina, cortar gastos

Nunca se esqueça: se a conta não está fechando no fim do mês e chegar ao ponto de não sobrar dinheiro para pagar a fatura do cartão de crédito, alerta! É um sinal de que você ainda não tem educação financeira. Pois está gastando mais do que ganha. 

A solução é cortar gastos desnecessários é focar no que é essencial. Se mesmo assim estiver difícil, é uma boa oportunidade de se auto avaliar e entender melhor quem você é o que de fato é importante na sua vida.  

Estabeleça um regras, limites para os gastos como compras de supermercado e lazer. Isso vai ajudar a manter o controle das finanças. Contudo, não deixe de se divertir, alegria é essencial para a vida, mas pesquise formas gratuitas de felicidade e o que for mais barato.

6. Fuja das novas compras parceladas
ANÚNCIOS

6. Fuja das novas compras parceladas

Neste ponto, é muito importante evitar novas compras com parceladas. Bem especial neste momento de controle das finanças.

Cuidado com as recompensas instantâneas como: comprar um sapato novo, uma bolsa, trocar de celular só porque saiu um novo, entre outras. Nós somos movidos por recompensas, elas moldam o nosso hábito.

Então, sempre que tiver que pagar por algo, questione: Porque eu preciso disso agora?  Seja honesto contigo. Se descobrir que o objeto de necessidade ou desejo é tão importante, faça planos para realizá-lo ou obtê-lo. 

Parcelar é uma facilidade, traz a recompensa imediata. Faz você antecipar desejos. E é aí que mora o perigo. No entanto, parcelas a perder de vista vão te levar ao descontrole financeiro. A não ser que você tenha muita habilidade com gestão financeira e trabalha com isso. .

As parcelas, de modo geral, são usadas em urgências. Como por exemplo: Seu computador que você usa para trabalhar estragou, foi condenado pela assistência técnica. Logo irá precisar comprar um outro computador bom. Neste caso, parcelar a compra de um item essencial para o seu trabalho que te gera renda.  

7. Troque a dívida cara por uma mais barata
ANÚNCIOS

7. Troque a dívida cara por uma mais barata

Por fim, o grande "pulo do gato" para quitar as suas dívidas com cartão de crédito. 

Muito provável que a proposta de negociação da operadora do cartão de crédito não seja vantajosa. Não desista, busque novas negociações. De forma alguma aceite parcelas abusivas e que não irão caber no seu orçamento. 

Outro ponto, é sempre comparar outras modalidades de crédito disponíveis na instituição bancária antes de fechar um acordo. 

No mercado, têm opções de crédito com taxas de juros bem menores que as do cartão de crédito. Exemplo são os empréstimos consignado e o empréstimo com garantia, onde este último é excelente alternativa para trocar uma dívida cara por uma mais barata.

Vamos focar no crédito com garantia, de longe, o crédito mais barato. Acompanhe! 

Conheça, a seguir, seis instituições que oferecem a modalidade:
ANÚNCIOS

Conheça, a seguir, seis instituições que oferecem a modalidade:

Aqui nesta modalidade de crédito, é importante lembrar que você precisa ter bens elegíveis para dar como garantia. Seja um carro quitado ou um imóvel, estes são as melhores garantias hoje aceitas para esse tipo de empréstimo. 

Ainda, não se esqueça que você precisa comprovar que tem renda suficiente para honrar com as parcelas acordadas. 

Ou seja, estes são os requisitos para que você consiga trocar uma dúvida mais cara por uma mais barata. Vamos lá. Abaixo uma lista de 6 instituições que oferecem este produto.

Itau
ANÚNCIOS

1.Itaú

No Itaú, existem duas opções de empréstimo com garantia disponíveis: 

De investimentos e para imóveis. Só que, a opção de imóveis está disponível apenas para clientes Personnalité do banco.

Para pegar o seu crédito com garantia de imóvel, com objetivo de quitar sua dívida do cartão de crédito, é necessário que o bem esteja quitado. Seja ele residencial ou comercial, só não pode estar na lista de restrições, edículas e galpões, por exemplo. 

Empréstimo com garantia Itaú, saiba mais aqui! 

Banco do Brasil
ANÚNCIOS

2.Banco do Brasil

No Banco do Brasil, estão à disposição dos correntistas as opções de empréstimo com garantia de imóvel e veículo.

Para conseguir o crédito para quitar suas dívidas de cartão, usando um veículo, além de ter no máximo dez anos de fabricação, ele deve estar quitado. Ainda assim,  ele não ser objeto em nenhum processo ou ainda ter ônus como multas ou licenciamento atrasados.

Na modalidade em que o seu imóvel é dado como garantia, ele precisa ser próprio e residencial. Além do mais, necessita que esteja localizado em área urbana e edificado em alvenaria. Todas as documentações em um cartório de registro de imóveis e que esteja em boas condições de uso.

Ademais, o Banco do Brasil informa que é possível pegar emprestado um valor que chega até 60% do valor de mercado do imóvel dado como garantia. Por fim, o  prazo mínimo para o pagamento é de um ano e meio e o máximo de 20 anos.

Empréstimo com garantia no BB, saiba mais aqui! 

Santander
ANÚNCIOS

3.Santander

Assim como o BB, o banco Santander também oferece aos seus clientes o crédito com garantia tanto para imóveis quanto para veículos.

Para o empréstimo de garantia com imóvel, a instituição diz que o correntista deve possuir um bem com avaliação de no mínimo R$70.000 reais. O montante a ser emprestado, cujo objetivo deva ser pagar suas dívidas, é limitado a 60% do valor do imóvel. Quanto ao prazo, o limite máximo para a quitação é de até 20 anos.

Já com os veículos elegíveis à garantia, devem ter no máximo, cinco anos de fabricação. Com ele, o correntista pode conseguir emprestar até 70% do valor de mercado do bem. 

Empréstimo com garantia Santander, saiba mais aqui! 

Banco Inter
ANÚNCIOS

4.Banco Inter

Ele é conhecido como o banco tradicional que se transformou em um banco 100% digital. O Banco Inter oferece aos usuários da plataforma apenas o empréstimo com garantia de imóvel. 

Todo o processo é feito de forma digital. As taxas de juros iniciam em 1,15% ao mês, valor que chega ser 10x menor que os juros de cartões de créditos. 

São aceitos os imóveis residenciais e comerciais - exceto lotes, galpões e qualquer outro que não possui a habite-se. Como os demais, é necessário que estejam quitados e que tenham valor mínimo de R$200.000 reais. Os clientes podem conseguir crédito de até 50% do valor do imóvel.

Empréstimo com garantia no Inter, saiba mais aqui! 

Bcredi
ANÚNCIOS

5.Bcredi

A Bcredi é uma fintech especializada em empréstimo com garantia de imóvel. Assim como no Banco Inter, todo o processo de solicitação de crédito é totalmente digital.

Como requisito inicial, para conseguir o seu empréstimo, é preciso ter uma casa ou apartamento - ambos podem ser para uso residencial ou comercial - com avaliação mínima 100 000 reais. Como já dito, toda a simulação é feita de forma online.

As taxas de juros que incidem sobre as parcelas partem de 1,09% ao mês, que será corrigida pelo índice de inflação medido pelo IPCA.  

Empréstimo com garantia no Bcredi, saiba mais aqui! 

Creditas
ANÚNCIOS

6.Creditas

Por fim, a queridinha do mercado. A fintech de empréstimo Creditas. Ela oferece empréstimo com garantia de veículo e imóvel, com todo o processo feito de forma 100% digital.

As taxas de juros para conseguir crédito por meio do imóvel é a partir de 0,75% ao mês - menor juros do mercado - e o valor mínimo da solicitação é de apenas R$30.000 reais. 

Para os que querem usar o automóvel como a garantia, a solicitação deve ser de, no mínimo, R$5.000 reais, com juros que parte de 1,69%. O valor do empréstimo solicitado pode chegar até 90% do quanto o carro vale.

A liberação do dinheiro na conta do cliente acontece em até três dias para os solicitantes por meio de garantia com veículo.

Empréstimo com garantia no Creditas, saiba mais aqui! 

Pronto, agora que explicamos quais foram os caminhos ruins que te levou até a uma má dívida e explicamos meios para quitá-las, está na hora de pôr em prática.

Se você chegou até o fim deste texto é porque realmente está interessado em resolver sua vida financeira e não errar novamente. Portanto, continue lendo nossos artigo no Senhor Finanças. 

ANÚNCIOS
ANÚNCIOS

Em Alta


Siga nas Redes Sociais

AVISO LEGAL

O Senhor Finanças não solicita em nenhuma situação quantias em dinheiro para liberação de qualquer tipo de produto financeiro, seja cartão de crédito, financiamento ou empréstimo. Caso isto aconteça, nos avise imediatamente.

Trabalhamos para manter todas informações o mais atualizadas possível. Porém, vale ressaltar que essas informações podem divergir das informações encontradas nos sites de instituições financeiras e/ou de provedores de serviços de um site específico. Com relação a instituições com as quais não temos parceria: não garantimos a precisão e atualidade das informações. Lembre-se sempre de ler as condições de uso e termos de aquisição das instituições financeiras que você escolher. Recebemos uma pequena quantia das publicidades em nosso site e dos nossos parceiros quando indicamos um usuário que solicita algum produto ou proposta. Tudo que publicamos é baseado em avaliações quantitativas e qualitativas de cada produto. Vale ressaltar que nossos parceiros podem influenciar diretamente os produtos sobre os quais escrevemos e revisamos, e também sobre a ordem dos "melhores" artigos e posicionamento de produtos no Senhor Finanças. Dada a quantidade de informações em nosso site, não fornecemos nenhum tipo de garantia sobre a qualidade e atualidade das informações; por isso, priorizamos informações de nossos parceiros.